taxa de adesão
Por: Gabriela Mosmann

Taxa de adesão: entenda quando essa cobrança pode ser feita

Antes de assinar um contrato relativo à prestação de algum serviço, é importante verificar tudo o que consta nele, inclusive a existência de taxa de adesão.

A taxa de adesão não incide sobre todo contrato firmado, mas sua existência pode pesar no bolso do contratante, interferindo nas suas finanças pessoais. Daí a necessidade de considerá-la.

O que é a taxa de adesão?

Taxa de adesão é o valor cobrado pelas empresas prestadoras de serviços para começar a fornecer sua mão de obra. Seu objetivo é cobrir eventuais gastos da empresa pelo início dos trabalhos para o novo cliente, como a mão de obra de corretagem.

Porém, adotar uma medida como esta pode ser algo bastante impopular. Afinal, ninguém quer pagar por um serviço que ainda não recebeu.

Planilha de Controle de Gastos

Não perca o controle das suas finanças! Baixe nossa planilha gratuita de controle de gastos e organize melhor toda a sua vida financeira!

Onde a taxa de adesão pode ser cobrada?

A cobrança da taxa de adesão é bastante comum em:

  • Academias;
  • Assinatura de televisão por assinatura;
  • Fornecimento de internet;
  • Empréstimos;
  • Cartão de crédito;
  • Planos de saúde;
  • Consórcios.

Nas academias, é comum que a taxa de adesão seja equivalente ao valor de uma mensalidade, funcionando como uma espécie de adiantamento.

A taxa de adesão em TV por assinatura e fornecimento de internet há uma pegadinha: ao contratar um combo (que, na prática, é uma venda casada), o consumidor não paga a taxa. Mas, ao tentar contratar um serviço avulso, a empresa a cobra do cliente.

No caso de empréstimo pessoal, a cobrança geralmente é inferior ao valor da parcela a ser paga mensalmente. Porém, sua aplicação não faz sentido, uma vez que a remuneração da empresa é feita por meio dos juros cobrados.

A taxa de adesão de cartão geralmente é cobrada pela implantação das máquinas nas quais os comerciantes passam o cartão de crédito dos clientes. O valor visa cobrir gastos com a instalação e o transporte do equipamento.

Já a taxa de adesão em plano de saúde tem se tornado menos frequente, mas ainda é possível encontrá-la. O mesmo vale para os consórcios, que pedem um valor “adiantado” dos seus clientes ao firmarem um acordo.

Orçamento familiar

Cobrar taxa de adesão é legal?

A cobrança da taxa de adesão é legal. Mas não para todos os serviços.

As empresas de planos de saúde, consócios ou mesmo escolas particulares não podem solicitar o pagamento deste valor para o início da prestação do serviço. Ainda que esteja descriminada em contrato.

Logo, trata-se de uma taxa de adesão abusiva.

Já nos casos de telefonia, internet e televisão por assinatura, por exemplo, esta cobrança é permitida e regulamentada pela Anatel, através da Resolução 632/2014.

Como se proteger de cobranças abusivas?

No caso dos planos de saúde, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e o Código de Defesa do Consumidor proíbem tal cobrança. Se praticada, a recomendação é que o consumidor procure o Procon para reclamar da cobrança abusiva.

É comum encontrar sinônimos para a cobrança da taxa de adesão como taxa de adesão, implantação ou cadastramento. Então é bom ficar atento a estes termos antes de assinar o contrato.

Foi possível saber mais sobre taxa de adesão? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

Telegram Suno
Gabriela Mosmann

Gabriela Mosmann é analista de investimentos na Suno Research. É economista, mestre e doutoranda em Finanças pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Possui também certificação CNPI.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

208 artigos
Ações

FIIs

58 artigos
FIIs
profit (1)

Planilha Gratuito

Controle
SUAS
FINANçAS

Uma planilha 100% Gratuita para ajudar você a organizar as suas finanças!

Group 285

NÃO VÁ EMBORA AINDA..

O portal que vai te ajudar a começar
a investir.

Todos os conteúdos gratuitos 
da Suno em um só lugar!