taxa básica financeira (TBF)
Por: Tiago Reis

Taxa Básica Financeira (TBF): entenda como essa importante taxa funciona

Você provavelmente já deve ter ouvido falar sobre a Taxa Referencial, também conhecida pela sigla TR. Assim como a Taxa Básica Financeira, essa taxa possui um importante papel na economia brasileira. Ela é usada para corrigir valores e aplicações como o FGTS e caderneta de poupança, por exemplo.

Porém, poucos sabem é qual é a origem da TR, e principalmente como ela é calculada. Para entender isso, precisamos falar de um outra taxa tão importante quanto: a Taxa Básica Financeira (TBF).

O que é a Taxa Básica Financeira (TBF)?

A Taxa Básica Financeira (TBF) é um indexador utilizado no sistema financeiro do país – ou seja, uma taxa utilizada para reajustar o valor de algumas aplicações financeiras. A TBF é aplicada como base para o cálculo da Taxa Referencial, influenciando o FGTS, os títulos públicos, a poupança, entre outras aplicações.

Criada em 1995 pelo Conselho Monetário Nacional, a TBF tem uma natureza diferente dos outros indexadores utilizados na economia brasileira – como o IPCA e o IGPM, por exemplo.

Enquanto estes representam a variação nos preços de produtos, serviços e outros fatores ligados a inflação, a TBF é baseada no custo médio das operações financeiras realizadas no mercado.

Como a TBF é calculada?

A Taxa Básica Financeira é definida e divulgada diariamente pelo Banco Central.

O seu valor é calculado a partir dos CDBs e RDBs pré-fixados que os bancos emitiram nos últimos 30 dias. A Taxa Básica Financeira é justamente a média ponderada da taxa de juros desses títulos.

Logo, quando os juros do mercado caem, a TBF também caí. Da mesma forma, quando os juros sobem, a TBF acompanha o movimento e aumenta junto.

Apenas os títulos das 30 maiores instituições financeiras do país são considerados para definir a TBF. Desse grupo, o banco com maior e com menor taxa média são desprezados do cálculo.

Onde a TBF é aplicada?

A principal função da Taxa Básica Financeira é servir como base para a Taxa Referencial. A TBF é uma das variáveis utilizadas no cálculo da TR – logo, podemos dizer que a Taxa Referencial é atrelada à Taxa Básica Financeira.

Por isso, a TBF é a taxa que corrige “indiretamente” as aplicações indexadas pela TR, como:

Como a TBF é utilizada no cálculo da Taxa Referencial?

Para entender melhor a relação das duas taxas, é necessário conhecer como é feito o cálculo da TR. Ele se divide em duas partes:

1. Cálculo do Redutor (R)

Inicialmente, é calculado o Redutor da Taxa Referencial. A fórmula é a seguinte:

R = a+b

Onde:

  • R: Fator redutor da TR
  • a: 1,005 (valor definido na criação da TR)
  • b: valor tabelado pelo Banco Central de acordo com a TBF atual, podendo variar entre 0,23 e 0,48. Quanto maior a TBF, maior o b.

2. Cálculo da Taxa Referencial

Encontrado o valor do redutor, seguimos para o cálculo da TR, através da seguinte fórmula:

TR = 100 x [(1 + TBF/R) – 1]

Observação: Quando a TBF estiver em um valor muito baixo, é possível que a fórmula retorne um resultado menor que zero.

Como não é possível existir uma Taxa Referencial negativa, ela será apenas igual a zero.

Conclusão

A Taxa Básica Financeira (TBF) é um instrumento que transfere a variação dos juros do mercado para a TR – que por sua vez corrige a poupança, o FGTS, e diversos outros contratos financeiros.

Sempre que a Taxa Básica Financeira caí, a Taxa Referencial caí junto. Se a TBF aumenta, a TR também aumenta.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Marcos Louzada 17 de maio de 2019

    O cálculo da TBF mudou. Verificar RESOLUÇÃO Nº 4.624, DE 18 DE JANEIRO DE 2018, do Banco Central. Agora é calculada a partis das LTN’s.

    Responder
  • cristiane 14 de agosto de 2019

    A TBF é calculada pela média das operações em LTN desde fevereiro de 2018.

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

209 artigos
Ações

FIIs

54 artigos
FIIs

Minicurso Gratuito

Contabilidade Para investidores

Os principais conceitos sobre contabilidade que todo investidor precisa saber!

CORONAVÍRUS, PETRÓLEO, ECONOMIA E INVESTIMENTOS. VOCÊ JÁ SABE O QUE FAZER?​