Acesso Rápido

    Resumo da Semana: Inflação em baixa e mudanças nos horários da B3

    Resumo da Semana: Inflação em baixa e mudanças nos horários da B3

    O Ibovespa encerrou o pregão de ontem (09) registrando a marca dos 86.371 pontos, o que representou uma alta de 1,63% no dia. Na semana a valorização do índice, apesar de pouco expressiva, seguiu positiva, no patamar dos 0,71%. Já no acumulado do ano, entretanto, a valorização do índice Ibovespa segue bastante expressiva, registrando uma alta de 13,05% nos três primeiros meses de 2018.

    Variação do Ibovespa na última semana

    Já o Ifix, o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários da BM&FBOVESPA, que tem por objetivo aferir o comportamento de uma carteira de investimentos composta por cotas de fundos imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa de valores, fechou o dia de ontem no patamar dos 2.308 pontos, representando uma alta de 0,27% no dia. No acumulado do ano, o Ifix já apresenta uma valorização de 3,64%.

    No cenário econômico, um dos destaques da semana se fez através do anúncio de que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, variou 0,32% em fevereiro, o resultado mais baixo para o mês desde o ano 2000, quando ficou em 0,13%. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em janeiro, o índice subiu 0,29%.

    Nos dois primeiros meses do ano, o IPCA acumula o menor percentual desde o começo do Plano Real, em 1994, com variação de 0,61%. Em 2017, o acumulado no 1º bimestre havia sido 0,71%, segundo o IBGE.

    Vale destacar, ainda no âmbito econômico e financeiro, que com o início do horário de verão nos Estados Unidos neste final de semana, o segmento ações da B3 irá modificar seu funcionamento, voltando a fechar às 17 horas, com after market até às 18 horas. O horário de abertura permanece inalterado, às 10 horas, com o pré-market a partir das 9h45.

    O horário de negociação de ações na Bolsa mudou em outubro com o início do horário brasileiro de verão, para acompanhar o horário das bolsas americanas quando encerrasse o horário de verão dos Estados Unidos.

    Com isso, a Bolsa volta a operar no chamado “horário regular”, que vale entre março e outubro, das 10h às 17h, com datas de início e de fim variando conforme o horário de verão. Enquanto vigorou o horário estendido, a Bovespa não teve after market.

    No mais, a semana foi marcada, também, pela continuação da divulgação por parte das companhias abertas dos seus resultados referentes ao quarto trimestre de 2017. Apesar da já publicação de várias e representativas empresas listadas na bolsa, o período de exposição dos números contábeis continuará até o final deste mês de março.

    Como sempre, seguiremos atentos a tais números – principalmente naqueles que dizem respeito às empresas presentes em nossas carteiras Suno Dividendos e Suno Valor – de modo que, caso surja qualquer fator inesperado, possamos esclarecer de maneira ágil e direta o andamento de tais conjunturas a nossos assinantes.

    Conteúdos Premium da semana

    Conteúdos Gratuitos da Semana