A Unipar Carbocloro comunicou ao mercado na última sexta-feira (03) que enviou, na mesma data, um comunicado para Unipar Indupa S.A.I.C. (atual denominação da Solvay Indupa S.A.I.C.) sobre desistência de seguir com a oferta pública de aquisição (OPA) das suas ações em circulação com a finalidade de cancelamento de registro de companhia aberta daquela empresa.

A companhia encerrou o mesmo comunicado destacando que manterá seus acionistas e o mercado em geral devidamente informados sobre todo e qualquer desdobramento relacionado a tal processo de OPA.

 

No âmbito do comunicado acima destacado feito pela Unipar, é interessante destacar que a Unipar Indupa é uma relevante companhia petroquímica atuante no Mercosul, e seus principais produtos são o PVC (policloreto de vinila) e a Soda Cáustica (hidróxido de sódio).

No que diz respeito a sua produção, na Argentina a companhia fabrica 220.000 toneladas/ano de PVC e 185.000 toneladas/ano de soda cáustica, ao passo que, no Brasil, são produzidos 300.000 toneladas/ano de PVC e 170.000 toneladas/ano de soda cáustica.

Atuando nessa conjuntura, a Unipar Indupa é uma organização que otimiza os diversos recursos de suas plantas em Bahía Blanca – Argentina, e em Santo André – Brasil, alcançando uma sinergia que favorece a produção e o abastecimentos aos clientes da região.

Isto posto, vale destacar que, atualmente, a Unipar Carbocloro detém 87,76% da Indupa, conforme abaixo destacado:

Em relação ao cancelamento do processo de OPA da companhia, tal decisão, em nossa visão, em nada altera o operacional da Unipar e, portanto, segue tudo como está no que diz respeito à conjuntura atual da companhia.

Vale destacar, ainda nesse sentido, que a Indupa possui suas ações negociadas na Bolsa de Valores de Buenos Aires, ou Bolsa de Comercio de Buenos Aires (BCBA), sob o ticker INDU, e apresentou uma valorização expressiva no preço de seus papéis naquela bolsa no último ano de 2017.

No mais, em relação ao business da Unipar, em si, seguimos com nosso posicionamento acerca da empresa, que se mostrou um caso de turnaround bastante vitorioso no último ano, e que ainda apresenta, em nossa perspectiva, um horizonte aberto para uma maior expansão operacional nos próximos trimestres.

Ademais, vale ressaltar que gostamos muito dos resultados da Unipar Carbocloro no primeiro quarto do ano (1T18), o que comprova a atual conjuntura da companhia, que vem se mostrando um vitorioso case, sendo executado com sucesso pela gestão da companhia.

Entendemos que a companhia tem tudo para continuar nesse ritmo de ascensão operacional, o que pode ser traduzido em maior geração de valor e distribuição de dividendos para seus acionistas que, diga-se de passagem, têm sido bastante satisfatórios, principalmente os referentes ao último ano de 2017.

Avaliamos, por fim, que essa companhia ainda tem muito apresentar, principalmente quando boa parte de sua dívida começar a ser digerida pelo grupo.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.