Por: Tiago Reis

Radar do mercado: Petrobras (PETR4) comunica início de fase vinculante para a venda de campos terrestres do Polo Cricaré e do Polo Recôncavo

Na última sexta-feira (06), a Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras) divulgou dois comunicados ao mercado e aos seus acionistas.

No primeiro deles, a companhia falou sobre o início de fase vinculante referente à venda da totalidade de suas participações em 27 concessões de exploração e produção terrestres.

Estas concessões estão localizadas no estado do Espírito Santo, e são denominadas conjuntamente de Polo Cricaré.

A petroleira informou que os habilitados para essa fase vinculante receberão carta-convite com instruções detalhadas sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes.

 

Por fim, o Polo Cricaré compreende 27 concessões terrestres, dentre elas os campos de Biguá, Cacimbas, Campo Grande, Córrego Cedro Norte, Rio Preto, São Mateus e outros. Tais campos estão localizados no estado do Espírito Santo, nos munícipios de São Mateus, Jaguaré, Linhares e Conceição da Barra.

Além disso, a Petrobras é operadora, com 100% de participação, nessas concessões, que, em 2018, tiveram uma produção total média de cerca de 2,8 mil barris de óleo por dia e 11 mil metros cúbicos de gás por dia.

Aprenda como analisar uma ação

No segundo comunicado, a Petrobras informou o início da fase vinculante referente à venda da totalidade de suas participações em 14 concessões de exploração e produção terrestres localizadas no estado da Bahia, denominados conjuntamente de Polo Recôncavo.

As condições para a fase vinculante são as mesmas estabelecidas acima, e a divulgação segue conforme a Sistemática para Desinvestimentos da Petrobras.

Dessa forma, essa operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da empresa, visando a  geração de valor para os seus acionistas.

Por último, neste comunicado, a Petrobras informou que o Polo Recôncavo compreende 14 concessões terrestres, localizados no estado da Bahia, nos munícipios de Candeias, Salvador, Santo Amaro, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé e Simões Filho.

A produção total média, em 2018, foi de cerca de 2,8 mil barris de óleo por dia e 588 mil metros cúbicos de gás.

Adicionalmente, a companhia afirmou, nos dois comunicados, que a divulgação está de acordo com a sua Sistemática para Desinvestimentos, e que atende às disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluídos.

Acreditamos que, com os desinvestimentos, a Petrobras passará a focar nos ativos em que possui maior capacidade operacional. Entretanto, consideramos que pode haver desalinhamento de interesses entre o controlador (Estado) e o acionista minoritário. Portanto, seguimos de fora de PETR4.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

205 artigos
Ações

FIIs

52 artigos
FIIs
navigation

Conteúdo Gratuito

Radar do
Mercado

Os principais fatos relevantes do mercado, comentados no seu e-mail diariamente