Por: Tiago Reis

Radar do mercado: OI (OIBR3) esclarece notícia veiculada na mídia

A Oi S.A. comunicou, ao mercado e aos seus acionistas, as respostas para a solicitação de esclarecimentos da Brasil, Bolsa, Balcão – B3, com relação a uma notícia veiculada na mídia.

A companhia recebeu um ofício da B3 que solicitava esclarecimentos a respeito da notícia veiculada pela Agência Estadão Broadcast, em 16/08/2019, sob o título “Diagnóstico da Oi apresentado à cúpula da Anatel indica que dinheiro pode acabar em fevereiro”.

Na notícia, constava que o diagnóstico da situação da Oi apresentado à cúpula da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) indicou que o dinheiro em caixa da operadora chegou ao “mínimo necessário”. Assim, há previsão de que os recursos terminem em fevereiro de 2020 se nada for feito.

 

Portanto, de acordo com a matéria, diante da deterioração da operadora, o futuro da empresa voltou a preocupar a Anatel, que pode tomar medidas mais duras, entre as quais tomar da Oi a concessão de telefonia fixa e intervir na companhia.

Por sua vez, a Oi esclareceu que a Anatel, através de nota à imprensa, assinada por seu presidente, publicada em 16/08/2019 em sua página na internet, desmentiu as informações veiculadas pelo meio de comunicação em questão, principalmente em relação à possibilidade iminente de medidas drásticas.

E-book - Investindo em Fundos Imobiliários

A companhia informou, ainda que, desde 2014, a Anatel vem realizando acompanhamento especial da situação econômico-financeira da Oi, passando, a partir do início do processo de recuperação judicial, a realizar este acompanhamento em conjunto com o juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca do Rio de Janeiro, o Ministério Público e o administrador judicial.

Dessa forma, as informações financeiras da Oi são acompanhadas de perto, inclusive por meio de Relatório Mensal de Acompanhamento (RMA), além das demonstrações financeiras periódicas.

A Oi reforçou que tem se pautado pela transparência e diligência em suas ações e estratégias. Além disso, reforçou que seu desempenho se encontra dentro das expectativas em relação à evolução dos indicadores operacionais, sobretudo da fibra, já observando um início de estabilização da dinâmica de receita.

Por último, a companhia reiterou sua confiança na execução dos esforços de controle de custos e do processo de venda de ativos não estratégicos necessários para o financiamento do plano de investimentos, que já estão em curso e alinhados ao cronograma planejado.

Acreditamos que este não seja o momento ideal para investir na Oi em face de sua recuperação judicial em curso. Além disso, não enxergamos perspectivas de melhora iminente por parte da companhia. Portanto, ficamos de fora de OIBR3.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

10 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ricardo 20 de agosto de 2019

    A Oi deveria ser ofertada a um grupo estrangeiro, oriental ou europeu, assim seria benéfico para a recuperação da empresa e a não afetaria a concorrência, que já teve a compra da Nextel pela Claro esta ano. Com isso evitaríamos ter o setor muito concentrado, o que não é bom para o consumidor e nem para a economia do país.

    Responder
    • Adriano 20 de agosto de 2019

      Difícil é alguém se interessar uma empresa que tem uma dívida de 65Bi.

      Responder
  • Lucas 20 de agosto de 2019

    O que acontece se a OIBR4 for vendida e eu for acionista

    Responder
  • david luis 20 de agosto de 2019

    podemos ver que a falta de uma boa gestão pode levar empressas ao fracasso eminente

    Responder
  • Anderson Ferreira Tassi 20 de agosto de 2019

    Obrigado pelo feedback, estava pensando em comprar algumas ações.

    Responder
    • Aender 29 de agosto de 2019

      Só hoje subiu 18%

      Responder
  • Rogério pereira dos santos 20 de agosto de 2019

    Aí daqui a 2 anos vou me arrepender amargamente.ja que as pessoas andam igual a sunbi,pela rua.a população mundial tá sujeita a diminuir drasticamente.nem sexo tão fazendo mas,pela internet.

    Responder
  • Paulo Henrique 20 de agosto de 2019

    Antes fosse este apenas o problema, a empresa é atrelada a governo/politica.. ninguém quer mesmo.

    Responder
  • Sergio 21 de agosto de 2019

    Vamos ficar imoveis e esperar pra ver como vai ficar.

    Responder
  • JOAO LUIS 30 de agosto de 2019

    Prá quem estava morrendo de medo da OI:
    em 29/08/2019 subiu 19,51% e em 30/08/2019 subiu mais 21,43%.
    É mole? Eu acertei na mosca, comprando em 28/08/2019, algumas mil ações e estou rindo de orelha a orelha… kkkk

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

207 artigos
Ações

FIIs

54 artigos
FIIs
navigation

Conteúdo Gratuito

Radar do
Mercado

Os principais fatos relevantes do mercado, comentados no seu e-mail diariamente

%d blogueiros gostam disto: