Acesso Rápido

    Radar do mercado: Klabin (KLBN11) apresenta resultados referentes ao segundo semestre de 2019

    Na data de ontem (05), a Klabin S.A. apresentou, ao mercado e aos seus acionistas, os resultados apurados para o segundo trimestre de 2019.

    A companhia destacou o EBITDA ajustado no valor de R$ 957 milhões no 2T19, crescimento de 8% em relação ao 2T18, e total de R$ 1,962 bilhão no semestre, 19% acima do primeiro semestre do ano anterior.

     

    A Klabin também apresentou o volume de vendas e os preços do 2T19 em comparação ao 2T18, conforme tabela abaixo.

    Outros destaques apresentados foram o aumento no volume de vendas, o aumento da receita líquida e o aumento nos investimentos, de acordo com a tabela abaixo.

    A respeito do desempenho operacional e financeiro, o volume de vendas no 2T19, excluindo madeira, atingiu 818 mil toneladas, representando um aumento de 15% em relação ao 2T18, e 4% em relação ao primeiro trimestre deste ano.

    A empresa informou que o aumento, em 26% e 19% do volume de vendas, nos segmentos de papel e celulose, respectivamente, reflete a consolidação operacional da unidade Puma e a versatilidade da Klabin em mercados como os de papéis e embalagens.

    Por outro lado, a receita líquida da empresa foi impulsionada pela flexibilidade em mercados e produtos, e um câmbio médio mais alto do que o registrado no ano passado, alcançando R$ 2,6 bilhões no 2T19, representando um aumento de 16% em relação ao 2T18.

    O custo caixa unitário total foi de R$ 2.009 por tonelada, representando um incremento de 6% em relação ao 2T18. O aumento de custo foi impactado, principalmente, por maiores gastos com compra de energia e parada para manutenção. Cabe ressaltar que o custo caixa, no segundo trimestre, é sazonalmente afetado pela parada anual programada para manutenção da fábrica de Monte Alegre (PR).

    Já o custo dos produtos vendidos, no 2T19, foi de R$ 1,342 bilhões, representando R$ 1.641 por tonelada e um aumento de 11% em relação ao 2T18.

    Já a geração operacional de caixa (EBITDA), apesar de condições adversas no trimestre, tanto no mercado interno quanto no mercado internacional de commodities, totalizou R$ 957 milhões, aumento de 8% em relação ao 2T18, com margem EBITDA ajustada de 37%.

    No semestre, o EBITDA ajustado foi de R$ 1,96 bilhão, crescimento de 19% em comparação ao mesmo período do ano passado.

    O endividamento líquido da companhia terminou o 2T19 em R$ 13,144 bilhões, aumento de R$ 390 milhões em relação ao 1T19, explicado pelo início dos desembolsos para o Projeto Puma 2, além de saída pontual de caixa pelo pré-pagamento do REFIS.

    Já o caixa e as aplicações financeiras totalizaram R$ 11,5 bilhões no 2T19, aumento de R$ 4 bilhões em relação ao 1T19, explicado pela contratação das operações para rolagem da dívida da Klabin.

    As despesas financeiras foram de R$ 725 milhões no 2T19, aumento de 122% em relação ao 2T18, impactadas pelas variações negativas da marcação a mercado de swaps de juros de R$ 199 milhões, atreladas a financiamentos contratados em reais, mas com efeito similar a um passivo em dólar e por custos de alongamento de dívidas.

    Por último, cabe destacar os investimentos realizados pela Klabin no 2T19, que totalizaram R$ 581 milhões, aumento de 201% em relação ao 2T18. Deste montante total, R$ 92 milhões tiveram como destino as operações florestais, R$ 144 milhões foram destinados à continuidade operacional das fábricas e R$ 57 milhões foram aplicados em projetos especiais e expansões, especialmente em projetos de alto retorno, ilustrados na tabela abaixo.

    A Klabin é uma das maiores produtoras integradas, exportadora e recicladora de papéis para embalagens do Brasil, com capacidade nominal de produção de 3,5 milhões de toneladas anuais de produtos.

    A companhia definiu como enfoque estratégico a atuação nos seguintes negócios: papéis e cartões revestidos para embalagens, celulose de fibra curta e fibra longa, caixas de papelão ondulado, sacos industriais e madeira em toras.

    Com 120 anos de atuação, 18 unidades industriais e 19 mil colaboradores, o capital social da Klabin é tal como mostrado abaixo.

    Acreditamos que os resultados apresentados pela Klabin mostram o seu potencial no mercado, apresentando uma boa capacidade de gerar valor para seus acionistas.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *