Por: Tiago Reis

Radar do Mercado: Itaúsa (ITSA4) – Mais um resultado anual bilionário é apresentado pela companhia

A Itaúsa divulgou ontem (19) os seus resultados trimestrais e, em relação aos indicadores de resultado da Itaúsa, a holding apresentou, no acumulado do ano de 2018, um lucro líquido de R$ 9,43 bilhões – aumento de 15,9% frente a 2017 – com um Retorno sobre o Patrimônio Líquido (anualizado) de 18,2%.

Em relação aos principais indicadores das empresas do portfólio Itaúsa, foi possível perceber novamente a relevância do Itaú em sua carteira de investimentos, assim como também foi fácil visualizar que a aquisição da Alpargatas foi uma transação muito bem-sucedida, isto por que, em termos de geração de valor para a Itaúsa, a proprietária das marcas Havaianas, Topper e Rainha, além de outras, ainda pode representar, no médio prazo, uma parcela significativa deste montante.

Ainda, por ser uma holding pura, a Itaúsa tem seu resultado composto basicamente pelo Resultado de Equivalência Patrimonial (REP), apurado a partir do resultado de suas controladas e, dessa forma, acima pode-se visualizar o REP por empresa e suas relevâncias no resultado da Berkshire Hathaway brasileira.

Abaixo podemos ver como o Itaú apresenta uma parcela importantíssima do portfólio da Itaúsa, isto por que, em relação aos proventos pagos pela holding, grande parte desse montante é proveniente também do pagamento direto e indireto de dividendos pelo Itaú Unibanco.

A companhia apresenta, inclusive, um aumento histórico de volumes pagos de proventos interessantes, o que nos agrada muito em termos de geração de valor a seus acionistas.

Neste sentido, é importante destacar que o conselho de administração da companhia deliberou, na segunda-feira (18), em pagar JCP por conta do dividendo obrigatório do exercício de 2018 no valor de R$ 0,0081 por ação (líquido de R$ 0,006885 por ação), com base na posição acionária final do dia 17 de dezembro, além de JCP e Dividendos adicionais ao dividendo obrigatório do exercício de 2018 no valor de R$ 0,3111 por ação e dividendos adicionais no valor de R$ 0,4532 por ação.

Diante disso, é interessante mencionar que que os proventos líquidos declarados por conta dos resultados de 2018 da Itaúsa representam 94,0% do lucro líquido ajustado do exercício, o que significa um incremento de 24,8% em relação aos proventos líquidos declarados do exercício de 2017.

No mais, seguimos apreciando a “Berkshire Hathaway brasileira”, que é uma holding de muito sucesso no Brasil, e carrega consigo o mérito de ser a controladora de um dos bancos mais rentáveis do planeta, o Itaú Unibanco.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

231 artigos
Ações

FIIs

39 artigos
FIIs

Clube Exclusivo Suno

Small Caps

Pequenas em capitlização, gigantes em potencial.

Conheça o Clube Suno Small Caps e receba recomendações das melhores Small Caps para você investir na Bolsa de Valores.