Radar

Radar do Mercado: Energias do Brasil (ENBR3) – Antecipação da operação na UHE São Manoel demonstra compromisso de sua gestão

By 22 de janeiro de 2018 No Comments

A EDP Energias do Brasil comunicou ao mercado, no último dia 19 (sexta-feira), que a Empresa de Energia São Manoel recebeu, na mesma data, autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para iniciar a operação comercial da sua Segunda Unidade Geradora, com capacidade instalada de 175 MW (Garantia Física de 119,8 MW médios), antecipando em 3,5 meses a entrada em operação comercial em relação ao contrato CCEAR (Contrato de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado), com início estabelecido para 01 de maio de 2018.

“Com a Declaração Comercial de Operação (DCO), a energia da antecipação da operação comercial será liquidada no mercado de curto prazo ou poderá ser comercializada em contratos”, ressaltou em Energias do Brasil em seu comunicado.

A companhia informou, ainda, que a Terceira Unidade Geradora, com capacidade instalada de 175 MW (Garantia Física de 88,0 MW médios) foi liberada, pela ANEEL, para início da operação em teste e a Quarta Unidade Geradora, com capacidade instalada de 175 MW (Garantia Física de 57,1 MW médios), encontra-se em fase final de montagem.

 

A EDP – Energias do Brasil – é uma companhia que atua nos segmentos de Geração, Distribuição, Transmissão, Comercialização e Soluções de energia elétrica, tendo sua sede na cidade de São Paulo.

A empresa possui ativos em 12 estados: Amapá, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins e é controlada pela EDP Energias de Portugal S.A, uma das maiores operadoras europeias no setor energético.

No que diz respeito à sua atuação em geração de energia, a EDP possui uma capacidade instalada de 2,76 GW relativa ao portfólio de usinas hidrelétricas e térmicas e aposta em um modelo de negócios cujas bases são a eficiência nas operações, a otimização de portfólio, o compromisso com a execução, o gerenciamento de riscos e de crises e a capacidade de antecipar entregas.

Ainda, os ativos de Geração da EDP estão presentes em sete estados brasileiros: Amapá, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará e Tocantins.

Vale lembrar que a UHE São Manoel, um destes ativos de geração, estava prevista para iniciar suas operações em agosto de 2018, conforme destacado, o que remete ao fato de que a companhia antecipa em 3,5 meses a entrada em operação comercial em relação ao contrato CCEAR (Contrato de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado).

O referido empreendimento, construído no Rio Teles Pires, na Divisa do estado do Mato Grosso com o Pará, opera a fio d’água, configuração na qual há baixo reservatório acumulado para a geração de energia.

As obras tiveram início em setembro de 2014 e, até o terceiro trimestre de 2017, receberam investimentos de R$ 3,3 bilhões. Serão quatro unidades geradoras com 175 megawatts (MW) de capacidade instalada cada, totalizando 700 MW de potência, energia suficiente para atender uma população de cerca 2,5 milhões de pessoas.

Cabe lembrar que os contratos de venda de longo prazo assinados quando o empreendimento foi leiloado precisam ser cumpridos somente a partir de maio de 2018 e, por isso, o volume produzido até lá será liquidado no mercado de curto prazo ou comercializado em contratos bilaterais.

Ainda, o empreendimento é uma parceria, na proporção de 1/3 (um terço), entre EDP, CTG Brasil e Furnas Centrais Elétrica.

Em relação as empresas parceiras, a CTG Brasil é uma subsidiária 100% controlada pela China ThreeGorges Corporation e foi criada em 2013. A empresa apresenta, também, investimentos em 17 usinas hidrelétricas e 11 parques eólicos, e o seu portfólio hoje tem uma capacidade total instalada de 8,27 GW. Com esse portfolio, a empresa é a segunda maior geradora privada de energia do país.

Já a Furnas é uma das mais importantes subsidiárias da Eletrobras, e atua na geração, transmissão e comercialização de energia elétrica com ativos presentes em 15 Estados e no Distrito Federal. Integram seu parque gerador 20 usinas hidrelétricas, três parques eólicos e duas térmicas convencionais, uma potência instalada de 17.303 MW. O parque transmissor de Furnas engloba 71 subestações com capacidade de transformação de 120 mil MVA, e cerca de 26 mil Km de linhas de transmissão.

No mais, entendemos como bastante positivo o anuncio da antecipação da operação da segunda unidade geradora da UHE São Manoel, haja visto que o ativo possui capacidade de contribuir bastante no resultado consolidado da EDP Energias do Brasil no médio prazo e, por consequência, na geração de valor para seus acionistas.

Isto posto, reforçamos nosso posicionamento de que gostamos muito da companhia e do seu setor de atuação como um todo para o longo prazo.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.