Acesso Rápido

    Radar do Mercado: São Carlos (SCAR3) divulga resultados

    Radar do Mercado: São Carlos (SCAR3) divulga resultados

    A receita bruta com locações atingiu R$ 68,6 milhões no 1T20, contra R$ 60,4 milhões no mesmo período do ano anterior (crescimento de 13,6%). Os ativos imobiliários adquiridos e entregues no último ano contribuíram para a elevação.

    A margem EBITDA foi de 81% e o NAV (Net Asset Value) teve elevação 9,4% em relação ao 1T19, chegando a R$ 3,5 bilhões, o equivalente a R$ 63,1 por ação. Na mesma comparação, o portfólio de imóveis cresceu 11,6%, encerrando o primeiro trimestre de 2020 em R$ 4,7 bilhões.

    O portfólio é composto por 77 imóveis: 24 deles fazem parte do segmento office e 53 são centros de conveniência, totalizando uma Área Bruta Locável de 409,9 mil m2.

    Novamente, o segmento de centros de conveniência teve um trimestre com elevação na sua rentabilidade. A receita com locações foi de R$ 7,3 milhões, um crescimento de 12,3% em relação ao 1T19.

    A São Carlos tem um saldo de caixa de R$ 355 milhões e uma dívida líquida de aproximadamente R$ 1,1 bilhão, o que equivale a 23% do valor do portfólio.

    Em março, a companhia liquidou um financiamento de R$ 44 milhões com um custo de TR + 9,9% ao ano. Também foi captado o valor de R$ 100 milhões, com um custo de CDI + 3,5% a.a.

    As taxas de vacância financeira e física no trimestre foram de 13,8% e 16,3%, respectivamente. O aumento da vacância foi influenciado pela área vaga da loja B do Edifício Morumbi Office Tower e pelas entregas das áreas dos empreendimentos EZ Towers e Jardim Tietê.

    Na comparação com o 1T19, o lucro líquido recorrente teve acréscimo de 166,7%, encerrando o trimestre em R$ 12,8 milhões.

    Foram tomadas medidas com o intuito de garantir a segurança dos funcionários dos prédios e de seus clientes. O desempenho não foi afetado de modo relevante por conta da natureza da venda de produtos e serviços essenciais pelos lojistas dos centros de conveniência em operação.

    Se considerarmos as locações de março que tiveram vencimento em abril, 93% foram devidamente pagos.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *