Acesso Rápido

    Radar do Mercado: Petrobras (PETR4) comunica sobre acordo com a Sete Brasil; fase vinculante da Regap; saída do segmento de biocombustíveis; e divulga teaser para a venda da PBio na BSBios

    Radar do Mercado: Petrobras (PETR4) comunica sobre acordo com a Sete Brasil; fase vinculante da Regap; saída do segmento de biocombustíveis; e divulga teaser para a venda da PBio na BSBios

    A diretoria Executiva e o conselho Administrativo da companhia aprovaram os termos finais do acordo com a Sete Brasil, empresa de investimentos especializada em gestão de portfólio de ativos voltados para a exploração da camada pré-sal.

    O acordo preserva termos tais como a manutenção dos contratos de afretamento e de operação referentes a quatro sondas, com vigência de 10 anos e taxa diária de US$ 299 mil; encerramento dos contratos celebrados em relação às demais 24 sondas; saída da Petrobras e de suas controladas do quadro societário das empresas do grupo Sete Brasil e do FIP sondas, bem como o consequente distrato de contratos não compatíveis com os termos do acordo.

    O afretamento e a operação das quatro sondas remanescentes, caberá, então, à Magni Partners, vencedora do leilão no âmbito da Recuperação Judicial da Sete Brasil. A assinatura do contrato ainda depende das regras de governança da Sete Brasil e das demais empresas envolvidas.

    A companhia informou, também nesta sexta-feira, 20 de dezembro, o início da fase vinculante referente à venda da Refinaria Gabriel Passos (REGAP), com seus ativos logísticos correspondentes. A Refinaria possui 7% da capacidade de refino de petróleo do Brasil e conta com um conjunto de dutos de mais de 720 km.

    Os potenciais compradores classificados para essa fase receberão carta-convite com instruções sobre o processo incluindo orientações para a realização de due diligence.

    Minicurso: Aprenda a Investir em Dividendos

    Inscreva-se no nosso minicurso online gratuito sobre investimento em dividendos mais acessado do Brasil e junte-se a mais de 10.000 Alunos!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Além disso, na mesma data, a companhia também informou sobre os desinvestimentos no segmento de biocombustíveis, anunciada em 2016, mas que ganhou mais velocidade em 2019.

    Nesse sentido, vale ressaltar quatro importantes operações realizadas este ano, como a venda da participação na Belem Bioenergia Brasil (BBB); Venda das ações de emissão da Bioóleo Industrial e Comercial S.A. detidas pela PBio (6,07%); Dissolução da Participações em Complexos Bioenergéticos S.A. (PCBios); e teaser referente à venda da BSBios Indústria e Comércio de Biodiesel Sul Brasil S.A.

    A operação mais recente é a divulgação do teaser para a venda da PBio na BSBios. A PBio é uma subsidiária integral da Petrobras e detém 50% de participação na BSBios. Conforme a estratégia de desinvestimento, a PBio realizará a venda da totalidade de suas ações para a sua sócia RP Biocombustíveis S.A., que possui os outros 50% na BSBios.

    A BSBios é proprietária de duas usinas de biodiesel, uma localizada em Passo Fundo – RS e outra em Marialva – PR. Atualmente, as duas usinas juntas têm a capacidade de produção de 702 mil m³/ano de biodiesel.

    Disclaimer: o Radar do Mercado não constitui recomendação de compra nem de venda das empresas contempladas, apenas visa abordar as notícias mais recentes das empresas da Bolsa brasileira. A opinião dos analistas da Suno Research é expressa exclusivamente através dos relatórios.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *