Acesso Rápido

    Radar do Mercado: Itaú (ITUB4) reporta lucro líquido de R$ 5 bilhões no 3T20

    Radar do Mercado: Itaú (ITUB4) reporta lucro líquido de R$ 5 bilhões no 3T20

    lucro líquido recorrente do Itaú alcançou R$ 5 bilhões no terceiro trimestre de 2020, com crescimento de 19,6% em relação ao 2T20. Comparado com o 3T19, no entanto, observamos uma redução de 29,7%.

    A receita do produto bancário do Itaú atingiu R$ 28,38 bilhões no 3T20, alcançando um crescimento trimestral de 1,4%. Essa receita se divide entre obtida por margem financeira gerencial e obtida por receita de prestação de serviços e de operação de seguros.

    Sua margem financeira gerencial é o componente mais relevante da receita, tendo registrado R$ 16,9 bilhões no trimestre atual, uma redução de 4,8% ante o 3T19.

    Já suas receitas de prestação de serviços e de operação de seguros registraram conjuntamente R$ 11,1 bilhões no 3T20, um crescimento de 12% em relação ao trimestre passado (e de 2,3% ante o 3T19). O principal motivo desse aumento, segundo o Itaú, foi a retomada econômica, que levou a maiores receitas de prestação de serviço.

    E-book: Investindo em REITs

    Baixe gratuitamente o nosso ebook sobre REITs e aprenda tudo sobre os Real Estate Investment Trusts!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Quanto aos custos e despesas, houve uma redução de 18,7% no custo de crédito do Itaú, que foi de R$ 7,77 bilhões no 2T20 para R$ 6,32 bilhões no 3T20. Por outro lado, houve um aumento em suas despesas não decorrentes de juros, que atingiram R$ 12,7 bilhões, um crescimento de 4,7% ante o trimestre passado.

    Dessa maneira, com os resultados do 3T20, o Itaú apresentou uma recuperação em seus indicadores de rentabilidade. O retorno sobre patrimônio líquido (ROE) – 24,6% no 3T19 – enfrentou grandes quedas em 2020, atingindo 13,5% no 2T20. O 3T20 mostrou uma recuperação para o ROE, registrando 15,7% – um crescimento de 2,2 p.p. em relação ao trimestre passado.

    Por fim, por meio de comunicado publicado na terça feira (03/11), o Itaú informou estar em estágio avançado de análise e discussão sobre a possibilidade de segregar a linha de negócios da XP. Caso isso ocorra, a XP deixaria de ser parte do conglomerado Itaú Unibanco e seria segregada para uma nova sociedade (“Newco”).

    Para saber mais sobre os resultados de outras empresas, clique aqui e confira a agenda completa de resultados do terceiro trimestre de 2020 (3T20).

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *