Acesso Rápido

    Radar do Mercado: C&A (CEAB3) tem prejuízo de R$ 192,1 milhões no 2T20

    A C&A é uma empresa do varejo que atua com moda e serviços financeiros. Ela comercializa produtos como roupas, acessórios, celulares e eletrônicos. O setor financeiro atua junto ao Banco Bradescard, com serviços como emissão e administração do cartão C&A, empréstimo pessoal e seguros.

    A empresa foi fundada em 1841 pelos irmãos holandeses Clemens e August Brenninkmeijer – suas iniciais deram origem ao nome da marca. A C&A está presente com mais de 1,8 mil unidades em 24 países da Europa, América Latina e Ásia.

    A C&A teve prejuízo líquido de R$ 192,1 milhões em decorrência da pandemia causada pelo coronavírus.

    A Receita Líquida Total ficou em R$ 294,5 milhões, uma queda de 76,6% se comparada com o 2T19 (R$ 1,2 bilhão).

    E-book: 10 Perguntas e Respostas sobre o IR na Bolsa

    Chega de dúvidas! Conheça a resposta das 10 perguntas mais comuns dos investidores sobre o Imposto de Renda na Bolsa de Valores.

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Em comunicado, a empresa destacou a evolução do canal de venda online e comentou: “O resultado desta evolução foi o crescimento de vendas do eCommerce. Nosso GMV atingiu R$189,2 milhões e nossa receita líquida online apresentou aumento de 356%, ou 4,5x o observado no mesmo período no ano passado, chegando a R$ 139,6 milhões e representando 50% das vendas totais de mercadorias”.

    Mas isso foi não suficiente para evitar um Ebitda ajustado negativo de R$ 114 milhões.

    A receita do vestuário apresentou queda de 79,7%; a do Fashiontronics, queda de 65,7%. Por sua vez, o indicador de vendas de mercadorias nas mesmas lojas (Same Store Sales) ficou 77% inferior ao 2T19. No negócio de Vestuário, o indicador foi 79,7% menor; no de Fashiontronics, 66% menor.

    A receita líquida de Serviços Financeiros, resultante da parceria com o Bradescard, foi de R$ 15,9 milhões. Houve, portanto, uma redução de 74% em decorrência das medidas adotadas para mitigar o impacto da pandemia – como isolamento social e fechamento do varejo de forma geral – e do aumento da provisão para perdas esperadas de crédito.

    A linha de outras receitas, que inclui comissões de operadoras de telefonia – ativação de planos de celulares vendidos pela C&A, receitas provenientes de recarga de celular e prestação de serviços, entre outros –, apresentou uma redução de 40,9% no 2T20, ficando em R$ 3,5 milhões.

    Para saber mais sobre os resultados de outras empresas, clique aqui e confira a agenda completa de resultados do segundo trimestre de 2020 (2T20).

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Marcos+Antonio+de+Oliveira 20 de agosto de 2020

      Muito bom.

      Responder