Por: Tiago Reis

Radar do Mercado: Azul (AZUL4) informa subarrendamento de aeronaves e atualização de plano de frota

Nesta terça-feira, dia 28 de janeiro, a Azul (AZUL4) aérea comunicou que espera subarrendar 53 de suas aeronaves do tipo Embraer E195. As aeronaves serão cedidas para a LOT, uma companhia aérea da Polônia e para a Breeze Aviation Group, uma companhia aérea com sede nos EUA.

O subarrendamento está de acordo com a estratégia da empresa em acelerar a sua transformação de frota, ao substituir as aeronaves E195 por aeronaves E2, que são maiores e mais econômicas. Segundo comunicado do CEO da empresa, o combustível de aviação no Brasil é 35% mais caro que em outros lugares do mundo, e, por isso, é essencial que a Azul comece o quanto antes a operar com aeronaves da próxima geração.

E-book Investindo em REITs

O acordo feito com as companhias aéreas prevê o subarrendamento de 18 aeronaves com pedidos firmes e até 14 opções adicionais para a LOT. Já com a Breeze, espera-se o subarrendamento de até 28 aeronaves, que ainda está sujeito à aprovação dos acionistas da Azul.

Com a aquisição das aeronaves, tanto a companhia polonesa quanto a americana buscam reforçar sua performance em voos de curto alcance. Por outro lado, a Azul espera que todos os E195 sejam removidos de sua frota até 2022.

A Azul divulgou uma comparação entre as aeronaves subarrendadas e as que serão adquiridas, segundo a tabela abaixo.

Dada a substituição, a companhia espera gerar cerca de R$ 4,8 bilhões de EBITDA incremental entre 2020 e 2027. No entanto, devido à diferença entre o valor contábil no arrendamento dos E195 e o valor recuperável estimado, espera-se reconhecer uma baixa não-caixa de US$ 750 milhões em seus resultados.

Por fim, a companhia atualizou o seu plano de frota para os próximos 5 anos, que está focado na substituição dos E195 e na aquisição de aeronaves de próxima geração. A seguir, é mostrada a previsão do plano de frota operacional apresentado pela empresa.

 

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

209 artigos
Ações

FIIs

54 artigos
FIIs
navigation

Conteúdo Gratuito

Radar do
Mercado

Os principais fatos relevantes do mercado, comentados no seu e-mail diariamente

CORONAVÍRUS, PETRÓLEO, ECONOMIA E INVESTIMENTOS. VOCÊ JÁ SABE O QUE FAZER?​