Acesso Rápido

    Radar do Mercado: Alliar (AALR3) divulga resultados

    Radar do Mercado: Alliar (AALR3) divulga resultados

    *Todas as comparações são entre o 1T19 e o 1T20

    No 1T20, a companhia vinha apresentando uma tendência positiva no crescimento da receita até o Carnaval, mas então foi impactada pela pandemia.

    Na primeira quinzena de março, houve desaceleração e uma drástica queda no fluxo no restante do mês.

    Apesar da Alliar já possuir uma estrutura enxuta de despesas e custos, foram adotadas medidas adicionais de austeridade. A companhia está renegociando aluguéis, revendo contratos com diversos fornecedores, suspendeu temporariamente contratos de trabalho e reduziu jornadas, assim como reduziu horários de atendimento e fechou temporariamente unidades.

    E-book: 10 Perguntas e Respostas sobre o IR na Bolsa

    Chega de dúvidas! Conheça a resposta das 10 perguntas mais comuns dos investidores sobre o Imposto de Renda na Bolsa de Valores.

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Também foram suspensos, em caráter temporário, os investimentos em crescimento orgânico que haviam sido planejados para o ano.

    A companhia está operando o modelo do “projeto Drive-Thru”, que opera em diversos estados. Desta forma, o paciente com suspeita de infecção pode agendar a coleta do exame dentro do seu carro.

    O alcance digital foi expandido, com a empresa ofertando o agendamento 100% online de exames. A geração de conteúdo digital, através das plataformas de mídias sociais, foi ampliada. A companhia lançou a plataforma de Telemedicina Alliar.

    A receita bruta (ex-construção) do período foi de R$ 254,2 milhões (queda de 10,1%). O lucro bruto atingiu R$ 40,7 milhões (queda de 41,9%), com uma margem bruta de 17,3%.

    O EBITDA do trimestre foi de R$ 28,4 milhões, contra 64,6 milhões no 1T19, uma queda de 56%. A margem EBITDA ajustada observada foi de 15,4%.

    No 1T20, a Alliar teve um prejuízo líquido de R$ 21,7 milhões, contra um lucro líquido de 9,9 milhões no mesmo período do ano anterior.

    A dívida líquida totalizou R$ 570,1 milhões (- 3,5%) e a dívida bruta R$ 829 milhões (+ 29%). A alavancagem financeira medida pela dívida líquida total / EBITDA ajustado alcançou 2,23 vezes ao final do trimestre.

    O fluxo de caixa livre foi positivo em R$ 21,4 milhões, uma queda de 12,3%.

    Tags
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *