plano bresser
Por: Tiago Reis

Plano Bresser: entenda mais sobre o que foi esse plano econômico

A década de 1980 foi um período muito conturbado para a economia brasileira. Não é atoa que foi chamada de “década perdida”. Muitos planos econômicos foram criados a fim de reajustar os rumos da economia, entre eles o Plano Bresser.

Após uma série de planos fracassarem, o Plano Bresser foi criado com o objetivo conter a escalada inflacionária que assolava o país. Ou seja, a ideia central nem era a de zerar a inflação e sim de conseguir mantê-la sob controle.

O que foi o Plano Bresser?

O Plano Bresser foi um plano de estabilização econômica elaborado pelo ministro da fazenda Luiz Carlos Bresser-Pereira, que entrou em vigor em 12 de junho de 1987. O principal objetivo na época era conter o avanço da inflação herdada de planos econômicos anteriores.

Esse plano foi desenvolvido no governo de José Sarney (1985-1990) como a terceira tentativa combater o processo inflacionário. Anteriormente, ainda no governo Sarney, foram criados o Plano Cruzado I e II, sendo que ambos falharam em seus objetivos.

Sendo assim, quando o Plano Bresser foi implementado o país já se encontrava em processo de desaceleração econômica. Inclusive, poucos meses antes da criação desse plano, o governo havia declarado moratória dos juros da dívida externa.

Principais medidas do Plano Bresser

Então, o país que já se encontrava em uma grave crise econômica, praticamente beirando a recessão, resolveu tomar algumas medidas:

  • Congelamento de preços e salários: Foi progressivo, sendo realizado em 3 etapas. Primeiramente congelamento geral de preços, salários e aluguéis por 90 dias. Em um segundo momento, flexibilização desse mesmo congelamento. E por fim, descongelamento total dos preços.
  • Criação de um novo indexador: A URP (Unidade de Referência de Preços) reajustaria salários e o teto para reajustes de preços.
  • Manteve a taxa de juros elevada: A taxa básica da economia, conhecida como taxa SELIC foi mantida em níveis elevados. Essa estratégia de política monetária foi usada para restringir o consumo e controlar a inflação.
  • Taxa de câmbio desvalorizada: O câmbio foi desvalorizado em quase 10% para incentivar as exportações e aumentar as reservas internacionais do país. Era uma grande preocupação do governo aumentar as reservas internacionais pois o país não tinha dinheiro para pagar a dívida externa.

O Plano Bresser deu certo?

plano bresser

Inicialmente, esse plano econômico foi um sucesso visto que conseguiu efetivamente reduzir a inflação. Isso porque enquanto a inflação mensal era 26,1% em junho de 1987 (mês que o plano começou) em julho, reduziu para 3,1%. Porém, logo depois, em agosto de 1987 a inflação voltou a subir e alcançou 6,4%.

Além disso, o congelamento de preços não foi respeitado nem pelo próprio governo. Logo, o temor de um novo congelamento provocou uma remarcação generalizada de preços e a inflação voltou a subir.

O plano durou 6 meses e assim como os anteriores não atingiu os resultados pretendidos. Dessa forma, Bresser-Pereira deixa o cargo em dezembro de 1987 com uma inflação anual beirando os 360%

O Plano Bresser foi uma tentativa do governo federal de melhorar os rumos da economia. Se você deseja se manter atualizado sobre outros assuntos econômicos, inscreva-se em nosso canal do WhatsApp e receba de forma gratuita vários conteúdos sobre economia.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ana 30 de outubro de 2019

    Gostei muito da síntese, foi clara e objetiva! Muito obrigada

    Responder
  • João Paixão 11 de novembro de 2019

    Artigo muito bem escrito e didático.

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

209 artigos
Ações

FIIs

53 artigos
FIIs

Minicurso Gratuito

Contabilidade Para investidores

Aprenda os principais conceitos sobre contabilidade que todo investidor precisa saber!

CORONAVÍRUS, PETRÓLEO, ECONOMIA E INVESTIMENTOS. VOCÊ JÁ SABE O QUE FAZER?​