O P/VPA é um importante indicador fundamentalista

Dentre os mais diversos tipos de indicadores financeiros no mercado, o P/VPA é um dos mais estudados por investidores de todos os níveis de experiência.

Por conta disso, nunca é demais uma atenção especial ao P/VPA, dada a sua importância numa análise de investimentos.

Em suma, o P/VPA é o Preço pago no mercado dividido pelo seu Valor Patrimonial por Ação.

VPA significado

Antes de tudo, é importante explicar o que determina o VPA (Valor Patrimonial por Ação) de um papel: é quanto o mercado está disposto a pagar, naquele momento, pelo Patrimônio Líquido da empresa.

Estas avaliações, via de regra, são feitas por empresas de consultoria especializadas, e não simplesmente um valor arbitrado por algum cotista, mesmo que seja majoritário na operação.

Como calcular o VPA

É sempre importante lembrar que o VP (Valor Patrimonial) de uma empresa (ação) é calculado ao dividir o PL (Patrimônio Líquido) pela quantidade de ações disponíveis no mercado.

Por exemplo

Vejamos um exemplo prático para que possamos traçar alguns cenários:

Suponhamos que a ação de uma empresa esteja sendo negociada no mercado secundário a R$ 30 e o Valor Patrimonial por Ação dela seja de R$ 40.

Nesse caso, o P/VPA poderá ser calculado dividindo-se 30 por 40.

Portanto, o resultado é 0,75.

Assim, podemos assumir que esta ação está sendo negociada com um desconto patrimonial da ordem de 25%.

Observemos agora um exemplo oposto: a ação está sendo precificada no mercado secundário a R$ 50 e o seu Valor Patrimonial é de R$ 38.

Neste caso, ao dividirmos 50 por 38, temos o resultado apurado de 1,31.

Agora, diferentemente da situação anterior, esta ação está sendo negociada no mercado secundário com ágio sobre o seu patrimônio.

No primeiro exemplo, temos o que chamamos de compra com margem de segurança, pois caso ocorra algum problema na empresa, ou mesmo uma OPA (Oferta Pública de Ações) para possível fechamento de capital, ter um ativo com desconto funciona como um “seguro”, tornando aquele investimento algo com maiores chances de trazer retorno real ao investidor.

Em tempo, destacamos que é possível que uma ação esteja sendo negociada “em linha” com o seu valor patrimonial.

Neste caso, o P/VPA será de 1,00.

De toda forma, este conceito é bastante replicado também na esfera de investimentos voltados para os Fundos Imobiliários.

E como propriedades físicas, ou mesmo ativos financeiros (CRIs, LCIs ou cotas de outros fundos listados), possuem precificação a mercado com base em estudos e pesquisas imobiliárias (avaliações semestrais), é um indicador muito importante de ser avaliado.

É curioso que poderão ocorrer, até com certa frequência, desalinhamentos de expectativas entre o valor patrimonial de um ativo inserido no portfólio de um fundo imobiliário (ou mesmo a ação de uma empresa) e o que quanto, de fato, será recebido em caso de uma liquidação efetiva dos ativos.

Já tivemos casos em fundos imobiliários em que imóveis eram avaliados em R$ 30 milhões, por exemplo, com base nas últimas avaliações oficiais feitas pelo administrador e gestor do fundo, mas a propriedade foi efetivamente alienada por R$ 14 milhões.

É preciso se atentar, portanto, para a existência inevitável de riscos relevantes presentes no dia a dia do mercado de capitais.

Conclusão

Entendemos que uma empresa de crescimento tem seu valor patrimonial precificado com base nas expectativas de seus resultados.

Muitas vezes, investidores com menos experiência no mercado financeiro podem inferir que o ágio presente na relação de P/VPA seja coerente, mas é bom lembrar que avaliar todo o negócio é uma tarefa indispensável no estudo da viabilidade de um ativo.

Comentários

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account