Acesso Rápido

    Orçamento Base Zero: saiba como funciona essa metodologia de controle financeiro

    Orçamento Base Zero: saiba como funciona essa metodologia de controle financeiro

    O dito popular “a emenda saiu pior do que o soneto” pode ser aplicado também às empresas que resistem à necessidade de fazer um bom controle financeiro. Nesse sentido, uma das metodologias mais relevantes de reestruturação das finanças de uma empresa e controle de custos é o Orçamento Base Zero.

    Muitas vezes, é preciso fazer uma análise mais focada e menos viciada acerca das reais necessidades de um empreendimento. O que é feito com um Orçamento Base Zero.

    O que é Orçamento Base Zero (OBZ)?

    O Orçamento Base Zero é a metodologia na qual o planejamento financeiro é iniciado do zero, sem se deixar influenciar por orçamentos anteriores, invertendo a lógica tradicional do processo de orçamentação.

    Desta forma, o empreendimento consegue ter uma noção mais precisa sobre os gastos que são essenciais e aqueles que devem ser cortados. Isso sem cair nos vícios dos orçamentos anteriores.

    Orçamento Base Zero no planejamento financeiro

    Um ponto fundamental para o sucesso de qualquer empresa é a elaboração de um planejamento financeiro adequado. Afinal, sem um controle orçamentário o empreendimento fica sujeito à perda de muitos recursos.

    O objetivo da elaboração de um orçamento base zero é obter uma redução sistemática de custos.

    Com isso, a eficiência do negócio seria ampliada. Mas, para isso funcionar, a aprovação do orçamento da empresa não será aprovada pelo gestor, mas sim pelos chamados “donos de pacote”.

    Estes são pessoas que tenham bom trânsito na estrutura organizacional. Elas precisam ter também condições para assumir pacotes de decisão no orçamento do negócio.

    Por exemplo, o gestor de Recursos Humanos será o responsável pela gestão dos recursos de marketing. Já o de Tecnologia da Informação responderá pelos gastos do seu setor. Esse “dono do pacote” não precisa, necessariamente, ser um coordenador.

    Vantagens do Orçamento Base Zero

    Com a redução do orçamento empresarial, é possível liberar parte do capital de giro da companhia para a expansão das atividades da organização.

    O intuito é descobrir e manter um custo mínimo para a empresa funcionar. E, se o desejo é ter uma empresa enxuta, é preciso cortar os gastos supérfluos.

    Por isso, essa é uma técnica desenvolvida para aumentar a eficiência dos negócios, o que é uma das principais vantagens do Orçamento Base Zero.

    Como fazer um Orçamento Base Zero?

    O OBZ é, em síntese, a base de um planejamento orçamentário. Trata-se de uma análise complexa, com diversas etapas, visando a elaboração de uma melhor estratégia de gastos.

    Um dos primeiros passos é analisar os grandes grupos de Enterprise Resource Planning (ERP), onde as despesas podem não ser catalogadas com regularidade. Assim, também será preciso conversar com os funcionários do setor analisado, para entender quais gastos não estão demonstrados ali.

    Após fazer este levantamento, é preciso catalogar estas informações. Uma boa forma de organizar e priorizar os custos descobertos é montando uma torre de atividades.

    Nela, deverão ser assinaladas as atividades que são dispensáveis. A partir daí, deverá se escolher uma estratégia de gestão empresarial. Apesar desse modelo de orçamento ter sido desenvolvido para as empresas, ele pode facilmente também ser aplicado nas finanças pessoais.

    Basta fazer um levantamento de custos de cada área na qual há gastos, como saúde, educação, moradia, alimentação, etc. Assim, será mais fácil visualizar o que é essencial e o que pode ser reduzido.

    O valor obtido a partir desta redução pode ser aplicado, para render e trazer retorno para o investidor.

    A Suno Research oferece uma planilha sobre gestão financeira que pode ajudar tanto na compreensão quanto na aplicação de técnicas como o OBZ.

    Afinal, a ideia do Orçamento Base Zero é bastante positiva para quem deseja cortar gastos e gerar retornos, algo essencial para os investidores.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *