Acesso Rápido

    Oceano Azul: entenda como identificar o melhor mercado para um negócio

    Oceano Azul: entenda como identificar o melhor mercado para um negócio

    Em quais mares uma empresa precisa navegar? Essa é uma análise que toda empresa precisa fazer. E, nesse sentido, o conceito de Oceano Azul pode ser bastante útil.

    O fato é que o mar inspira inúmeras histórias. Então porque não inspirar estratégias de negócio como o Oceano Azul?

    O que é um Oceano Azul?

    Oceano Azul é um conceito de empreendedorismo e negócios que incentiva a busca por mercados ainda não explorados, em vez de enfrentar uma concorrência que já é acirrada. Trata-se de um estímulo à inovação, não necessariamente tecnológica, mas com um negócio nunca antes visto.

    O termo foi cunhado por W. Chan Kim e Renée Mauborgne e difundido por meio do livro “A Estratégia do Oceano Azul”.

    Diferenças entre Oceano Azul e Oceano Vermelho

    Longe de ser uma rivalidade futebolística, as diferenças entre Oceano Azul e Oceano Vermelho estão nos mercados a serem explorados e nos resultados almejados.

    O grupo vermelho é formado pelos tipos de empreendimentos que já estão há muito tempo no mercado. Nesta conta entram a indústria, o comércio convencional, os grandes conglomerados, que conhecem bem o funcionamento do mercado.

    Assim, grande parte das suas energias e recursos é gasto procurando formas de vencer seu concorrente. É a famosa briga de cachorro grande.

    Já o Oceano Azul pode ser representado pelo YouTube, por exemplo, que nos primórdios criou algo que, até então, ninguém achava que seria viável.

    Dando autonomia para que os criadores de conteúdo fizessem o que achavam que seria interessante, a plataforma cresceu a ponto de conseguir remunerá-los.

    Isso quer dizer que o Google, na época, viu uma oportunidade nunca antes testada e empreendeu. O que se encaixa nas características do Oceano Azul.

    Princípios do Oceano Azul

    Porém, é preciso ter cuidado. Não basta inovar, é preciso ter em mente que se trata de uma técnica, não de um mero “achismo”.

    Não vale achar que porque ninguém vende roupa íntima congelada esse será um bom negócio.

    Tanto é que a estratégia do Oceano Azul estipula bases para quem deseja implementar essa mudança em seu empreendimento.

    Estes princípios são:

    • Tenha uma estratégia baseada em dados;
    • Busque aliar a diferenciação do produto/serviço com o baixo custo;
    • Amplie as fronteiras do seu mercado buscando um espaço inexplorado;
    • Faça uso de ferramentas que auxilie a identificação de novas oportunidades;
    • Mantenha o foco no desenvolvimento da sua estratégia;
    • Reduza seus riscos e aumente as suas oportunidades;
    • Adeque suas estratégias; e
    • Aplique uma técnica que resulte em ganha-ganha.

    Como identificar e explorar esse tipo de mercado?

    O empreendimento no Oceano Azul propõe a exploração de um novo mercado. Por isso, é preciso que haja diferenciação do produto ou serviço oferecido.

    Abrir uma padaria que se propõe a fazer pães sem glúten, mas com o sabor de uma massa tradicional pode ser uma boa ideia de negócios. Mas se ela tiver uma confeitaria especializada em doces sem açúcar, em uma região com grande público idoso, propenso a desenvolver diabetes, será ainda melhor.

    É essa a proposta que a ampliação das fronteiras de mercado traz com a busca por um segmento inexplorado, além do primeiro pensado.

    Entretanto, mais do que apenas ideias, é fundamental ter uma estratégia baseada em dados. E não porque bons dados prévios cativam investidores, mas sim porque eles apontam uma direção pela qual seguir – ou não.

    Mas, é preciso que haja uma união entre valor, lucro e pessoas para que este empreendimento seja bem sucedido. É disso que se trata o ganha-ganha. Todos os envolvidos na cadeia de negócios, sejam sócios, funcionários ou consumidores, precisam acreditar na marca.

    Inclusive é por isso que o marketing dentro desse tipo de mercado é tão presente e eficaz.

    Esta estratégia será facilmente encontrada nos dez livros que todo investidor deveria ler, indicados pela Suno Research.

    Afinal, as novas grandes empresas do momento fazem uso da estratégia do Oceano Azul.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *