Por: Tiago Reis

O que define um negócio maravilhoso?

Eu leio apresentações corporativas dos mais variados tipos de empresas. E recentemente li a apresentação corporativa da gestora de investimentos Blackstone.

É uma gestora muito bem administrada e diversificada. E em um dos slides, a empresa busca justificar o porque de se investir na Blackstone, com base no que eles julgam ser um bom negócio.

A Blackstone é realmente um negócio interessante, mas o que mais me interessou é a definição deles do que seria um bom negócio. São características objetivas: ou a empresa possui ou não.

É praticamente uma checklist, e que serve para se avaliar um negócio.

E quais são as características que a Blackstone destaca em um negócio maravilhoso?

a) Forte Crescimento: o crescimento geralmente se dá por uma demografia favorável no segmento de atuação da empresa, e do ganho de participação de mercado por parte da empresa.

b) Negócio que não precisa de muito capital: são negócios que para crescerem não precisam de muito capital para expandir. Uma siderúrgica precisa de muito capital para dobrar a produção. Uma empresa de software não precisa dobrar o numero de funcionários para dobrar as vendas, necessariamente.

c) Atração de talentos: poucos investidores se atentam a esta característica, mas esta é talvez a mais importante qualidade em um negócio. Em um mundo em que as mudanças são muito rápidas, somente empresas com talentos conseguem se manter competitivas durante os ciclos de inovação.

d) Margens elevadas: geralmente as margens elevadas são consequência de uma vantagem competitiva ou em custo de produção ou em preço do produto. Além disso, margens elevadas provem uma margem de segurança adicional, uma vez que a empresa fica mais distante de operar no prejuízo.

e) Renda recorrente: a recorrência reduz o risco da empresa, aumenta a previsibilidade do negócio e permite uma certa paz espiritual para que a gestão foque no crescimento e não em como vai pagar as contas no próximo mês.

f) Forte geração de caixa: acredito que esta característica seja um corolário das anteriores. Somente negócios que geram caixa são capazes de gerar valor aos acionistas ao longo do tempo.

g) Clientes leais: esta característica permite que a empresa venda mais aos mesmos clientes aumentando as receitas, aumente o tempo médio daquele cliente na base e garante o marketing boca a boca, que é o mais efetivo e barato.

h) Presença global: uma presença global garante escala, e obviamente uma operação maior e que cria mais valor ao acionista.

i) Vantagens competitivas relevantes: existem várias fontes de vantagens competitivas. Os bons negócios sempre possuem pelo menos uma vantagem competitiva relevante.

j) Marca forte: uma marca forte garante a preferencia do consumidor na primeira compra e nas compras futuras. O que garante um faturamento potencialmente maior que dos concorrentes no longo prazo.

Acredito que se você usar essa “checklist” para sua tomada de decisão na seleção de empresas para sua carteira, você irá fazer excelentes escolhas ao longo do tempo.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

197 artigos
Ações

FIIs

49 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Manual do Investidor

Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos na Bolsa de Valores

Suno Black

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Aproveite os últimos dias para se tornar Suno Black e ter acesso a todas as nossas assinaturas em 1 único plano!

Suno Black

tudo.

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Aproveite os últimos dias para garantir a sua assinatura Suno Black e ter acesso a todo o conteúdo exclusivo Suno, com somente 1 assinatura!