Acesso Rápido

    Entenda como funciona a NYSE, a bolsa de valores de Nova York

    Entenda como funciona a NYSE, a bolsa de valores de Nova York

    Procurando realizar uma diversificação nos investimentos, muitos investidores começam a considerar investir parte do patrimônio em ações no exterior. Nesse mundo de investimentos internacionais, é impossível falar em bolsa de valores e não se lembrar de um icônico símbolo: a NYSE.

    Por toda sua grandeza histórica e econômica, a NYSE é considerada um dos centros financeiros mais importantes do mundo. Não é à toa que sua fama é reconhecida até mesmo por quem não entende nada do assunto.

    O que é a NYSE?

    A New York Stock Exchange, também conhecida pela sigla NYSE, é a lendária bolsa de valores de Nova York.  Ela nada mais é que o maior centro financeiro global, sendo considerada a maior bolsa de valores do mundo em termos de capitalização (valor de mercado das empresas listadas).

    A NYSE está localizada no coração da ilha de Manhattan, no famoso centro financeiro de Wall Street, e foi fundada em ainda no século 17, no ano de 1792. Desde então, a Bolsa de Nova York foi responsável por negociar as ações de algumas das maiores empresas de capital aberto da história.

    E-book: Investindo no Exterior

    Descubra como investir nas melhores empresas e ativos do mundo com o nosso ebook gratuito de Investimentos no Exterior!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Vale ressaltar, ainda, que é na NYSE onde as ações das maiores empresas americanas são negociadas diariamente. E não apenas ações, mas também inúmeros outros tipos de ativos de alcance global.

    Considerada uma das bolsas mais relevantes de todo o mercado, a Bolsa de Nova York é, de longe, a maior bolsa de valores do mundo em capitalização.  Para se ter uma ideia, as empresas listadas no seu pregão totalizam 21 trilhões de dólares em valor de mercado.

    Apesar de ser a maior em termos de capitalização,  a NYSE perde no quesito volume de negociação. Isto porque, levando em consideração o volume diário de negociações, a New York Stock Exchange fica como a segunda maior bolsa de valores dos Estados Unidos – perdendo apenas para a NASDAQ.

    Diferenças entre a NYSE e a NASDAQ

    NYSE

    Como foi colocado, apesar da NYSE ser a maior bolsa de valores em termo de capitalização, ela acaba perdendo para a bolsa de NASDAQ em termos de volume de negociação. Isto é, ao se considerar o volume, em bilhões de dólares, diário de negociação dos ativos, ela fica atrás da NASDAQ.

    Além dessa questão, outras diferenças entre a NYSE e a NASDAQ são:

    1. Capitalização das empresas listadas

    A primeira evidente diferença entre as bolsas NYSE e NASDAQ, a qual já foi tratada, diz respeito à capitalização de mercado de cada uma delas. Sendo que esse indicador demonstra a soma do valor de mercado das empresas listadas em cada uma dessas bolsas.

    Curiosamente, a Bolsa de Nova York possui quase o dobro de capitalização que a NASDAQ, como pode ser observado a seguir:

    • Capitalização NYSE: 21,3 trilhões de dólares;
    • Capitalização NASDAQ: 11,0 trilhões de dólares.

    2. Custo de listagem

    Outra importante diferença entre as duas principais bolsas dos Estados Unidos diz respeito ao valor necessário para realizar a listagem de uma companhia. Ou seja, para uma empresa abrir seu capital por meio de um IPO (Initial Public Offering).

    E, nesse sentido, enquanto o custo de listagem na NASDAQ fica entre 50 e 75 mil dólares, o custo de realizar a listagem na NYSE pode chegar aos 500 mil dólares. Esta diferença, sem dúvida, impacta no número de empresas listadas em cada uma dessas bolsas.

    3. Número de empresas listadas

    Por mais que a bolsa de Nova York tenha sido criada muito antes da NASDAQ (1792 para a primeira e 1971 para a segunda), a NYSE acaba ficando para trás no que se refere ao número de empresas listadas. Uma das causas desse fenômeno é, claro, a discrepância entre o custo de listagem em cada uma delas.

    Por fim, o número aproximado de empresas negociadas em cada uma dessas bolsas é:

    • NYSE: cerca de 2.400 empresas;
    • NASDAQ: cerca de 3.800 empresas.

    4. Setores das empresas listadas

    Outra importante diferença entre as duas principais bolsas dos EUA diz respeito aos principais setores das companhias listadas. Nesse sentido, enquanto a NYSE comporta companhias de setores tradicionais, a NASDAQ fica com aquelas empresas de ramos mais inovadores, principalmente da área da tecnologia.

    Os principais setores da economia das empresas listadas nessas duas bolsas são:

    • NYSE: bancos, petrolíferas, mineradoras;
    • NASDAQ: tecnologia, internet.

    5. Volatilidade e risco

    Por último, outra importante diferença entre as duas bolsas se refere ao nível de volatilidade nos mercados e à percepção de risco dos investidores. Em primeiro lugar, a NYSE se configura como uma bolsa menos volátil, em que os preços das ações variam com menos intensidade.

    Por outro lado, as ações da NASDAQ acabam sofrendo mais variações de preço ao longo do tempo – tanto para baixo quanto para cima. A principal justificativa para isso é embasada no fato de que as empresas dessa última bolsa são mais recentes e menos consolidadas.

    Portanto, eventos negativos e positivos para o mercado são mais sensíveis para a variação do preço das ações dessas companhias listadas na NASDAQ. É por isso que há, também, uma maior percepção de risco para as empresas listadas nessa bolsa em relação às companhias de capital aberto da NYSE.

    Afinal, as empresas negociadas na bolsa de Nova York, na maioria das vezes, estão listadas há várias décadas e já passaram pelo teste do tempo. Em outras palavras, são mais tradicionais, estáveis e menos arriscadas.

    História e datas importantes da NYSE

    NYSE

    Fundada em 1792, a New York Stock Exchange surgiu a partir da necessidade de organizar a negociação de valores mobiliários de Nova York em um mesmo lugar. Entre os demais benefícios da centralização, a principal seria instituir uma taxa única sobre a negociação com títulos valores mobiliários.

    Com isso, os principais corretores de títulos da cidade se reuniram no número 68 de Wall Street para assinar o “Acordo de Buttonwood”. Então, foi instituindo aquilo que viria a se tornar a bolsa de valores de Nova York posteriormente.

    A New York Stock Exchange apresentou períodos grande crescimento entre os anos de 1896 e 1901, quando o volume de papéis negociados aumentou em mais 600%. Isso gerou a necessidade de um espaço maior para abrigar aquela que viria a se tornar uma das bolsas de valores mais importantes de todo o mundo.

    Depois de um concurso para arquitetar a NYSE, o projeto vencedor acabou sendo do arquiteto George Post – com um construção em estilo neoclássico que funciona como sede da NYSE até hoje.

    A New York Stock Exchange também passou por grandes momentos históricos, que definiram e moldaram o mercado financeiro como conhecemos hoje. Um dos mais famosos foi a “Quinta Feira Negra” de 24 de outubro de 1929.

    Datas importantes da NYSE

    Ao pesquisar mais sobre a Bolsa de Nova York, muitos se lembram de datas importantes da NYSE que aconteceram durante a sua existência. Afinal, por ter mais de 200 anos, a NYSE atravessou diversos momentos icônicos e que tiveram grande impacto na economia norte-americana e mundial, como:

    Além desses momentos, a New York Stock Exchange também passou por importantes momentos, como a fusão com a Euronext. A seguir, os desdobramentos de alguns desses eventos.

    1. Crise de 1929

    Nesse dia, a forte queda (crash) das ações da Bolsa de Nova York gerou uma grande onda pânico nos mercados, desencadeando a famosa Crise de 1929 – também conhecida como A Grande Depressão.

    Durante a crise de 1929, as ações negociadas na NYSE sofreram algumas das maiores quedas já registradas em todos os tempos. Especialmente na quinta-feira negra, quando as ações do índice Dow Jones despencaram 11% em um único dia.

    2. Fusão com a Euronext em 2007

    Desde 2007, a New York Stock Exchange faz parte do conglomerado europeu de bolsas de valores Euronext, formando a NYSE Euronext – o primeiro mercado de capitais pan-atlântico do mundo.

    Essa união modernizou a bolsa de Nova York e permitiu uma maior interligação entre os mercados americano e europeu. Com isso, a NYSE ampliou ainda mais sua influência na economia global.

    Qualquer evento que cause algum efeito na bolsa de Nova York passa a gerar mais desdobramentos nas demais bolsas ao redor do mundo, influenciando assim todo o mercado financeiro.

    3. Crise de 2008

    Outra evento importante que marcou a história da bolsa de Nova York foi a crise financeira de 2008, também conhecida como a crise do subprime. Por concentrar a maior parte das ações de bancos e financeiras norte-americanas, a NYSE acabou sofrendo com mais intensidade os efeitos da crise.

    Para se ter uma ideia, a bolsa de Nova York chegou a acumular uma queda de quase 60% entre o pico atingido em 2007 e o fundo de 2009. Abaixo, é possível conferir o gráfico da desvalorização da bolsa ao longo desses anos:

    NYSE

    4. Crise do novo coronavírus

    Por último, outro evento sem precedentes que vai marcar a história da bolsa de Nova York será a crise do novo coronavírus, o COVID-19. Isso porque a crise do vírus fez com que a NYSE sofresse a queda mais rápida de todos os tempos.

    A rapidez da queda realmente nunca havia sido observada anteriormente. Para se ter uma ideia, em pouco mais de 30 dias a NYSE acumulou baixa de 35%, entre 13 de fevereiro de 2020 e 20 de março desse mesmo ano. Abaixo, o gráfico de desvalorização nesse período.

    NYSE

    Como funciona a NYSE?

    Depois de conhecer um pouco mais sobre a maior bolsa de valores do mundo, muitos investidores podem se interessar saber como funciona a NYSE com mais profundidade.

    Primeiramente, é importante destacar que, assim como a bolsa brasileira (B3), a bolsa de Nova York também é uma empresa, que busca lucrar com a prestação de serviços de intermediação de negociações no mercado financeiro. Ou seja, ela não é apenas uma plataforma de negociação independente ou governamental.

    Inclusive, as próprias ações da NYSE podem ser adquiridas por investidores que tenham o desejo de investir e de fazer parte do quadro societário da companhia. Curiosamente, as ações da bolsa de Nova York são negociadas na própria NYSE pelo ticker ICE, assim como as ações da B3 são negociadas pelo ticker B3SA3 no Brasil.

    Além dessas informações, outros dados importantes para saber como funciona a bolsa de Nova York são:

    1. Tipos de ativos da NYSE

    Por ser uma bolsa mais antiga, com mais de 200 anos, a NYSE acaba concentrando ações de companhias americanas mais antigas e tradicionais que possuem capital aberto há mais tempo. A exemplo, a Berkshire Hathaway, a Coca Cola, a Disney, a Colgate e o JP Morgan.

    Por isso, é comum dizer que os tipos de ativos da NYSE acabam concentrando essas companhias centenárias e com longa história na bolsa de valores. Por outro lado, sua concorrente NASDAQ concentra majoritariamente aquelas empresas mais recentes e do setor tecnológico, como a Apple, o Facebook e o Google.

    2. Horário de funcionamento da NYSE

    Outra informação importante diz respeito ao horário de funcionamento da NYSE. Isto é, qual é o período pelo qual as negociações na bolsa de Nova York acontecem.

    Nesse sentido, as negociações na NYSE acontecem de segunda-feira até sexta-feira (excluindo feriados), das 09:30 às 16:00, de acordo com fuso horário “ET”. Sendo que esse fuso vale para 22 estados norte-americanos e possui uma divergência de 1 hora para trás em relação o horário oficial do Brasil.

    Estatísticas e números sobre a NYSE

    NYSE

    Apesar de alguns aspectos da bolsa de Nova York já terem sido evidenciados anteriormente, é importante ressaltar algumas das principais estatísticas e números sobre a NYSE. Sendo que os principais dados sobre essa bolsa são:

    1. Número de empresas da NYSE

    O número de empresas da NYSE é, claro, uma questão muito procurada pelos investidores. Como foi dito inicialmente, os maiores custos de listagem na bolsa de Nova York faz com que ela acabe possuindo menos companhias que sua concorrente, a NASDAQ.

    Mesmo assim, a New York Stock Exchange ainda possui milhares de empresas listadas, sendo que o número chega próximo de 2.800. À título de comparação, a bolsa brasileira (B3), possui pouco mais de 300 ações disponíveis para negociação.

    2. Volume médio de negociação da NYSE

    Em segundo lugar, outra informação importante de se ter é sobre o volume médio de negociações da NYSE. Afinal, ela é responsável por grande parte das transações que acontecem no mercado de capitais de todo o mundo.

    Então, destaca-se que o volume de negociação fica próxima de 169 bilhões de dólares. Além disso, vale ressaltar também que o número de papéis negociados por dia na bolsa fica próximo de 1.46 Bilhões de ações.

    3. Market Cap total da NYSE

    Por último, há também a mais importante estatística da bolsa de NY: o market cap total da NYSE. Afinal, é justamente essa informação que faz com que a New York Stock Exchange seja considerada a maior bolsa de valores do mundo.

    Tendo quase o dobro de capitalização que a segunda maior bolsa do mundo, a NYSE possui o impressionante market cap de mais de 20 trilhões de dólares. Para se ter uma ideia, a B3, que engloba empresas como Petrobras, Vale, Itaú, Bradesco e Ambev, não chega a marca de 1 trilhão de dólares de market cap.

    Ações negociadas na NYSE

    NYSE

    Depois de entender melhor sobre a bolsa de Nova York funciona, muitos se perguntam quais são algumas da ações negociadas na NYSE. Afinal, saber quais são as principais empresas negociadas é um passo importante para conhecer por completo a maior bolsa do mundo.

    Então, as principais e mais conhecidas companhias listadas na NYSE são:

    1. Berkshire Hathaway

    Com cerca de 500 bilhões de dólares de valor de mercado, a Berkshire Hathaway permanece a maior parte do tempo como a maior empresa listada na bolsa de Nova York. Para aqueles que ainda não conhecem, a Berkshire, negociada no ticker BRK.A, é a holding de investimentos do famoso investidor Warren Buffett.

    2. Alibaba Group

    Outra importante posição da NYSE pertence à empresa Alibaba, que assim como a Berkshire possui cerca de 500 bilhões de valor de mercado. A companhia chinesa de e-commerce foi listada recentemente na bolsa de Nova York, em 2014, e possui o ticker “BABA”.

    3. JP Morgan

    O JP Morgan Chase, segundo maior banco do mundo, é mais uma importante companhia com capital aberto na NYSE. As ações, negociadas sob o ticker “JPM”, possuem um histórico de décadas de listagem na bolsa de NY.

    4. Visa Inc

    Outra posição relevante dentro da NYSE pertence à Visa Incorporation, ou simplesmente Visa. A bandeira de cartões americana é negociada na bolsa de NY sob o ticker “V” e sua ação apresentou uma expressiva valorização nos últimos tempos. Nesse sentido, o preço dos papéis sairam de cerca de 16 dólares em 2008 para mais de 200 dólares em 2020.

    5. Johnson & Johnson

    A Johnson & Johnson é uma clássica e tradicional empresa negociada na bolsa de NY. A companhia, negociada no código de negociação “JNJ”, saiu da cotação de pouco mais de 1 dólar em 1980 para mais de 150 dólares em 2020.

    6. Walmart Inc

    Assim como a Johnson & Johnson, outra tradicional companhia listada há muito tempo na NYSE é o Walmart (WMT). A rede de lojas de departamento também é conhecida pela grande valorização entregue aos acionistas ao longo do tempo.

    Isso porque os papéis saíram da casa dos 13 centavos de dólares para custar mais de 130 dólares, uma multiplicação de 1000 vezes. Abaixo, o gráfico que demonstra a valorização dos papéis ao longo das últimas décadas:

    NYSE

    7. Exxon Mobil Corporation

    Por fim, outra posição bastante relevante na NYSE é da Exxon Mobil Corporation (XOM). Apesar de ser uma companhia pouco conhecida no Brasil, vale destacar que a Exxon Mobil é considerada uma das maiores companhias de exploração de petróleo e gás do mundo, sendo que seu valor de mercado já chegou a superar a marca dos 400 bilhões de dólares.

    8. Coca Cola Company

    Conhecida no mundo inteiro por suas bebidas e, principalmente, refrigerantes, a Coca Cola Company é outra grande e antiga posição da New York Stock Exchange. A centenária empresa possui cerca de 200 bilhões de valor de mercado e suas ações são negociadas sob o ticker KO.

    Índices de mercado da NYSE

    NYSE

    Tradicionalmente, os investidores utilizam o índice Dow Jones Industrial Average e o índice S&P 500 como referência do desempenho das ações americanas no mercado financeiro.

    Mas apesar desses índices se basearem, em grande parte, nas ações negociadas na Bolsa de Nova York, ambos também utilizam ações listadas em outras bolsas. Logo, não se tratam de indicadores exclusivos da NYSE.

    Para refletir o valor de mercado de todas as ações negociadas no principal mercado de ações americano, a New York Stock Exchange apresenta o índice NYSE Composite Index.

    Assim como ele, a bolsa de Nova York também apresenta diversos outros índices específicos, que mostram a performance das suas ações em vários segmentos da economia. Assim, os principais índices de mercado da NYSE são:

    NYSE Composite Index

    O NYSE Composite Index é, talvez, o mais importante índice de ações da NYSE. Isso porque ele representa o desempenho de todas as ações ordinárias que são negociadas na bolsa de Nova York.

    Em outras palavras, esse índice demonstra muito bem o desempenho médio da maior bolsa do mundo. Sendo que isso é fundamental para acompanhar a evolução e a rentabilidade da NYSE ao longo do tempo.

    NYSE U.S. 100 Index

    Outro índice bastante relevante na New York Stock Exchange é o NYSE U.S. 100 Index. Afinal, ele representa o desempenho médio das 100 maiores companhias negociadas nessa bolsa, excluindo todas as restantes.

    Planilha de Controle de Investimentos

    Faça o controle completo das suas ações, FIIs e todos os seus investimentos com a nossa planilha gratuita de Controle de Investimentos!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    NYSE Energy Index

    A NYSE Energy Index é, como o próprio nome diz, um índice da NYSE que representa o desempenho das ações de empresas de energia que são negociadas nessa bolsa. Esse índice foi criado em 2004 pela bolsa de Nova York.

    NYSE International 100 Index

    Mais um índice que faz parte dos índices da bolsa de Nova York é o NYSE International 100 Index. Sendo que ele busca representar o desempenho das 100 maiores companhias não americanas que negociam na bolsa.

    NYSE Financial Index

    Outro importante índice da maior bolsa do mundo é o NYSE Financial Index. Basicamente, ele acompanha a performance das ações de companhias listadas que são do setor financeiro. Portanto, engloba, por exemplo, o desempenho das ações dos bancos: JP Morgan, do Bank of America e do Wells Fargo.

    NYSE World Leaders Index

    O NYSE World Leaders Index é outro índice de mercado bastante interessante da bolsa de Nova York. Isso porque ele combina as companhias do índice das 100 maiores empresas americanas da bolsa com o índice das 100 maiores empresas não americanas.

    NYSE Health Care Index

    Por último, o índice NYSE Health Care Index foi criado para representar o desempenho das maiores empresas da bolsa de Nova York que oferecem serviços e bens relacionados à indústria de saúde.

    Como investir na NYSE?

    NYSE

    Depois de saber o que é, como funciona, e quais são seus ativos, muitos investidores podem ter o interesse e se perguntar: mas como investir na NYSE?

    1. Investindo na NYSE pelo Brasil

    Infelizmente, não existem no Brasil ETFs (Exchange Traded Funds) que replicam o desempenho de índices de mercado exclusivamente da New York Stock Exchange. Portanto, a principal forma que os investidores têm disponível de investir na bolsa de Nova York pelo Brasil é por meio de BDRs.

    Nesse sentido, os BDRs (Brazilian Depositary Receipts) são como ações de empresas americanas que são negociadas no Brasil. Então, o investidor pode comprar ações de companhias que são negociadas na NYSE pela bolsa brasileira.

    Contudo, caso o investidor não deseje comprar papéis de companhias específicas, há a possibilidade de investir em ETFs brasileiros que replicam o S&P 500, como o IVVB11 e o SPXI11. Sendo que eles investem nas 500 maiores empresas de capital aberto dos EUA.

    Vale ressaltar que entre essas 500 empresas existem aquelas negociadas na NYSE, mas também outras companhias listadas em outras bolsas, como a NASDAQ. Ainda assim, esses ETFs que replicam o S&P 500 ainda pode ser uma excelente maneira de começar a investir no exterior.

    2. Investindo na NYSE pelo exterior

    Ao investir diretamente pelo exterior, o investidor possui uma possibilidade maior de aplicar seu patrimônio diretamente na NYSE. Afinal, no mercado norte-americano existem diversos ETFs responsáveis por investir em ativos de índices de mercado específicos da bolsa de Nova York.

    Isso significa que o investidor que aplica diretamente do exterior pode comprar ativos que investem exclusivamente em ações do NYSE Composite Index ou qualquer outro índice específico da maior bolsa de valores do mundo.

    E então, conseguiu conhecer e entender mais sobre a NYSE? Deixe abaixo seus comentários ou dúvidas sobre a maior bolsa de valores do mundo.

    Perguntas frequentes sobre a NYSE
    A New York Stock Exchange é a bolsa de valores de Nova York, considerada a maior bolsa de valores do mundo e também conhecida pela sigla NYSE. Fundada em 1792, a NYSE é responsável por listar uma das maiores empresas de capital aberto do mundo.
    A NYSE funciona como qualquer outra bolsa de valores do mundo. Ou seja, ela é responsável por intermediar a maior parte das negociações que ocorrem no mercado financeiro mundial, como a compra e venda de ações.
    A quantidade de pontos da Bolsa de Nova York (NYSE) não é constante e varia de acordo com as oscilações dos preços das ações das empresas listadas. No início dos anos 2000, a NYSE possuía cerca de 5.000 pontos, e chegou aos 14.000 pontos no ano de 2020.
    Em termos de capitalização, a maior bolsa do mundo é a NYSE (New York Stock Exchange), a bolsa de valores de Nova York. Sendo que o valor de mercado das empresas listadas fica próximo dos 20 trilhões de dólares.
    A principal diferenças entre a NYSE e a NASDAQ diz respeito aos setores das empresas listadas em cada uma dessas bolsas. Na bolsa de Nova York, concentram-se companhias mais tradicionais de setores financeiros e de exportação. Por outro lado, na NASDAQ então as principais empresas de tecnologia do mundo.

    Bibliografia para NYSE

    http://people.stern.nyu.edu/jhasbrou/Research/Working%20Papers/NYSE.PDF

    https://www.nber.org/papers/w12343.pdf

    https://www8.gsb.columbia.edu/sites/valueinvesting/files/files/02basu_83_earnings_yield.pdf

    http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.542.5930&rep=rep1&type=pdf

    http://s-media.nyc.gov/agencies/lpc/lp/1529.pdf

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    14 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *