Nikkei 225

Um dos índices mais acompanhados e respeitados no Japão, o Nikkei 225 é muito importante para aqueles investidores que acompanham o mercado financeiro japonês como um todo.

Para se ter uma idéia, o índice Nikkei 225 (ou somente Nikkei, como geralmente é abreviado) é o equivalente no Japão ao índice Dow Jones Industrial Average dos Estados Unidos.

Portanto, podemos dizer que o Nikkei é um índice ponderado de preços composto pelas 225 maiores companhias japonesas de primeira linha negociadas na bolsa de valores de Tóquio.

Importante salientar que não é possível comprar diretamente um índice, pois existem vários fundos negociados em bolsa (ETFs) cujos componentes estão correlacionados com o Nikkei.

Como é formado o Nikkei 225

Nikkei

Como é formado o Nikkei 225

Atualmente, o índice é calculado pelo “Nihon Keizai Shimbun” ou Jornal Econômico do Japão.  O calculo desse índice teve início em setembro de 1950.

Dentre algumas das empresas mais famosas que são incluídas nesse índice temos:

  • Canon Incorporated;
  • Sony Corporation;
  • Toyota Motor Corporation;
  • Honda Motors;
  • Mitsubishi.

Desse modo, o Nikkei foi criado como parte do programa de reconstrução e industrialização do Japão no pós Segunda Guerra Mundial.

Além disso, as ações que formam esse índice são classificadas por preço e não por capitalização de mercado. Pois é dessa forma que funciona na maioria dos índices em todo o mundo.

Desse modo, a composição do Nikkei sofre uma revisão todo mês de setembro. No entanto, é somente no mês de outubro que todas as mudanças necessárias são realizadas.

Obviamente que assim como todo índice, o Nikkei 225 foi concebido para ser uma espécie de “termômetro” da atividade econômica japonesa, tendo em vista que várias grandes empresas de diversos setores formam esse índice de mercado.

Histórico do índice Nikkei 225

Nikkei

Histórico do índice Nikkei 225

A bolsa de Valores de Tóquio foi criada no ano de 1878. No entanto, somente algumas décadas depois, em 1943, o governo japonês combinou o TSE com outros cinco para formar uma única bolsa de valores naquele país.

Nos anos que se seguiram após a Segunda Guerra Mundial, o Japão vivenciou uma grande bolha de ativos, da qual somente veio eclodir no final dos anos 80.

Naquela época, o governo lançou mão de estímulos fiscais e monetários para ter que contrabalançar a forte recessão que se seguiu com o estouro da bolha.

Para se ter uma idéia, em um período curto de tempo, entre os anos de 1985 e 1989, o preço das ações, juntamente com os valores das terras triplicaram de preço.

Portanto, na chegada dos anos 90, o valor do índice Nikkei caiu um terço de valor, somente no primeiro ano da década.

Mais recentemente, em outubro de 2008, no auge de uma crise econômica mundial, o Nikkei negociou abaixo dos 7.000 pontos, valor 80% menor desde o seu ponto máximo de 1989.

Atualmente, o índice negocia em torno dos 22.600 pontos. Esse valor é significativamente maior do que o observado em meados de 2008.  Isso se deve muito por conta de estímulos econômicos realizados pelo governo japonês e pelo Banco Central desse país.

Portanto podemos concluir que para o mercado de capitais japonês, o índice Nikkei 225 é um componente extremamente importante para aqueles que querem acompanhar o desempenho do mercado como um todo naquele país.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.