MXRF11

MXRF11 tem uma carteira mais concentrada em CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários), apesar de uma participação não muito relevante de apenas 03 Fundos de Renda (Tijolos).

Vale lembrar ainda que há a presença de SPEs na carteira do MXRF11 no sentido de apurar rendimentos diretos no mercado imobiliário da construção (desenvolvimento), com ativos presentes em Goiás e São Paulo.

Maxi Renda, negociado com o código (ticker) MXRF11, é um FII Híbrido com mandato de Gestão Ativa listado na B3, com representatividade no IFIX de 1,02%, observando ainda uma base de cotistas bastante alta no mercado (superior a 21 mil cotistas). O fundo é gerido pela XP Gestão.

A carteira atual de CRIs é bastante diversificada em setores, desde loteamentos, residenciais ou mesmo shoppings centers, galpões logísticos hospitais e corporativos.

É importante lembrar que MXRF11 passou por um processo de fusão com um outro fundo da própria gestora – XP Gaia (XPGA11) – no passado recente, fazendo com o seu patrimônio total consolidado ficasse superior a R$ 300 milhões, se posicionando como um dos FIIs mais importantes em sua classe.

Na mesma época, ocorreu um desdobramento de cotas na proporção de 1 para 10, impactando positivamente a liquidez diária do Fundo.

Dados MXRF11

  • Administrador: XP Investimentos CCTVM
  • Gestor: XP Gestão
  • Segmento: Híbrido / Fundo de Fundos
  • Patrimônio Total atual: R$ 300 milhões
  • Taxa de Administração e Gestão: 0,90% ao ano
  • Taxa de Performance: Não há
  • Início do Fundo: 2012
  • Número atual de Cotistas: 6.032
  • Número de Cotas: 31.482.823
Compartilhe a sua opinião

Marcos Baroni

Marcos Baroni

Marcos Baroni, professor há 20 anos em cursos de Graduação e MBA nas áreas de Gestão de Projetos e Processos. Graduado na área de Tecnologia da Informação e pós graduado em Educação, investe no mercado financeiro desde o início de sua carreira e há 10 anos leva conhecimento por várias cidades do Brasil sobre como conquistar a Independência Financeira.