Acesso Rápido

    Morning Call: CMN, Auxílio Emergencial, Coronavírus, Empréstimos e Banco Central Europeu

    “Parece ser sempre impossível, até que seja feito.” – Nelson Mandela

    Gráfico do dia

    Linha do tempo da dívida norte-americana e principais eventos econômicos

    O que aconteceu nas últimas 24 horas?

    CMN

    O Conselho Monetário Nacional definiu, na quinta-feira (25/06), em 3,25% a meta de inflação para 2023, com um nível de tolerância de 1,5 p.p. para cima ou para baixo.

    • Com o objetivo de aproximar a inflação dos padrões internacionais, em 2017, quando a meta a ser alcançada era de 4,5%, o CMN anunciou que a meta passaria a cair a partir de 2019.
    • Dessa forma, ela foi reduzida 0,25 p.p. ao ano, atingindo 4,25% em 2019, 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,5% em 2022.
    • Segundo o Ministério da Economia, a decisão de baixar a meta da inflação em 2023 leva o Brasil gradualmente a níveis semelhantes ao de “parte substancial das economias emergentes”.

    Auxílio Emergencial

    Na quinta-feira (25/06), o presidente Jair Bolsonaro, ao lado do ministro da economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo prorrogará o pagamento do auxílio emergencial por mais três meses.

    • Bolsonaro afirmou que os números não estão definidos, mas devem ser parcelas decrescentes, de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, totalizando R$ 1.200.
    • Inicialmente, a previsão de duração do auxílio emergencial era de apenas três meses, mas o agravamento da crise fez com que o governo planejasse uma extensão.
    • Segundo um interlocutor do ministro da economia, cada pagamento de R$ 600 custa R$ 51 bilhões aos cofres públicos. Assim, a extensão custará cerca de R$ 100 bilhões.

    Curso Imposto de Renda na Bolsa

    Confira no nosso curso e aprenda como declarar o Imposto de Renda dos seus investimentos de forma simples e prática!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Coronavírus

    Pelo terceiro dia seguido, o Brasil contabilizou mais de mil mortes por COVID-19 em um único dia, fazendo com que o total de óbitos ultrapasse 55 mil.

    • De acordo com o balanço divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias de saúde, na quinta-feira (25/06), foram contabilizados 1.180 óbitos novos e 40.673 casos positivos da doença.
    • Com a atualização, o país totaliza 55.054 vítimas fatais e mais de 1.223 milhão de casos confirmados.
    • No ranking mundial, o Brasil está em segundo lugar em número de óbitos e casos confirmados, atrás apenas dos Estados Unidos.

    Market share do e-commerce chinês

    O que você deve saber hoje

    Empréstimos

    O indicador brasileiro de empréstimos bancários mensais será liberado hoje.

    O valor demonstra a variação total de empréstimos bancários em circulação, emitidos para pessoas físicas e jurídicas.

    • Os débitos são correlacionados ao índice de confiança do consumidor.

    Banco Central Europeu

    Ocorre hoje o discurso de Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE).

    Por ser a pessoa com o cargo mais elevado do BCE, que controla as taxas de juros no curto prazo, Lagarde tem mais influência sobre o valor do Euro do que qualquer outra pessoa.

    • Seus comentários podem determinar uma tendência de curto prazo positiva ou negativa para as políticas monetárias da Zona do Euro.

    Suno Research
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *