melhores aplicações financeiras

Quem está começando a investir agora pode não estar muito certo a cerca das melhores aplicações financeiras para as suas necessidades.

Por isso, trazemos uma série de dicas das melhores aplicações financeiras existentes no mercado, de acordo com cada expectativa.

As melhores aplicações financeiras são aquelas que oferecem segurança, boa liquidez e transparência nos resultados. Geralmente, elas são focadas no longo prazo. Neste quesito, se encaixam principalmente ações e fundos imobiliários, mas também a renda fixa, a depender do caso.

Por isso, vamos apresentar cada uma destas opções para tornar esta escolha mais fácil.

Melhores aplicações financeiras: ações

melhores aplicações financeiras

Ao adquirir uma ação, o investidor está comprando uma parte de uma empresa.

Então, analisar os balanços contábeis e financeiros destas instituições, para não investir em algo que não dará retorno.

A grande vantagem das ações é que a liquidez deste investimento será maior do que em aplicações consideradas de menor risco.

E, com o conhecimento necessário, ou com a consultoria que a Suno Research pode lhe oferecer, é possível minimizar os riscos e ainda assim otimizar seu lucro.

As ações, inclusive, podem render bem mais do que a taxa básica de juros, a Selic, que está em 6,5%. Além disso, por estarem diretamente atreladas ao desempenho da economia, costumam ter correção da inflação conforme o mercado.

Isso, por si só, já é uma grande vantagem.

Melhores aplicações financeiras: fundo de investimento imobiliário

Formados por pessoas que desejam investir no mercado imobiliário, os fundos imobiliários financiam a construção de grandes empreendimentos, como shoppings, hotéis e centros empresariais.

A ideia destes investimentos é obter o retorno do investimento feito por meio de locação, arrendamento ou até com a venda do imóvel.

A grande vantagem na escolha por um fundo de investimento imobiliário é a não incidência do Imposto de Renda.

Junte isso ao fato de não ter que se preocupar com a gerência do imóvel, lidando com inquilinos, por exemplo.

Melhores aplicações financeiras: debêntures incentivadas

Outra opção dentre as melhores aplicações financeiras isentas de Imposto de Renda é a debênture incentivada.

As debêntures são títulos de crédito privado com isenção fiscal, ou títulos de dívida, emitidos por companhias tanto de capital aberto quanto de capital fechado.

Assim como a emissão de ações, as debêntures são uma forma de as empresas captarem recursos para expandirem seus negócios ou custearem um novo projeto.

Estas debêntures são chamadas de “incentivadas” quando são geradas para custear projetos de infraestrutura.

Além de não terem a incidência de IR, as debêntures incentivadas também estão livres do IOF.

Neste caso, no entanto, é importante estar atento ao risco de crédito da empressa emissora da debênture, visto que se a empresa vir a entrar em recuperação judicial, ou mesmo falir, o comprador pode tomar calote.

Melhores aplicações financeiras: LCI e LCA

Sem sair por completo do meio imobiliário, há ainda a opção de investir em Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA).

Estas também são beneficiadas com a isenção do Imposto de Renda.

Os dois títulos arrecadam dinheiro para os seus respectivos nichos.

Assim, investir em um dos dois é emprestar o seu dinheiro ou para o agronegócio ou para o mercado imobiliário.

Ambos estão cobertos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Mais uma vez, é importante estar atento ao risco de crédito, visto que LCI e LCA nada mais são do que empréstimos direcionados a um setor específico. Então, existe o risco de calote, além do risco de liquidez, já que o dinheiro só poderá ser retirado quando o prazo do título expirar.

Melhores aplicações financeiras: renda fixa

melhores aplicações financeiras

A renda fixa engloba a LCI e a LCA, mas também o Tesouro Direto e os Certificado de Depósito Bancário (CDB).

No entanto, apenas a LCI e LCA estão isentas de Imposto de Renda.

Dentro da renda fixa, é possível escolher opções de curta, média ou longa duração.

Vale lembrar que a renda fixa é uma boa opção principalmente para investimentos de curto prazo, ou para aguardar boas oportunidades de compra na bolsa de valores. No longo prazo, fundos imobiliários e ações tendem a ser mais rentáveis.

O que não faz parte das melhores aplicações financeiras

Um ponto a ser considerado é: a poupança não é um bom investimento.

Na verdade, sequer é uma forma de investimento propriamente.

Então, por mais que esta seja uma opção de aplicação tradicional, por seu rendimento ser baixo, ela dificilmente será atrativa.

Por isso, a poupança não está entre as melhores aplicações financeiras nas quais investir.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.