AnalisesConhecimento

Lucro líquido: o objetivo central de toda empresa

By 14 de fevereiro de 2018 No Comments

Muito comentado pelo mercado financeiro no geral, o lucro líquido é o objetivo de todas as empresas, pois no fim das contas, é o proveito final que se obtém de um empreendimento.

Dentro de um demonstrativo de resultados, o lucro líquido é a linha que vem após todas as despesas e impostos sobre a renda que foram deduzidos da receita de uma companhia. Ou seja, ele é o adjetivo que se utiliza para mencionar uma quantia limpa que é devida à empresa.

O lucro líquido é, portanto, o ganho que se obtém depois de realizar todos os descontos obrigatórios de uma companhia.

Por exemplo, uma empresa decide fechar o seu balanço mensal e descobre que faturou naquele mês um valor de R$ 200.000. Esse montante não pertence à empresa, pois trata-se apenas de receita.

Essa empresa terá que efetuar o pagamento de funcionários, impostos, compra de matéria-prima, juros de empréstimos, etc. Então após todos esses gastos, o que sobrar desse montante será o lucro líquido do empresário.

Lucro líquido não é dinheiro em caixa

Muitos dentro do mercado financeiro costumam pensar que o lucro líquido representa a entrada de dinheiro em caixa em uma empresa, mas isso não é verdade. Uma companhia pode apresentar muito lucro, porém estar praticamente falida.

Essa dinâmica se deve ao desconhecimento sobre como interpretar um demonstrativo de fluxo de caixa. A importância de saber analisar esse demonstrativo é fundamental para entender a atual conjuntura de uma companhia.

Acontece que no demonstrativo de resultados onde encontramos o lucro de uma empresa, o que existe lá são meramente expectativas, que podem ou não representarem uma entrada de dinheiro em caixa.

O dinheiro não precisa realmente ter entrado para que uma companhia tenha que declarar uma receita, nesses casos a empresa pode vender os seus produtos ou serviços com prazos para o recebimento.

Toda essa dinâmica torna o demonstrativo de resultados de uma empresa um componente limitado para uma análise. Para entender como está a real situação de uma companhia, o analista ou investidor terá que ir mais afundo na sua análise, observando todos os aspectos que compõe um fluxo de caixa e um balanço patrimonial.

Diferença entre o lucro líquido e o lucro bruto

São dois termos que de início podem gerar alguma confusão na cabeça do estudante de contabilidade, porém são muito fáceis de serem compreendidos.

Então o lucro bruto pode ser definido como a diferença entre o faturamento e os custos variáveis. Os ditos gastos variáveis são aqueles que dependem da quantidade de bens produzidos, ou da quantidade de serviço prestado.

Por exemplo, a quantidade de ingredientes comprados por uma padaria, sendo que os seus gastos com compras de matérias primas vão variar de acordo com a quantidade de pães vendidos na loja.

Perceba que para calcular o lucro bruto a equação é muito mais simples do que no caso do lucro líquido, que nesse caso são incluídas uma variedade bastante grande de custos e despesas no qual o grande objetivo é nos mostrar a viabilidade econômica de um negócio.

 

 

 

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.