Acesso Rápido

    Linha d’água: entenda como funciona a performance em um fundo

    Linha d’água: entenda como funciona a performance em um fundo

    Linha d’água é uma representação dada por uma cota-base de um determinado fundo para que então seja calculado uma taxa de desempenho.

    Para quem investe em mercado de capitais, entender a Linha d’água é importante para melhor entendimento sobre as aplicações em fundos de investimento.

    O que é Linha d’água?

    Linha d’água é uma maneira de apurar o resultado alcançado por um gestor de um determinado fundo de investimento. Não é possível, no entanto, falar em linha d’água sem antes entender o que significa taxa de performance.

    Afinal, ambas as taxas estão correlacionadas entre si, e por essa razão, é fundamental entender como é encontrada uma para entender posteriormente a dinâmica da outra.

    E-book: Investir em Fundos de Investimento

    Baixe gratuitamente nosso ebook aprenda como escolher e investir nos melhores Fundos de Investimento do mercado.

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    A taxa de performance é bastante usada pela indústria de fundos de gestão ativa, sendo uma remuneração paga ao gestor quando o mesmo entrega um retorno superior ao índice de referência.

    Esse índice de referência é conhecido como benchmark, sendo que os principais do mercado são o Ibovespa usado em fundos de ações e o CDI usado em fundos de renda fixa.

    Nesse sentido, a aplicação do referencial é dada com base no regulamento, sendo que para encontrar o indicador de mensuração não é uma tarefa difícil, afinal, ele também consta no próprio regulamento do fundo. E a linha d’água é a metodologia utilizada para cobrança da taxa de performance.

    Entendendo melhor a taxa de performance

    A taxa de performance é paga todo semestre pelo investidor, sendo ela um percentual sobre aplicado depois da dedução de praticamente todas as despesas do fundo.

    Em caso da remuneração ser negativa, a taxa de performance somente será cobrada se o retorno do fundo superar o prejuízo sofrido pelo investidor em sua cota.

    Nesse sentido, em caso de ausência da linha d’água, a taxa de performance é calculada quando a rentabilidade do fundo supera o seu referencial, todavia ela acaba não sendo devolvida quando os resultados ficam aquém do esperado.

    Entendendo o funcionamento da Linha D’água

    A cota-base de um fundo é usada para calcular a taxa de desempenho que por consequência acaba gerando a Linha d’água, sendo que a diferença entre o valor da cota do fundo e a cota base-atualizada será, portanto, a performance.

    Para entender melhor isso, vamos, portanto, usar um exemplo. Imagine um fundo de ações com taxa de performance de 10%. Vamos considerar que esse fundo apresentou um desempenho de 15% em um período de 180 dias de julho a dezembro. Nesse mesmo período o Ibovespa subiu 5%.

    Se o valor da cota-base for de R$ 50,00, para encontrar o valor da cota-base remunerada pela Ibovespa usamos a seguinte fórmula:

    • R$ 50,00 x 1,05 = 52,50.

    Posteriormente é preciso achar a cota-base ajustada pelo desempenho do fundo no período, aplicando assim os seguintes valores de acordo com o exemplo:

    • R$ 50,00 x 1,15 = R$ 57,50

    Sendo assim, para encontrar a Taxa de performance é preciso aplicar a seguinte fórmula:

    • (57,50 – 52,50) * 0,10 = R$ 0,50

    No exemplo acima citado, o gestor recebeu R$ 0,50 em virtude da valorização do cota do fundo, dos R$ 5,00 que foram alcançados acima do índice. O restante, no entanto, foi para o investidor.

    Foi possível entender Linha d’água? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • lauro ribeiro 30 de setembro de 2020

      O artigo ficou muito aquém do esperado.

      Responder
    • José Carlos 7 de outubro de 2020

      A explicação é totalmente clara e muito bem posicionada.
      Porém, como é sabido, os Fundos submetidos a Performance costuma ser vastante arrojados e portanto voláteis.
      Digamos que em determinada data ficou definida a linha dá
      ‘água nos 57,50 mencionados no exemplo. Em seguida a quota cai para R$ 30,00 e no final do mês seguinte volta a R$ 49,00.
      A pergunta é: Na nova apuração a performance é calculada com relação aos R$ 30,00 ou à antiga linha d’água de R$ 57,20?
      Ou seja, terá nova performance calculada sobre os R$ 19,00, ou, por ainda estar abaixo da linha d’água não terá taxa de performance?
      E ainda mais, se o aplicador resgatar a plicação, por exemplo no valor de R$ 49,00 por quota, hasverá restituição da taxa de performance sobre essa diferença e a linha d’água anterior?
      A pergunta é simples, mas os demonstrativos elaborados pelos gestores não permitem ao aplicador conferir os valores da taxa de performance.

      Responder