Acesso Rápido

    Investimentos para pessoa jurídica: saiba quais são as opções disponíveis

    Investimentos para pessoa jurídica: saiba quais são as opções disponíveis

    Existem no mercado diversas opções de investimentos para pessoa jurídica, indicados para que a empresa consiga rentabilidade com o capital em caixa.

    Os investimentos para pessoa jurídica são divididos em ativos de renda fixa e renda variável, e a decisão de investimentos dependerá do perfil da empresa.

    O que são investimentos para pessoa jurídica?

    Investimentos para pessoa jurídica são títulos ou ativos que podem ser adquiridos por uma empresa com objetivo de proporcionar rentabilidade ou proteção do capital da empresa.

    Normalmente o capital de uma empresa é sempre aplicado na própria operação do negócio. No entanto, algumas organizações podem manter uma reserva de emergência ou para futuras expansões parada na conta corrente.

    E-book: Comece a Investir na Bolsa

    Comece a investir! Saiba tudo que você precisa saber para dar os seus primeiros passos na Bolsa com o nosso Manual Gratuito do Investidor Iniciante!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Porém, o dinheiro na conta corrente além de não gerar rentabilidade ainda faz com que a empresa perca para a inflação, por menor que ela seja.

    Sendo assim, é fundamental que a empresa encontre ativos adequados para que essa reserva possa proporcionar uma rentabilidade enquanto o dinheiro não é usado no negócio.

    Tipos de investimento para pessoa jurídica

    Os principais tipos de investimentos para pessoa jurídica são:

    • Certificado de Deposito Bancário (CDB);
    • Fundos de Investimentos;
    • Letra de Crédito Imobiliário (LCI);
    • Letra de Crédito Agrícola (LCA);
    • Ações.

    Os investimentos para pj podem ser mais restritos que os investimentos para pessoa física. Além disso, há diferenças nas regras de alguns produtos.

    O Tesouro Direto, por exemplo, é um tipo de investimento que não está disponível para pessoa jurídica. Todavia há opções de baixo risco e liquidez diária bastante interessantes para empresas.

    Já no CDB, é possível encontrar diferentes prazos de resgate, liquidez e também rentabilidade. Pois, quanto maior o tempo do resgate melhor é a remuneração deste título.

    Outra opção de investimento para PJ são os fundos de investimentos. Eles reúnem vários investidores com o objetivo de obter ganhos em escala.

    Há no mercado diferentes tipos de fundos de investimentos como renda fixa, multimercados e ações. A estratégia de investimento precisa variar de acordo com a natureza da aplicação.

    A PJ também pode investir em LCI e LCA que são Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio, respectivamente.

    Por fim uma empresa também pode participar da Bolsa de Valores como compradora de ações

    Quer aprender a investir em fundos imobiliários? Faça nosso minicurso investindo em fiis.

    Tributação dos investimentos PJ?

    Assim como as pessoas físicas, os investimentos para pessoa jurídica também são tributados.

    No caso do CDB há uma incidência de Imposto de Renda e também do IOF. A alíquota do IR é de 22,5% para investimentos com menos de 180 dias de resgate.

    Para investimentos com resgate entre 181 dias a 365 dias a alíquota cai para 20%, e de 365 dias a 720 dias cai para 17,5%. Já para investimentos com resgate superior à 720 dias o imposto de renda é de 15%.

    Os fundos de investimento também sofrem incidência de IOF e Imposto de Renda e a alíquota irá depender do tipo de fundo e prazo de resgate.

    Investimentos em ações possuem uma alíquota de IR de 15%, com exceção para transações de Day Trade onde a alíquota sobe para 20%.

    Como investir para pessoa jurídica?

    Quando uma pessoa jurídica decide começar a investir é preciso primeiramente procurar uma corretora independente.

    Depois é preciso preparar a papelada, pois operações com pessoa jurídica costumam ser mais burocráticas.

    É preciso portanto, apresentar o Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE), Balanço Patrimonial, Declaração de Faturamento dos últimos 12 meses e última alteração contratual.

    Foi possível entender o que é investimentos para pessoa jurídica? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *