investimento mensal

Não é preciso ter um grande volume de dinheiro para começar a aplicá-lo. É possível optar por um investimento mensal, não necessariamente em fundos, colocando mês a mês parte da sua renda em algum (ou alguns) ativo específico.

Dessa forma, o investimento mensal pode ser usado tanto no médio quanto no curto prazo, com resultados interessantes, além de serem mais rentáveis do que a poupança.

Investimento mensal consiste no ato de colocar mensalmente dinheiro em alguma aplicação escolhida. Esta é uma estratégia de rentabilidade muito usada no mercado financeiro, principalmente por investidores que não são profissionais. Dessa forma, eles reduzem o risco e não precisam acompanhar diariamente o possível retorno, já que o investimento é de longo prazo.

Nem sempre os nossos objetivos condizem com a nossa renda imediata. Neste caso, fazer investimentos mensais pode ajudar a alcanças estes alvos.

Onde fazer investimentos mensais

investimento mensal

Os investimentos mensais nos remetem a uma ideia de poupança, mas não funcionam exatamente dessa forma.

Isso porque o fato de poupar não é o suficiente par se obter os melhores retornos. É preciso buscar caminhos a depender do seu objetivo.

Geralmente, se existe a possibilidade de resgate no curto prazo, um fundo de investimento em renda fixa pode ser uma boa opção.

Certificados de Depósitos Bancários (CDBs) também podem ser uma boa opção, mas por serem periódicos, talvez o investidor não encontre sempre uam boa oportunidade aberta. O fato de ter que investir em muitos títulos diferentes, se o investimento for mensal, também pode dificultar a organização.

Já o Tesouro Direto permite que os investidores façam o agendamento da compra periódica de títulos. Com isso, o investimento mensal nesta aplicação fica mais fácil.

Além disso, se a aplicação for feita no Tesouro Selic, ou em algum outro título de liquidez diária, será possível resgatar o dinheiro a qualquer momento, sem perder rentabilidade.

Os fundos de investimento, por sua vez, são mais fáceis na hora de fazer os investimentos mensais.

Investimento mensal como estratégia em ações

investimento mensal

Há quem opte por fazer investimentos mensais como uma estratégia para aumentar a sua rentabilidade.

Um dos métodos mais utilizados é o dos aportes dobrados.

Os aportes dobrados têm por objetivo balancear os seus investimentos.

Digamos que o investimento mensal feito pelo investidor em ações ou fundo de investimento em ações seja de R$ 1 mil.

Assim, quando no mês anterior a sua carteira de ações tiver um resultado negativo, o investidor deverá efetuar um aporte dobrado. Ou seja, R$ 2 mil.

Já quando no mês anterior a carteira de ações tiver um resultado positivo, o investidor efetuará um investimento mensal dividido pela metade. O que quer dizer R$ 500.

O objetivo desta estratégia é otimizar a rentabilidade do investimento em longo prazo.

Lembro que isso não é uma recomendação, apenas uma informação sobre esse tipo de estratégia.

Diversificando o investimento mensal

Assim como indicado para aportes únicos, os investimentos mensais não precisam ser feitos em um único tipo de aplicação.

É possível e recomendado que estes sejam feitos em aplicações diferentes.

Desta forma, é possível investir tanto em ações quanto no Tesouro Direto.

Só é preciso ficar atento às características de cada um deles, bem como sua rentabilidade e prazo de resgate.

Isso porque o investimento mensal, assim como o integral, será mais eficaz se o investidor souber onde está colocando o seu dinheiro e como ele será tratado. Nisso, a Suno pode ajudar, fornecendo indicações de carteiras de ações e de fundos imobiliários com foco em longo prazo.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.