Acesso Rápido

    Índices americanos: conheça os principais índices dos EUA

    Índices americanos: conheça os principais índices dos EUA

    O mercado financeiro está repleto de oportunidades de investimento, inclusive para quem deseja investir no exterior. Para isso, é o ideal é conhecer os índices americanos e suas características.

    Para o investidor que deseja montar uma carteira diversificada em ativos em dólar, é necessário conhecer os principais índices americanos, como o Índice S&P 500, Índice Dow Jones, Índice NASDAQ Composite, Índice NASDAQ 100, entre outros.

    O que são índices americanos?

    Os índices americanos são uma série de indicadores que reúnem as principais ações negociadas no mercado americano. Funcionando como um termômetro do mercado financeiro mundial, com os índices americanos os investidores podem apostar na alta ou na queda do índice e se proteger contra possíveis oscilações dos preços.

    Assim, os índices americanos são conhecidos como um conjunto de ações que engloba os principais papéis negociados nas bolsas de valores dos Estados Unidos. Além disso, eles são comercializados em um ambiente chamado mercado futuro, podendo ser adquiridos como um contrato (cheio) ou mini contrato.

    E-book: Investindo no Exterior

    Descubra como investir nas melhores empresas e ativos do mundo com o nosso ebook gratuito de Investimentos no Exterior!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Quais são os principais índices americanos?

    Em síntese, os principais índices americanos são:

    • S&P 500;
    • Dow Jones (DJIA);
    • Nasdaq Composite;
    • Nasdaq 100.

    S&P 500

    O S&P 500 index – Standard & Poor’s 500 Index – é um dos principais índices do mercado financeiro global. Ele foi criado pela Standard & Poor’s em 1957 com o propósito de representar o desempenho das 500 maiores companhias de capital aberto listado nas bolsas americanas NYSE e Nasdaq.

    Contudo, apesar de englobar uma gama de papéis, cada um deles apresenta um peso diferente dentro da metodologia do índice. Assim, as principais empresas que fazem parte do S&P 500 são:

    • Microsoft;
    • Apple;
    • Amazon;
    • Facebook;
    • Berkshire Hathaway;
    • Walt Disney;
    • Coca Cola;
    • McDonald’s;
    • Nike.

    Em seguida, é possível observar a evolução do índice S&P 500 nos últimos cinco anos através do gráfico:

    s&p 500

    O índice americano S&P 500 é considerado um benchmark, não apenas nos Estados Unidos, mas em todo o mundo. Além disso, é classificado como termômetro do mercado e abrange diversos setores e segmentos da economia americana.

    Dow Jones (DJIA)

    Em resumo, o Índice Dow Jones representa um indicador do mercado de ações que avalia as 30 grandes empresas registradas na Bolsa de Nova York e um dos principais índices do mundo.

    O nome oficial deste índice de ações é Dow Jones Industrial Average. Ele foi criado em 1896 pelo jornal The Wall Street Journal, o qual realiza o cálculo e a seleção dos ativos até hoje.

    Dentre as principais empresas que fazem parte do índice Dow Jones, se destacam principalmente:

    • Apple;
    • McDonald’s
    • Microsoft
    • Walmart
    • The Coca Cola Company

    Assim sendo, veja a performance do índice americano Dow Jones no intervalo de 5 anos:

    dow jones

    Vale ressaltar que o índice americano Dow Jones é acompanhado mundialmente, bem como é utilizado como referencia para diversas operações como contratos futuros, derivativos e fundos de investimento.

    Nasdaq Composite

    O NASDAQ Composite também é um dos índices americanos mais conhecidos no mercado financeiro. Ele é considerado um indicador de performance do setor de tecnologia de maneira geral.

    Além disso, o índice Nasdaq Composite é composto por mais de 3.300 ações ordinárias que são negociadas na própria Nasdaq. Contudo, parar poder ser integrado no cálculo do índice, o ativo precisa pertencer as seguintes modalidades:

    • Ações Ordinárias;
    • ADRs;
    • REIT;
    • Ações de Juros Benéficos (SIBs);
    • Estoques de rastreamento;
    • Interesses em parcerias limitadas;

    Entretanto, os investimentos como ações preferenciais, títulos derivativos, fundos fechados e fundos negociados na bolsa de valores, não podem fazer parte da composição desse índice.

    Nesse sentido, no gráfico abaixo é possível observar o desempenho do índice Nasdaq Composite em 5 anos:

    nasdaq composite

    Nasdaq 100

    O Nasdaq 100 também é considerado um dos índices americanos mais importantes do mundo. Ele surgiu em 1985 e é composto pelas 100 maiores empresas não financeira com ações negociada dentro da Nasdaq.

    Na composição é considerado o valor de mercado das empresas e consequentemente sua representatividade no índice. O índice Nasdaq 100 é formado principalmente pelo desempenho das maiores companhias de tecnologia americana, como as famosas FAANG: Facebook, Apple, Amazon, Netflix e Google.

    E-book: Comece a Investir na Bolsa

    Comece a investir! Saiba tudo que você precisa saber para dar os seus primeiros passos na Bolsa com o nosso Manual Gratuito do Investidor Iniciante!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Em síntese, para fazer parte dos critérios aceitos pelo índice é necessário cumprir com as seguintes características:

    • Não pertencer ao setor financeiro;
    • Ser negociado na Nasdaq;
    • Não estar em recuperação judicial;
    • Apresentar uma média diária de negociação acima de 200 mil ações;

    Além dessas, existem outras empresas que são bem conhecidas e fazem parte do índice como: Netflix, Colgate e Kraft-Heinz.

    Veja a evolução do índice Nasdaq 100 nos últimos 5 anos:

    nasdaq 100

    Em resumo, o fato é que, os índices americanos representam o desempenho das maiores companhias de capital aberto negociadas na bolsa de valores dos Estados Unidos. E por isso, simboliza um importante benchmark para todos que acompanham o mercado financeiro.

    Como investir em índices americanos?

    Investir nos índices americanos pode ser fácil e acessível – diferente do que muitos imaginam. Ou seja, é possível se expor ao dólar e ao S&P 500, por exemplo, através dos ETFs IVVB11 e SPX11. Eles estão disponíveis na Bolsa de Valores Brasileira, B3, deste modo, o investidor não precisa morar fora ou abrir conta no exterior.

    Outra forma de investir índices americanos diretamente é encontrar uma instituição financeira que faça esse tipo de operação. Dessa forma, confira os serviços oferecidos e taxas cobradas.

    Em seguida:

    • Abra conta na instituição financeira
    • Transfira o valor desejado
    • Acesse o home broker
    • Encontre os índices americanos na plataforma
    • Realize a ordem de compra

    Ou seja, com essas opções o investidor pode montar uma carteira de investimentos diversificada e se expor ao dólar – moeda mais forte do mundo.

    Ficou com mais alguma dúvida a respeito do índice americano? Comente abaixo!

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *