Acesso Rápido

    IFNC: entenda o que é e como funciona o Índice Financeiro da B3

    IFNC: entenda o que é e como funciona o Índice Financeiro da B3

    Por servirem, muitas vezes, de benchmark e referência de rentabilidade para todo o mercado, os índices de ações e ativos são um elemento importante para todos que investem em renda variável. Dentro desse universo, um dos índices mais relevantes é o IFNC.

    Como sempre, é preciso sempre bastante cautela e atenção antes de investir no mercado de capitais. Por isso, entender como funcionam esses índices, como o IFNC, e seu ETF, pode ajudar na decisão de investimento.

    O que é o IFNC?

    IFNC, ou Índice Financeiro, é um índice da B3 que engloba setores de intermediários financeiros, serviços financeiros, previdência e seguros. O índice representa, dessa forma, o desempenho médio da cotação dos ativos mais negociados relacionados à esses setores.

    Nesse sentido, o IFNC é um índice de retorno total. Ele reflete, desse modo, não apenas as variações nos preços dos ativos integrantes do índice no tempo, mas também o impacto da distribuição de dividendos por parte das empresas emissoras desses ativos.

    E-book: Aprenda como analisar uma ação

    Baixe gratuitamente o nosso ebook e conheça os principais critérios para se analisar uma ação antes de investir!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Quais ativos fazem parte do IFNC?

    Para fazer parte do Índice da bolsa de valores, o ativo precisa estar entre os 99% mais negociados no período de vigência das três carteiras anteriores. Além disso, é necessário estar presente em 95% dos pregões do mesmo período para fazer parte da composição do IFNC.

    Uma outra questão está relacionada aos ativos que são objetos de oferta pública. Eles também poderão compor o índice, seguindo as mesmas regras anteriores. Todavia, ficam excluídos os ativos chamados de “penny stocks”, negociados a menos de R$ 1,00.

    Quais ativos não fazem parte do IFNC?

    Além dos penny stocks, também não fazem parte do Índice Financeiro:

    • BDR’s;
    • Ativos de empresas em recuperação judicial ou extrajudicial;
    • Empresas sob regime especial de administração ou intervenção.

    Em outras palavras, o IFNC é composto exclusivamente de ações de companhias listadas na B3 (B3SA3), sem que sejam impedidas pelas regras que citamos acima. Assim sendo, podemos dizer que ele é um dos principais índices do mercado financeiro.

    Como é composto o ETF do IFNC?

    No Brasil, existem os ETFs (Exchange Traded Funds), que são fundos de ações cuja referência é um índice da bolsa de valores, como o IFNC, por exemplo.

    Sendo assim, a composição desse fundo é feita com o objetivo de atingir um rendimento semelhante ao indicador referenciado. O Patrimônio do ETF é dividido em cotas que são negociadas na bolsa. O valor do ETF varia de acordo com o preço das ações que compõe o fundo.

    A gestão do investimento é realizado por um gestor especializado, que diariamente acompanha o mercado, fazendo as compras e vendas necessárias com o objetivo de realizar o acompanhamento do índice.

    O FIND11 é o ETF que replica o índice IFNC. Essa pode ser uma boa opção para quem quer se expor ao setor financeiro, porém não quer o trabalho de escolher cuidadosamente alguns papéis.

    Foi possível saber mais sobre IFNC? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *