Acesso Rápido

    Horizontalização: saiba como funciona esse modelo de produção

    Horizontalização: saiba como funciona esse modelo de produção

    Horizontalização é um conceito conhecido pelas empresas e pode auxiliar o planejamento financeiro empresarial.

    Embora o auge da discussão sobre horizontalização e verticalização já tenha passado, ainda hoje é bastante comum o tema vir à tona. Procurar encontrar o melhor modelo é um verdadeiro desafio para as empresas da atualidade que buscam agregar cada vez mais valor em seus produtos para os consumidores finais.

    O que é a Horizontalização?

    Horizontalização é uma estratégia adotada por algumas empresas, onde a maioria dos itens comercializados são adquiridos de terceiros. Essa é uma estratégia que vem ganhando cada vez mais força na atualidade.

    O conceito de horizontalização é dessa maneira, o oposto do conceito de verticalização. Esse último era muito utilizado pelas empresas do século XX. Nele, todos os insumos que faziam parte do produto final eram produzidos pela própria empresa.

    Planilha da Vida Financeira

    Coloque suas finanças em ordem! Baixe gratuitamente nossa planilha e aprenda a planejar todas as etapas da sua vida financeira da melhor forma!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Ou seja, se uma empresa produzisse calçado feminino e adotasse o conceito de verticalização, ela também iria produzir:

    • A sola que compõe o calçado;
    • As fivelas e detalhes que enfeitam o calçado;
    • A cola necessária para juntar a sola e a parte de cima do calçado;
    • O tecido para ser usado.

    Note que nesse conceito de verticalização a empresa torna-se cada vez mais independente de terceiros. Mas, por outro lado, aumenta o risco operacional bem como o valor do investimento na sua cadeia de insumos.

    Por que a verticalização está perdendo espaço?

    A verticalização vem perdendo espaço nas empresas. Isso acontece, porque as empresas passaram a observar que em uma queda de demanda, onde é necessário baixar a oferta, é mais rápido reduzir custo variável do que o custo fixo.

    Ou seja, quando uma empresa está vertical demais e precisa diminuir sua produção, o processo se dá em toda a cadeia o que impacta diretamente no lucro líquido.

    Esse ajuste torna-se extremamente custoso, podendo inclusive comprometer a liquidez do negócio. Já, quando a estrutura da empresa é horizontal, basta adquirir menos dos terceiros.

    Diante de um mercado cada vez mais flexível, onde é preciso saber lidar com altos e baixos, a terceirização mostrou-se bem mais atrativa, e por isso vem ganhando mais espaço.

    Vantagens da horizontalização

    A horizontalização possui suas vantagens e desvantagens. As vantagens da horizontalização são as seguintes:

    • Maior redução de custos;
    • Maior flexibilidade para definir os volumes de produção;
    • Mais foco no produto central da empresa;
    • Mais rapidez na queda de custo diante de retração da demanda.

    Desvantagens da horizontalização

    Por outro lado, existem algumas desvantagens da horizontalização. São elas:

    • Controle tecnológico restrito apenas ao produto central;
    • Muita dependência de terceiros.

    Por que o modelo horizontal pode ser mais atrativo?

    Antigamente era bem comum que as empresas possuíssem uma frota de caminhões, por exemplo. Com o tempo e diversas crises econômicas, foi observado, portanto, que era mais custoso manter os caminhões do que terceirizar esse serviço.

    Logo, começou a acontecer a horizontalização logística. Esse conceito foi se expandindo para as demais áreas da empresa, como o serviço de segurança, portaria, limpeza, entre outros. Até que se avaliou que a empresa deveria focar somente em seus processos fundamentais.

    Isso garantiria mais competitividade, flexibilidade, e capacidade de agregar valor real ao produto. Por essa razão que o modelo horizontal cresceu, e certamente continuará crescendo pelos próximos anos.

    Foi possível saber mais sobre horizontalização? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *