Acesso Rápido

    HFT: como funcionam os algoritmos de negociação em alta frequência?

    HFT: como funcionam os algoritmos de negociação em alta frequência?
    hft

    A tecnologia vem revolucionando drasticamente o mercado financeiro. Com softwares cada vez mais poderosos a sua disposição, vários investidores conseguem criar algoritmos e fazer operações automáticas em um curtíssimo espaço de tempo, realizando o chamado HFT.

    O HFT é uma estratégia inovadora de negociação no mercado financeiro — mas que ainda é utilizada e recomendada apenas para investidores com alto nível de especialização

    O que é HFT?

    HFT é a sigla que expressa “High Frequency Trading”, em português, Negociação de Alta Frequência. Se trata de uma forma de negociação de ativos automática que tem um horizonte de investimento muito curto, durando apenas alguns segundos, em que os negociadores obtêm lucros a partir de pequenas disparidades de preços.

    Portanto, HFTs consistem em negociações ou trades com as seguintes características essenciais:

    • Em grande quantidade;
    • Em alta velocidade;
    • Em curto período de tempo.

    Esta negociação é realizada com computadores que altíssima velocidade, por meio de algoritmos especializados, chamados popularmente pelo mercado de robôs-investidores.

    Como surgiu o High Frequency Trading?

    hft high frequency trading

    Este tipo de negociação surgiu a partir da modernização dos sistemas por parte das Bolsas de Valores.

    Tal modernização reduz o tempo necessário para o envio de informações para os negociadores e para receber e manejar ordens enviadas por estes.

    Assim, foi criado este novo tipo de investidor: o investidor de alta frequência. Este investidor conta com estratégias que respondem às movimentações do mercado em apenas milissegundos.

    Essa estratégia vem ganhando cada vez mais participação no mundo inteiro. Porém, por ser um mercado menor, o High Frequency Trading no Brasil ainda não é tão comum como nos Estados Unidos e na Europa, por exemplo.

    Como funciona o High Frequency Trading?

    De forma resumida, pode-se dizer que o HFT é um tipo de negociação que opera por meio de robôs. É realizada através de computadores poderosos com algoritmos complexos, que fazem um grande número de pedidos em velocidades extremamente altas.

    Eles realizam várias operações em curtíssimos intervalos de tempo em um mesmo pregão. Os retornos por operação, normalmente, são baixíssimos, na casa dos centavos.

    Esta negociação se dá em uma plataforma automatizada, utilizada, em geral, por grandes bancos de investimento e investidores institucionais.

    Ao utilizar robôs de investimento, que permitem aos investidores executar milhões de pedidos e digitalizar vários mercados e trocas em um espaço de tempo de segundos ou milissegundos.

    Utilização do HTF no day trade

    Os HFTs fazem negociações visando a obter lucro através de oscilações de preço de ativos ao longo do dia, chamadas de day trade ou day trading.

    Portanto, estes negociadores atuam em uma mesma sessão regular da Bolsa de Valores, da abertura até o fechamento do pregão, utilizando assim operações intraday.

    Operações intraday são finalizadas no mesmo pregão, o que significa que o negociador não vai possuir o ativo negociado em sua custódia no fim do pregão, apesar de ter negociado durante esse pregão.

    Tipos de High Frequency Trading

    A High Frequency Trading envolve várias estratégias e níveis de agressividade, conforme o ativo ou o instrumento.

    Em geral, os investidores de alta frequência são classificados nas seguintes categorias:

    • Tipos de estratégia;
    • Agressividade na negociação;
    • Latência.

    Por outro lado, as estratégias dos High Frequency Trading variam conforme:

    • Estilo da negociação;
    • Opções de segurança;
    • Nível de latência;
    • Contexto do comércio e a regulamentação do mercado.

    Para realizar suas operações, os softwares de High Trade Frequency podem se basear tanto na análise técnica, na analise fundamentalista ou por métodos quantitativos — também chamados de quants.

    Por ser um tipo de operação altamente especializada, o HFT não é recomendado para investidores convencionais. Porém, existem uma infinidade de outros investimentos disponíveis no mercado. Para saber mais, conte com a ajuda da Suno: fale com a gente e baixe, agora mesmo, 5 amostras gratuitas dos nossos relatórios de investimentos.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    5 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Lucas Augusto Lopes Nascimento 23 de maio de 2019

      Bom dia Tiago, como os órgãos autorreguladores brasileiros regulam o uso de HFTs? Há alguma norma específica?

      Responder
      • Suno Research 6 de junho de 2019

        Boa noite Lucas. Então, até existem regulamentações, principalmente referenta às velocidades dos robôs, mas como o uso de HFTs é pouco comum aqui no Brasil, a regulamentação também não recebe muita atenção e acabou ficando defasada.
        Abraços

        Responder
    • Jerônimo Cerutti 8 de julho de 2019

      Quais são as plataformas HFTs disponíveis no Brasil e quais corretoras as operam?

      Responder
    • Juan 22 de junho de 2020

      Obrigado pela matéria. Gostaria de ressaltar que a utilização destes robôs não é tão pequena. Para validação do que estou falando basta abrir o book de ofertas / Times and Trades no futuro do dólar. Existem muitas instituições utilizando, principalmente o UBS.

      Responder
    • Rodrigo 31 de julho de 2020

      Muito vago e superficial, assim como quase tudo sobre esse assunto. Não explica como são conectados à bolsa tais robôs, se é possível que pessoas físicas tenham esse tipo de conexão privilegiada. A b3 oferece tal possibilidade?

      Responder