Acesso Rápido

    O que são gastos supérfluos e quais os tipos mais comuns?

    O que são gastos supérfluos e quais os tipos mais comuns?

    Os gastos supérfluos são os verdadeiros vilões do nosso orçamento familiar. São eles os responsáveis pelo aperto financeiro que passamos, e são eles que precisamos cortar.

    Saber identificar os gastos supérfluos é o primeiro passo para equilibrar as finanças pessoais.

    O que são gastos supérfluos?

    Gastos supérfluos são os gastos extras que temos no orçamento familiar. Normalmente, são despesas que não são consideradas como essenciais. Desse modo, são os principais gastos a serem contidos para a melhora da saúde financeira.

    Planilha de Controle de Gastos

    Não perca o controle das suas finanças! Baixe nossa planilha gratuita de controle de gastos e organize melhor toda a sua vida financeira!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Cortar gastos supérfluos é, portanto, mais fácil do que cortar as despesas básicas da casa, como despesas fixas. Um dos principais grupos que se enquadram nessas características e que podem ser cortadas sem problemas são as compras por impulso.

    Isso porque o consumo supérfluo está constantemente presente no nosso dia a dia. Podemos observá-lo tanto na alimentação, quanto no vestuário ou até mesmo no nosso lazer. Mas como conseguir identificar o que é supérfluo? Por isso, para identificar os gastos desnecessários, pode-se recorrer às seguintes perguntas:

    • Esse produto fará falta?
    • É possível substituir esse produto por outro de menor valor?
    • É possível simplesmente viver sem esse produto?

    Produtos supérfluos e o orçamento

    Os produtos supérfluos são verdadeiras armadilhas no orçamento familiar. Então, eles acabam consumindo recursos preciosos da nossa receita financeira que poderiam ser usados para a construção de um patrimônio através de investimentos para o longo prazo.  Assim, dentre os grupos de gastos com itens supérfluos mais comuns, podemos citar:

    • Supermercado
    • TV por assinatura
    • Celular e telefonia
    • Alimentação fora de casa
    • Roupas
    • Eletrônicos

    Quer administrar melhor as finanças da sua família? Baixe a planilha do orçamento familiar.

    É no supermercado que são feitas compras de produtos essenciais para o bem estar de uma família, como de alimentação e higiene. Mas a enorme quantidade de ofertas pode motivar gastos desnecessários.

    Assim, são válidas iniciativas com objetivo de comprar somente o essencial. Ou seja, adotar práticas como fazer uma lista prévia (e segui-la), evitar ir às compras com fome e não levar crianças para o supermercado.

    Os pacotes de TV por assinatura, celular e telefonia costumam ter opções que pouco ou nunca são usadas. Dessa forma, é necessário fazer uma avaliação constante do que realmente é usado e com que frequência. E, em seguida, pesquisar opções mais baratas na própria operadora e na concorrência.

    Cuidado com os excessos

    A alimentação fora de casa é um gasto que pode ser essencial. Como para uma refeição durante o horário de trabalho ou quando se sai deste para ir a algum curso por exemplo. Mas é preciso fazer esse gasto caber no orçamento. Assim, a dica é fazer uma estimativa prévia da frequência, para servir de parâmetro e evitar abusos.

    A princípio, roupas e produtos eletrônicos são produtos cuja compra também pode ser necessária. Aqui, novamente, o problema está nos excessos. Assim, a armadilha está em querer ter sempre o último lançamento. Ou adquirir produtos que estejam num patamar acima do nível médio de gastos.

    Portanto, valem as dicas no sentido de fazer a reflexão da real necessidade da compra para ter disciplina financeira. Como são compras que podem ter alto valor, outro cuidado é na hora de usar o cartão de crédito. Também, o uso de dinheiro e o pagamento à vista ajudam a medir corretamente o impacto desses itens no orçamento.

    Outros gastos supérfluos

    Demos o exemplo acima apenas de um item. Mas existem diversos outros itens do orçamento pessoal que podem ser revistos. Reduzir os gastos supérfluos é uma excelente alternativa para melhorar as despesas pessoais. Dessa maneira, quando algum imprevisto ocorrer a margem para reserva de emergências será maior.

    Gostou de saber mais sobre gastos supérfluos? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Gabriela Mosmann
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Olivia 28 de setembro de 2020

      Chato D+ muito irritante e não tem oq eu procuro

      Eu tenho 18 anos e preciso dessa resposta

      Responder
      • Suno Research 29 de setembro de 2020

        Olá, Olivia! Tudo bem?
        Que pena! O que você está procurando?
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder