Acesso Rápido

    Entenda o que são os fundos exclusivos e como eles funcionam

    Entenda o que são os fundos exclusivos e como eles funcionam

    Na hora de investir e fazer seu dinheiro render, não faltam opções e produtos a disposição no mercado financeiro. Porém, os clientes de grande porte, que possuem uma disponibilidade de capital maior, estão sempre à procura de alternativas mais personalizadas e adequadas aos seus objetivos. Nesse cenário, um tipo de fundo de investimento vem ganhando cada vez mais atenção entre esse tipo de cliente. São os fundos exclusivos.

    Aplicar em fundos exclusivos proporciona uma série de vantagens ao seu investidor, proporcionando uma gestão mais profissional e menos exposta a riscos para o público de alta renda. Entretanto, por ser uma modalidade especial de fundo, nem todo mundo consegue ter acesso a esse tipo de produto.

    O que é um fundo exclusivo?

    Fundos exclusivos são um tipo de fundo de investimento montados e estruturados para apenas um investidor. Trata-se de um produto que possui as mesmas características de um fundo normal – mas com a vantagem de ser um fundo fechado e possuir apenas um cotista.

    Ou seja, como o próprio nome sugere, é uma forma de investimento feita sob medida para um único cliente. Com isso, todo o funcionamento do fundo, bem como suas políticas de investimento e alocação de recursos, são personalizadas de acordo com os objetivos do investidor em questão.

    Por ser um tipo de investimento especial, criar um fundo exclusivo é uma alternativa restrita para poucos investidores. Devido aos seus elevados custos de montagem e manutenção, esse tipo de investimento é viável apenas para investidores qualificados e de grande porte. Por isso, a opção por fundos exclusivos é recomendada apenas para investidores e empresas com um valor mínimo de aporte de R$ 10 milhões.

    Estrutura de um fundo exclusivo

    Além do próprio investidor, a estrutura de um fundo exclusivo é composta pelos dos seguintes participantes:

    • Gestora de Recursos: equipe de profissionais responsável pelas decisões de alocação dos recursos do fundo, juntamente com o seu cotista.
    • Administrador: instituição que cuida da parte operacional do fundo – como cálculo de cotas, aportes de capital e resgates.
    • Custodiante: parte responsável por registrar, guardar e garantir a segurança dos ativos investidos pelo fundo.
    • Auditor Independente: Faz a auditoria obrigatória das operações do fundo, como valores, custos e taxas e movimentações relativas ao fundo.

    Tipos de fundos exclusivos

    Existem dois tipos de fundos exclusivos: o fundo exclusivo aberto e fundo exclusivo fechado. Ambos possuem características e vantagens distintas – principalmente quanto a movimentação e tributação do capital investido no fundo.

    Fundo Exclusivo Aberto

    Fundo Exclusivo Fechado

    • Limita a movimentação de capital (Apenas 2 aportes e resgates por ano);
    • Isenção do imposto come-cotas;
    • Possibilidade de amortização de capital de 12 em 12 meses;
    • Resgate total apenas com o encerramento do fundo.

    Quais são as vantagens dos fundos exclusivos?

    Muito procurado por investidores qualificados e clientes de alta renda, a formação de m fundo exclusivo pode agregar diversos benefícios e vantagens. Alguns deles são:

    Separação jurídica

    Todo fundo de investimento é registrado com um CNPJ próprio – operando, dessa forma, como se fosse uma “empresa” em separado. Ou seja, formar um fundo exclusivo, o investidor deixa de ser visto como uma pessoa física, passando toda as responsabilidades e obrigações do seus investimentos para a pessoa jurídica do fundo.

    Vantagens tributárias

    Devido a separação entre pessoa física e jurídica, é possível reduzir e simplificar a tributação sobre o capital investido. O investidor deixa de pagar impostos ao movimentar os ativos dentro do fundo, por exemplo, passando a ser tributado somente quando for feito o resgate.

    Gestão personalizada e flexível

    Fundos exclusivos possuem uma gestão profissional feita sob medida para as necessidades do seu único cotista. Ou seja, ao contrário dos fundos tradicionais, o cotista exclusivo possui total controle e transparência quanto a operação do fundo. Sendo assim, a alocação de capital e o rendimento do fundo ficam totalmente alinhados aos interesses do investidor.

    Além disso, devido a sua estrutura operacional flexível, o investidor pode migrar seu fundo de uma gestora para outra quando quiser, sem precisar encerrar e reabrir o fundo para isso.

    Blindagem Patrimonial

    Por desvincular o patrimônio do investidor de sua pessoa física, os fundos exclusivos também servem como uma excelente estratégia de blindagem patrimonial. Isso pode ser muito útil principalmente para empresários, sócios ou executivos de alto escalação – já que os mesmos podem perder seus bens caso algum problema financeiro ou legal ocorra em suas empresas.

     

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *