Acesso Rápido

    Fundos ESG: o que é como funcionam esses fundos de investimento

    Fundos ESG: o que é como funcionam esses fundos de investimento

    Existe uma possibilidade, cada vez mais popular no mercado financeiro, de investir em fundos de ações de empresas social e ambientalmente responsáveis: os Fundos ESG.

    Os Fundos ESG aparecem como uma ótima alternativa dentro do mundo dos investimentos, tanto como opção mais interessante em relação ao impacto gerado ao ambiente, assim como o grande potencial de rentabilidade apresentado por esses ativos.

    O que são fundos ESG?

    Os fundos ESG são fundos de investimento que investem em companhias que apresentam padrões de atuação de destaque em seus setores com base nos pilares do: Meio ambiente, sociedade e governança.

    Por isso, os ESG funds, como são chamados internacionalmente, são normalmente compostos por ações de empresas que contemplam os três critérios relacionados ao ambiente, ao social e à governança corporativa.

    E-book: Comece a Investir na Bolsa

    Comece a investir! Saiba tudo que você precisa saber para dar os seus primeiros passos na Bolsa com o nosso Manual Gratuito do Investidor Iniciante!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    O que é exatamente ESG?

    Portanto, para entender mais a fundo o que são os fundos ESG, é necessário compreender, primeiramente, o conceito de ESG.

    O critério ESG (Ambiente, social e Governança Corporativa) foi criado com o objetivo de convergir a atração de investimentos para empresas que atendessem a critérios básicos relacionados a esses três importantes pontos.

    Assim, com a popularização dos fundos de investimentos ESG, seria possível atrair mais recursos para as empresas socialmente responsáveis, de acordo com os critérios utilizados como referência.

    Com isso, o resultado esperado é positivo tanto para o investidor, caso empresas com esse tipo de postura se valorizarem no mercado, e para a sociedade, já que mais recursos serão destinados para empresas que geram externalidades mais interessantes no ponto de vista social.

    Como funciona a composição de um Fundo ESG?

    Basicamente, a composição de um Fundo ESG é normalmente realizada da mesma forma que qualquer outro fundo de ações. No entanto, neste caso, são excluídas da composição empresas que não atendam ao critério.

    A empresa Vale (VALE3), por conta dos impactos ambientais causados nos desastres de Mariano e Brumadinho dificilmente poderia ser selecionada para a carteira de um Fundo ESG. A mesma lógica poderia ser utilizada para não selecionar empresas petroleiras.

    No Brasil, uma referência utilizada para compreender quais empresas atendem aos critérios são os próprios índices de sustentabilidade gerados pela B3.

    Fundos ESG no Brasil

    Apesar da grande popularidade mundial, para os Fundos ESG no Brasil ainda há margem para muito crescimento desse mercado. Alguns fundos ESG já estão aptos no Brasil, como é o caso do Constellation Compounders ESG FIA e dos Trend ESG Global. No entanto, as opções mais populares ainda são os ETFs que tem características ESG, como é o caso:

    Índice Carbono Eficiente (ICO2)

    O ICO2 é um índice composto por empresas que aceitaram adotar práticas transparentes com relação à emissão de gases efeito estufa (GEE), e que conseguem atingir as metas propostas;

    Índice de Governança Corporativa (IGCT)

    O IGCT é um índice composto por empresas que atendem os critérios relacionados à governança corporativa, como um bom relacionamento e responsabilidade com investidores e colaboradores, por exemplo;

    Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE)

    O ISE é um índice composto por empresas que atendem a critérios de sustentabilidade empresarial, como a eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa, por exemplo

    Além dos 3 ETFs supracitados, ainda há a opção dos Green Bonds. Eles são títulos de renda fixa emitidos, privados ou públicos, com objetivo de arrecadar recursos para atividades sustentáveis e que gerem impactos socialmente positivos.

    Esse artigo te ajudou a entender mais sobre os Fundos ESG? Então deixe dúvidas e comentários no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *