Acesso Rápido

    FTSE MIB: saiba mais sobre o principal índice da bolsa italiana

    FTSE MIB: saiba mais sobre o principal índice da bolsa italiana

    Os índices representativos do mercado financeiro são fundamentais para observar a economia de determinado local. No caso da economia italiana, o principal indicador da bolsa de valores é o FTSE MIB.

    Portanto, ao conhecer o FTSE MIB, o investidor poderá analisar como anda o ambiente de negócios na Itália e, consequentemente, as perspectivas econômicas do país.

    O que é o FTSE MIB?

    Assim como o IBOV no Brasil, o FTSE MIB index é o principal indicador da bolsa de valores italiana.

    Basicamente, como a grande maioria dos índices do mercado de capitais, o MIB index funciona como uma carteira teórica de ativos que busca representar a performance geral da Borsa italiana, nomenclatura local utilizada para representar a bolsa da Itália.

    E-book: Investindo no Exterior

    Descubra como investir nas melhores empresas e ativos do mundo com o nosso ebook gratuito de Investimentos no Exterior!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Como a Itália possui uma das principais economias da Europa e, por consequência, do mundo, é muito interessante conhecer o índice que mostra o estado de aquecimento da economia deste país.

    Composição do FTSE MIB

    Evidentemente, a carteira teórica que expressa o FTSE MIB é composta pelas maiores empresas italianas.

    Para a composição do FTSE MIB são levadas em consideração as 40 empresas mais líquidas e capitalizadas da bolsa de valores da Itália.

    Assim como no IBOV, a seleção da carteira é quantitativa e não qualitativa. Ou seja, quanto maior for a companhia, maior será seu peso na carteira teórica do índice.

    Grandes empresas mundiais estão listadas na Borsa italiana, a Milan-Based Stock Exchange (Bolsa de Valores de Milão).

    Entre as principais empresas que estão na bolsa de valores da italiana e que fazem parte da composição do FTSE index, estão:

    • Ferrari;
    • Campari;
    • Fiat Chrysler;
    • Pirelli;
    • Telecom Italia;
    • Entre outros.

    Histórico da bolsa de valores da itália

    Até setembro de 2004, o principal índice do mercado financeiro italiano era o MIB-30, que foi substituído pelo seu sucessor, o índice FTSE MIB.

    Desde então, o FTSE MIB passou a ser o principal indicador da bolsa italiana, sendo extremamente representativo para a economia do país.

    Ao longo dos anos, desde que o FTSE MIB index se tornou o mais importante da Itália, passaram-se momentos de altas e baixas.

    Durante esse período, houveram crises mundiais, como a crise de 2008 (crise do subprime), e crises internas na Itália.

    A política e irregularidades políticas foram grandes razões de baixas na bolsa italiana durante a última década e, mais recentemente, por ter sido um dos países mais afetados com o COVID-19, a borsa italiana passou por grandes momentos de turbulências e quedas drásticas.

    É possível investir no índice FTSE MIB?

    O FTSE é um índice do mercado financeiro e, portanto, não é um ativo que pode ser comprado ou vendido na bolsa de valores.

    Ou seja, não é possível aplicar os seus recursos diretamente no MIB index.

    No entanto, em todo mercado financeiro ao redor do mundo, existe ativos chamados ETFs, que são fundos de investimento que buscam replicar o resultados de índices.

    Portanto, tendo acesso a bolsa de valores italiana, é possível investir em, pelo menos, 2 ETFs que tem suas rentabilidades atreladas ao FTSE MIB.

    Para investidores brasileiros com conta apenas em corretoras nacionais, ainda não é possível encontrar algum ETF brasileiro que replique o resultado do MIB index.

    Então, a única forma de ter seu rendimento atrelado ao índice é investindo diretamente na bolsa italiana.

    Esse artigo te ajudou a entender o que é FTSE MIB? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Cristiano Pedroni 23 de agosto de 2020

      Alguma indicação de corretoras na Itália?

      Responder