Acesso Rápido

    Fiikipedia – Há luz no fim do túnel

    Fiikipedia

    Prof. Baroni – 14 de maio de 2020

    Há luz no fim do túnel

    Esta é uma expressão antiga que denota bem o momento que estamos vivendo agora. Algumas pessoas seguem pessimistas, o que é aceitável, uma vez que de todos os desdobramentos desta pandemia.

    Por outro lado, temos de encontrar forças para seguirmos em frente dentro deste “novo normal”.

    Ontem, tive a oportunidade de fazer uma Live com Marcus Telles, que é um importante lojista de shoppings centers e varejo de rua. Ele é CEO da Livraria Leitura e pôde compartilhar informações valiosas que nos permitem enxergar esta situação sob uma ótica diferente.

    Vale assistir sobretudo para que possa renovar suas esperanças de que o mundo não irá acabar e que iremos superar as dificuldades.

    Live:

    Há luz no fim do túnel? Sim. Sempre. Todavia, são duas questões que devemos ponderar agora:

    Qual a extensão do túnel?

    Qual a intensidade da luz?

    As respostas vão depender de como este “novo normal” será recebido pela sociedade e como as empresas irão se ajustar à esta realidade.

    Uma coisa é certa: o respeito e o senso de proteção coletiva deverão ganhar força. E desde quando isto é ruim em uma civilização, não é mesmo?

    Talvez, e esta é uma visão pessoal, a comunicação em todo o mundo esteja sendo mal conduzida. Aliás, a desinformação é perigosa pois pode nos levar a perspectivas e conclusões equivocadas.

    Minicurso: Valuation e Precificação de Ativos

    Inscreva-se no nosso minicurso gratuito de Valuation e aprenda os principais conceitos sobre como avaliar ativos e empresas do jeito certo!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    E onde os fundos imobiliários estão inseridos em tudo isto?

    A resposta é simples: FII é fluxo de caixa gerados por ativos reais. E estes ativos dependem da força de uma economia para gerarem fluxo. Note que é um ciclo virtuoso. Não há como você receber uma coisa sem a outra.

    Quanto mais ficarmos refém da nossa própria lógica, maiores serão as dificuldades de enxergarmos um “novo mundo” ou um “novo normal” a partir dos próximos meses.

    Chegou a hora.

    Toda grande transformação não pede licença para entrar.

    Os fundos imobiliários não são “caixinhas” fora do planeta. Estamos inseridos em um contexto e temos de estar cientes de que a vida seguirá em frente e os imóveis, mesmo que com vocações diferentes, serão úteis.

    Gestores terão de ser mais criativos em busca de propriedades que façam mais sentido a este mundo novo que se desenha.

    E qual é o problema nisto? Ah sim, “o tempo”, como sempre, “o tempo é uma flecha lançada”. O tempo que vamos demorar para ajustar nossas vidas pode ser o tempo que você gastará ficando preso dentro do seu próprio túnel.

    Tente se libertar.

    Olhe para frente e veja que temos um universo renovado cheio de pessoas talentosas (inclusive vocês) que continuam aí, vivas.

    Os fundos imobiliários irão passar por processos de transformações que vão desde custos com taxas de administração e gestão, até mesmo em relação aos seus portfólios e estratégias. Não há dúvidas.

    Teremos um novo normal, um novo mundo, um novo mercado.

    Prepare-se.

    Um dia de cada vez.

    Marcos Baroni
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Carlos 17 de maio de 2020

      Mto boa (e motivadora) reflexão… Parabéns, Professor Baroni

      Responder
    • Eliete 31 de maio de 2020

      Quanta sabedoria! Nunca vi ninguém falar de finança com tanta humanidade…… Foi um elogio, ok!? Haha

      Responder