Faturamento da Braskem

Você utilizou muitas embalagens de plástico em 2017? Então provavelmente já contribuiu com o faturamento da Braskem.

Quem deseja investir em ações precisa entender como as empresas contribuem com a economia. A Braskem é a única companhia petroquímica integrada do Brasil e em 2017, o faturamento da Braskem foi de R$ 49 bilhões.

Portanto, é uma companhia que merece a atenção do investidor.

A Braskem é lider nas américas na produção de três tipos de resina, que são:

  • Polietileno (PE)
  • Polipropileno (PP)
  • Policloreto de vinila (PVC)

A companhia foi fundada em 2002 após a integração das empresas Copene, OPP, Trikem, Proppet, Nitrocarbono e Polialden.

A Braskem pertence ao Nível 1 de governança e possui ações listadas em 3 bolsas de valores:

  1. B³ (bolsa brasileira), sob os códigos BRKM3, BRKM5 e BRKM6
  2. NYSE (EUA)
  3. Latibex (Espanha)

Por fim, vamos analisar quem controla a empresa.

A Odebrecht e  Petrobrás possuem 50,1% e 47% das ações ordinárias, respectivamente.

Ou seja, essas duas companhias na prática ditam os rumos da empresa.

Presença global da Braskem

Braskem no mundo

Braskem no mundo

A Braskem é uma companhia global e portanto, possui unidades industriais em vários países do mundo.

Atuamente, são 41 unidades industriais espalhadas pelo mundo da seguinte forma:

  • Brasil (29). Presença em RS, SP, AL, RJ.
  • Estados Unidos (6).
  • México (4).
  • Alemanha (2).

Claro que com uma atuação em tantas partes do mundo, a companhia atende clientes dos mais variados perfis.

Assim, podemos citar as empresas que transformam plásticos, a indústria do alumínio,  papel e celulose.

Então, vamos ver agora como foram a receita da Braskem por produtos e por países.

Receita da Braskem por país

Receita liquida da Braskem por pais

Receita liquida da Braskem por país

Como você pode perceber, 53% da receita da Braskem em 2017 foi gerada no Brasil,  atendendo a demanda interna.

Em 2016, a participação das receitas brasileiras no faturamento total era menor, de 51,7%.

Ou seja, o Brasil ganhou relevância para a companhia.

Entretanto, a demanda no mercado interno e as atividades de exportação andaram em direções opostas.

[Imagem Slide 5 da conf.call]

Enquanto o volume de vendas internas e o market share da empresa aumentaram 4% e 1%, respectivamente, a exportação recuou 11% no total e em todas as frentes de negócio (PE, PP, e PVC).

Além disso, vale mencionar que tal retomada no mercado interno está associada à recuperação econômica que estamos presenciando no Brasil.

De outro lado, as vendas para EUA e México, que são os próximos países em relevância, apresentaram aumento de 7,2% e 64,2%, respectivamente.

 

Então, vamos agora ver a distribuição de receitas da Braskem em termos dos produtos vendidos pela empresa.

Receita da Braskem por produto

Receita liquida da Braskem por produto

Receita líquida da Braskem por produto

 

 

O PE e PP continuam sendo o carro chefe da Braskem. A receita líquida desses dois produtos aumentou 7,5% na comparação anual.

Além disso, a participação desses produtos na receita total aumentou de 64,6% em 2016 para 67,2% em 2017.

A maioria dos outros produtos da empresa também tiveram melhora nas vendas.

Assim, podemos destacar Eteno,Propeno,PVC, Soda cáustica, EDC, Benzeno, Tolueno, Xileno, Butadieno, ETBE, Gasolina, Cumeno e Solventes.

Conclusão sobre o Faturamento da Braskem

Logo BraskemAo analisar o faturamento da Braskem podemos entender melhor como a companhia origina suas receitas e quais são os seus mercados de atuação. Conhecendo essas variáveis, o investidor consegue avaliar melhor as vantagens competitivas da empresa e assim, tomar uma decisão de investimento mais embasada.

 

Compartilhe a sua opinião
Rodrigo Wainberg

Rodrigo Wainberg

Profissional aprovado no Level III da certificação CFA, investidor em ações há 6 anos, possui registro de Analista e Consultor de Valores Mobiliários, e é Bacharel em Física pela UFRGS.