CasesConhecimentoInvestimentos

Especial sobre Luiz Barsi, um dos maiores investidores do Brasil

By 13 de junho de 2017 No Comments
Luiz Barsi

Não é novidade a admiração e inspiração que transmitem os conhecimentos e as experiências do senhor Luiz Barsi, um dos maiores investidores pessoa física da bolsa Brasileira.

Adepto do Value Investing, ele não esconde ser um amante dos períodos das “crises”, que para ele nada mais são do que oportunidades de se associar a boas empresas por preços menores do que elas que realmente valem naquele momento.

Para ele, qualquer pessoa pode ficar rica investindo em ações.

Assim sendo, sua filosofia e abordagem de investimentos, que visa os dividendos e o longo prazo, em muito se identificam com os princípios da Suno Research.

Por isso, este artigo tem como objetivo entender um pouco mais sobre os hábitos, costumes e pensamentos desse senhor que hoje é uma referência para toda pessoa que têm objetivos sólidos e procuram consistência em seus investimentos no mercado financeiro.

Nada melhor do que se inspirar em quem é referência em qualquer assunto para poder aprender e se espelhar para se desenvolver no assunto.

Quem é Luiz Barsi?

Este brasileiro, nascido em 10/03/1939, é formado em Estrutura e Analise de Balanços, Economia e Direito.

Luiz Barsi

Filho de imigrantes, Barsi foi editor de Economia e Mercado de Capitais do Jornal Diário Popular, membro do Conselho Regional de Economia – SP (CORECON-SP), além de membro do Conselho de Administração da Eternit e da Unipar/Carbocloro.

Como dito anteriormente, o senhor Luiz Barsi Filho é hoje um dos maiores investidores pessoas físicas do Brasil, tendo adentrado no mercado financeiro na década de 60, com o objetivo de formar uma carteira previdenciária que proporcionasse um retorno de proventos os quais pudessem cobrir suas despesas e proporcionar-lhe uma vida confortável, sem a necessidade de depender da previdência pública.

Os objetivos que alcançou ao longo de sua trajetória como investidor são os mesmo de grande parte das pessoas que investem na bolsa de valores no Brasil, e, mediante ao atual cenário político e econômico que se encontra o país nesse momento, principalmente no que diz respeito às reformas trabalhistas e previdenciárias que estão em discussão atualmente em Brasília, é bem provável que mais pessoas se espelhem em sua caminhada a fim de providenciarem as suas próprias carteiras de previdência.

Vida simples

Uma das grandes qualidades da vida de Luiz Barsi e até um dos conselhos que ele sugere para aqueles que lhe escutam é o de ter e levar uma vida simples.

Assim como Warren Buffett, o maior investidor do mundo, Barsi cumpre fielmente esse louvável hábito de não ostentar aquilo que teria total capacidade de possuir, mesmo tendo merecida autonomia e liberdade para o mesmo.

É claro que não há mal algum alguém tomar a iniciativa de usufruir daquilo que conseguiu conquistar honestamente na vida.

Na verdade, essa é a grande motivação da maioria das pessoas, e é perfeitamente compreensível e aceitável esse comportamento.

Porém, para Barsi, esse tipo de característica aparentemente não faz sentido algum, visto que, ainda hoje, mesmo com o tamanho do patrimônio que possui, ainda vai para o “trabalho” de transporte público, nesse caso, o metrô, como faz grande maioria da população brasileira.

Para muitas pessoas, esse seria um comportamento completamente anormal se estivessem na mesma posição que se encontra esse simpático senhor atualmente.

Fica claro que, para pessoas com esse perfil, muito melhor do que gastar o seu dinheiro com bens materiais e supérfluos para atender um desejo de prazer momentâneo, é melhor poupá-lo, para depois investi-lo e vê-lo multiplicar-se ao longo do tempo.

Este investimento não é benéfico apenas para o “dono do dinheiro”. Este investimento retorna a sociedade na forma de empregos, uma infra-estrutura moderna e mais impostos.

Outro ponto que se correlaciona com essa qualidade desse senhor está no fato dele, sempre que tem oportunidade, sugerir que às pessoas não se tornem “patrocinadoras” de grandes marcas.

Para ele, a primeira coisa que a grande maioria das pessoas fazem quando ganham algum dinheiro é gastá-lo com a compra de produtos que satisfaçam seus egos.

Segundo Barsi, que tem a capacidade de administrar o seu ego nesse sentido, certamente um dia ficará rico se tomar as atitudes de investimentos corretas.

Esse é um excelente exemplo de como o valor de uma pessoa não se mede no que ela possui, e sim no que ela, de fato, é.

Paciência para investir

Barsi começou a investir e a montar sua carteira de investimentos pensando na sua aposentadoria a quase cinquenta anos atrás.

É bastante tempo.

Mas isso não significa que todo investidor tenha que esperar todo esse tempo para atingir sua independência financeira e de fato viver de seus dividendos.

Muitos conseguem atingir esse objetivo bem antes desse prazo.

O fato é que todos esses investidores, sem exceção, precisaram trabalhar e desenvolver um atributo que se chama paciência em suas vidas.

Ninguém menos que Albert Einstein teria dito certa vez que “os juros compostos são a força mais poderosa do Universo”.

Porém, para que os juros compostos mostrem toda a sua força, o tempo precisa ser levado em consideração na análise dessa abordagem.

Além disso, os reinvestimentos dos dividendos, juntamente com os aportes regulares e mensais na carteira de investimentos, fazem com que essa equação trabalhe de maneira muito mais eficiente, mostrando, no médio e longo prazo, o real poder dessa afirmação feita por Einstein.

Assim sendo, a paciência é um fator que o senhor Luiz Barsi conseguiu desenvolver muito bem ao longo de sua vida e que deveria servir de exemplo para todo investidor.

Neste artigo também comentamos sobre a importância da paciência para toda pessoa que se envolva no mercado de capitais direta ou indiretamente.

Inspiração

Luiz Barsi Filho não nasceu com seu destino premeditadamente traçado para ser um grande investidor da bolsa de valores, ele teve que desenvolver esse potencial.

Para isso, ele também se espelhou em referencias no assunto, e para isso, ele sabiamente se espelhou no maior de todos: Warren Buffett.

Warren Buffet

Warren Buffett, chairman and chief executive officer of Berkshire Hathaway Inc., smiles during an interview in New York, U.S., on Tuesday, Oct. 22, 2013. Warren Buffett and his late first wife, Susan, gave and pledged billions to each of their three children to fund charitable foundations. Howard, an Illinois farmer, picked global hunger as his target. Photographer: Scott Eells/Bloomberg via Getty Images

Dito isso, não fica difícil entender que o estilo de vida simples desenvolvido na vida de Barsi, de fato, não se manifestou à toa.

Do mesmo modo que o brasileiro, o norte americano Buffett ainda mora na mesma casa que sempre morou, ainda usa um carro usado até hoje, continua adepto do Value Investing, e ainda assim é o homem mais rico do mundo, em bolsa de valores.

Será que podemos aprender algo com isso?

É claro que sim.

É muito importante absorvermos o que têm de melhor as pessoas bem-sucedidas nas áreas em que temos interesses em atuar, e para isso, bastante dedicação e tempo devem ser investidos para que se obtenha um aprendizado sólido e aplicável em nossas vidas.

Foi isso que o Barsi fez em relação a Warren Buffett, e é isso que devemos fazer em relação aos dois.

Setores Perenes

Para o Barsi, existem setores da economia que são perenes, ou seja, a humanidade não consegue mais sobreviver sem eles.

Alguns exemplos são o setor de papel e celulose, setor bancário, geração, transmissão e distribuição de energia.

Estes serviços são essenciais para a população como um todo, e sempre continuarão sendo fundamentais para a grande maioria das pessoas.

Por isso, o Barsi mantém na carteira e indica a investidores para adquirirem posições em empresas como Klabin, Eletrobrás, Eletropaulo, Transmissão Paulista, Suzano, Ultrapar, Unipar, Eternit e Banco do Brasil.

Segundo ele, na sua visão, essas são empresas que não vão quebrar nunca, justamente devido necessidade primordial na vida de praticamente todas as pessoas.

Para quem possui um apartamento e decide viajar, ficando fora por mais de um mês, por exemplo, mesmo assim essa pessoa acaba tendo que pagar a conta de luz no final de cada período mensal.  A mesma lógica é válida para o serviço bancário.

Por isso, para o Barsi, existem alguns setores estratégicos que ele se mantém sempre atento para adquirir mais ações em momentos oportunos de baixos preços de seus papéis.

Comece pequeno e nunca pare

O Barsi costuma dizer que ações de boas empresas rendem sempre excelentes dividendos.

Assim sendo, o ideal é que o investidor comece aplicando pouco recursos nessas boas empresas, e se manter com esse hábito constantemente.

É importante também que se invista valores mensais e regulares, mas que a pessoa tenha em mente que nunca precise usá-lo, ou que não pretenda utilizá-lo no curto prazo, pelo menos.

Histórico de dividendos

Outro ponto importante que o Barsi recomenda é que o investidor assuma a responsabilidade de escolher investir em empresas que apresentem histórico de bons e constantes dividendos.

Ele complementa com o pensamento de que quem compra ações no intuito de vendê-las no futuro, pensando em lucrar com essa operação, está na verdade especulando, e não investindo.

Para ele, essa prática é muito arriscada e tende a acumular prejuízos para o investidor no curto e médio prazo.

Fuja dos produtos bancários

Luiz Barsi também aconselha aos investidores a não darem atenção a produtos oferecidos por instituições bancárias.

Como muitas das vezes esses produtos são constituídos em grande parte por renda fixa, para ele, muito dificilmente um investidor conseguirá ganhos consideráveis investindo em produtos bancários atrelados à taxa Selic, inflação ou índices do gênero.

Tão pura é essa convicção do Barsi que ele comumente se refere à renda fixa com o “apelido” sugerido por ele mesmo de “perda fixa”.

Livros

O senhor Barsi, apesar de estudar e ler bastante sobre balanços e resultados financeiros das empresas de capital aberto, confessa que não existem muitos livros bons os quais ele indicaria a leitura para investidores que o seguem, com exceção de um livro apenas: o Faça Fortuna com Ações

Segundo ele, este seria o único livro brasileiro o qual faria sentido a leitura para quem pretende se espelhar no modelo de investimentos que ele usa.

A pouco tempo atrás, escrevemos um artigo no qual comentamos e destacamos os principais pontos da estratégia comentada pelo autor, Décio Bazin -jornalista, investidor e amigo de Barsi – sobre seu modelo eficiente de investimentos em ações.

Vídeos

Muitos conteúdos em vídeo também estão disponíveis na internet sobre o senhor Luis Barsi.

É interessante que, para aqueles que desejam conhecer e aprender um pouco mais a fundo sobre esse fantástico investidor, que crie o hábito de permanecer constantemente absorvendo seus conteúdos e ensinamentos.

No canal do Youtube da Suno Research existe uma playlist na qual diversas perguntas de nossos seguidores são respondidas diretamente por Luiz Barsi, por intermédio de nosso sócio fundador, Tiago Reis.

 

Recomendamos fortemente a visualização de todos esses vídeos para um maior entendimento de sua filosofia de investimentos.

Frases

Existem algumas poucas palavras, que de tão fortes e sinceras, acabam se tornando marcantes para que admira o trabalho de pessoas que se destacam em seus setores de atuação.

Com Luiz Barsi não poderia ser diferente.

Segue algumas frases de Barsi de para investidores de valor:

“Quando entramos na bolsa, ouvimos muito a frase: O negócio é comprar na baixa e vender na alta. É a maior bobagem. ”

“A minha primeira meta era ter 100 mil ações da CESP. É importante estabelecer metas. Quando eu cheguei a ter 1 milhão de ações da CESP eu percebi que já tinha uma aposentadoria gorda. ”

“Com disciplina e paciência é impossível perder dinheiro com ações. “

“Nunca venda ações por necessidade. “

“Nunca compre ações com o dinheiro que você poderá precisar em breve. “

“Examine bem os fundamentos da empresa e conheça-a bem. Veja o histórico de dividendos, sua saúde financeira, a perspectiva daquele setor, o comprometimento do gestor. Seja chato.”

“Quem entra na Bovespa para especular nunca ficará rico. “

Conclusão

É importante, para aqueles investidores que possuem a mentalidade de se associar a grandes e promissores empreendimentos, que se estude e se entenda o funcionamento da mentalidade, dos modos, da maneira de falar, de se comportar e de agir, principalmente nos momentos críticos do mercado, dos grandes personagens que se destacam nesse cenário tão fascinante que é o mercado de capitais, com destaque para o mercado brasileiro, que ainda tem muito a crescer e se expandir.

Por isso, se espelhar em grandes e renomadas figuras atuantes nesse universo dos investimentos é de fundamental importância, pois, como é conhecido de um velho e sábio ditado popular: “Um mestre já falhou mais vezes do que um iniciante sequer tentou.”

Portanto, recomendamos que os aprendizados colhidos com este incrível senhor sejam de grande valia para todo investidor de valor que pretenda construir, assim como fez Luiz Barsi, um patrimônio sólido e vigoroso ao longo do tempo no mercado financeiro brasileiro.

Conte com nossos relatórios para tomar as melhores decisões em seus investimentos.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.