Acesso Rápido

    Dívida de curto prazo sobre Dívida Total: Descubra a sua importância

    Dívida de curto prazo sobre Dívida Total: Descubra a sua importância

    O endividamento é sempre um tema sensível e importante de se observar ao analisar o balanço patrimonial de empresas.

    Um dos indicadores que ajuda o investidor na análise deste tema é a relação dívida de curto prazo sobre dívida total.

    A dívida de curto prazo sobre dívida total entrega uma boa noção sobre a composição do endividamento da empresa.

    Este indicador demonstra o quão confortável esta a companhia em relação aos seus compromissos financeiros.

    É necessário sempre um bom controle do exigível de curto prazo por parte da gestão da companhia.

    Definindo a dívida de curto prazo sobre dívida total

    dívidaO conceito deste indicador é bastante simples. Ele mostra qual o percentual do endividamento da empresa vencerá no curto prazo, isto é, em até um ano, em relação ao endividamento total da empresa.

    Via de regra, é importante que as empresas alonguem os seus compromissos o maior tempo possível, pois isto torna a empresa confortável para prosseguir com suas operações.

    Imagine que você é dono de uma empresa e que ela possua uma dívida de R$100.000,00. E deste valor, R$ 90.000 vencerá no prazo de até um ano. Preocupante, não?

    Agora imagine que sua empresa ainda possui este mesmo valor total de dívida, no entanto, agora apenas R$ 10.000,00 tem que ser pago durante os próximos 12 meses. Sendo o restante do valor distribuído durante os próximos 20 anos.

    Agora sua empresa tem um cenário muito mais viável financeiramente para seguir com suas operações. Desta forma, a empresa pode gerar caixa durante muitos anos para pagar o seu endividamento.

    Enquanto na primeira situação sua empresa teria de gerar muito caixa em um curto espaço de tempo para poder sobreviver.

    Calculando a dívida de curto prazo sobre dívida total na prática

    Endividamento Engie
    Endividamento Engie – Release da empresa

    Vamos agora calcular este indicador na prática para fixarmos bem este conceito. Utilizaremos como exemplo a empresa ENGIE, que atua no setor de geração de energia.

    Como podemos observar na imagem acima, a empresa possui uma boa parte do seu endividamento vencendo no ano de 2018.

    A sua dívida total é de R$ 6.756,4 milhões, com R$ 3.067,00 vencendo no curto prazo. Portanto, para obter o indicador que buscamos devemos dividir a dívida de curto prazo pela dívida total da empresa:

    3.067 / 6.756,4 = 0.45. Concluímos, então, que 45% do endividamento da empresa vence no curto prazo, este patamar pode ser considerado elevado.

    No entanto, a Engie é uma empresa que atua em um setor previsível e com perfil de forte geração de caixa, que é o setor elétrico. Além disso, a empresa é bem administrada, lucrativa e possui uma forte posição de caixa. Isto torna esta situação para a Egie bastante administrável.

    Porém, se uma situação como esta, onde boa parte do endividamento vence no curto prazo, acontece com uma empresa que possui maior dificuldade em gerar caixa, a companhia corre sérios riscos de se envolver em uma situação financeira grave.

    Percentual de dívida de curto prazo da Wilson Sons

    Endividamento Wilson Sons
    Endividamento Wilson Sons – Release da empresa

    Vamos agora analisar o perfil do endividamento da Wilson Sons, uma empresa que atua no setor de serviços portuários.

    A empresa tem um endividamento total de R$355,9 milhões e deste valor R$55,10 milhões vencem no curto prazo. Calculando o índice temos que:

    55,1 / 355,9 = 0.15. Concluímos, portanto, que apenas 15% do endividamento da empresa vence no curto prazo, um patamar considerado reduzido.

    Isto deixa a empresa em uma situação muito confortável, considerando ainda que a empresa apresenta um bom patamar de lucratividade.

    Dívida de curto prazo sobre dívida total – Conclusão

    endividamentoConcluímos, então, que o indicador dívida de curto prazo / dívida total é bastante relevante para analisar a saúde do endividamento de uma companhia.

    No entanto, é importante que o indicador dívida de curto prazo sobre dívida total seja analisado em conjunto com outros fatores, como por exemplo, a capacidade da companhia de gerar caixa para honrar com seus compromissos financeiros.

     

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *