Despesas administrativas

A análise de indicadores das demonstrações financeiras de uma empresa são essenciais para entender o seu negócio. As despesas administrativas são um exemplo.

Compreender quais são as despesas administrativas de uma companhia mostra qual o real custo para ela estar em atividade.

Despesas administrativas são os gastos gerais de uma empresa que não estão ligados diretamente a produção. São exemplos gasto com conta telefônica, recepção, limpeza e departamento jurídico.

Podem-se separar as despesas de uma empresa em operacionais e administrativas. As despesas operacionais são os gastos para produzir produtos e serviços, como matérias primas. Ou seja, estão ligados a atividade fim da empresa.

Exemplo de despesas operacionais

Vejamos um exemplo de uma fábrica de roupas. Os gastos para comprar tecidos, máquinas, tintas e pagar os salários das costureiras são despesas operacionais.

Dessa forma, caso a empresa decida aumentar a sua produção terá que aumentar seus gastos administrativos e comprar mais tecidos e contratar mais costureiras.

Já as despesas administrativas são os gastos que envolvem o funcionamento da empresa de forma indireta. Ou seja, não estão ligados a produção ou ao serviço que a empresa presta.

No exemplo da fábrica de roupas, temos os gastos com limpeza, com o secretariado, com publicidade, jurídicos e executivos, para dar alguns exemplos. Se a empresa produzir 5.000 peças ou 10.000 peças em um mês, esse gasto será igual.

Dessa forma, também se encaixa como um custo fixo da empresa.

Nem sempre há uma divisão clara do que são despesas administrativas e operacionais. O custo de energia é uma delas.

Na fábrica de roupas, por exemplo, a luz gasta nas salas dos executivos e seu secretariado seriam gastos administrativos. No entanto, a luz gasta na fábrica de roupa, como nas máquinas, seriam gastos operacionais.

Dessa forma, alguns gastos podem ser considerados híbridos, já que fazem parte tanto da operação da empresa como da sua parte administrativa.

Analisando despesas administrativas

Como vimos, a característica das despesas administrativas é não estar ligada diretamente a produção. Em geral, essas despesas também são custos fixos.

Em outras palavras, mesmo que a empresa não produza nenhum item ela terá esse gasto. Ou seja, essa empresa precisa produzir um número X mínimo para cobrir esses gastos. Ou terá prejuízo em estar no mercado.

Por outro lado, quanto mais ela produzir, mais diluído será esse custo fixo diante dos custos totais da empresa.

É por isso que as despesas administrativas são o grande objetivo de corte e eficiência dos gestores. Quanto menor o custo fixo de uma empresa, menor seu custo total e principalmente mais liberdade para escolher o quanto produzir uma empresa terá.

Isso leva a um conceito importante em microeconomia que é chamado economia de escala. Quanto mais uma empresa produzir, menor é o seu custo por unidade. Logo, o aumento de sua produção a torna mais competitiva.

Dessa forma, negócios que possuem um alto custo fixo se beneficiam da alta produção por ganharem escala, tornando-se mais competitivos.

Por fim, as despesas administrativas são os gastos indiretos de uma empresa com a sua produção. Sendo, portanto, gastos que os gestores buscam cortar ou diluir com uma alta produção para ganhar lucratividade.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.