Acesso Rápido

    Cultura organizacional: por que ela é tão importante para as empresas?

    Cultura organizacional: por que ela é tão importante para as empresas?

    A cultura organizacional de uma empresa pode ser a diferença entre uma empresa de sucesso, se bem construída.

    Isso porque os valores da empresa, expressos por meio de sua cultura organizacional, têm o poder de cativar tanto seus funcionários quanto uma boa remuneração ou demais benefícios.

    O que é a cultura organizacional?

    A cultura organizacional de um empreendimento é o conjunto de valores éticos e morais que formam a conduta da empresa, bem como pelo comportamento esperada dos seus integrantes, funcionários quanto diretores.

    De suma importância para a estruturação da empresa como uma entidade capaz de organizar por si mesma, a cultura organizacional é utilizada principalmente como um parâmetro nas relações da empresa com clientes e fornecedores.

    Importância da cultura organizacional

    A cultura organizacional é um instrumento de gestão de pessoas. Por vezes, ela é vista como uma ferramenta para melhorar a produtividade. Porém, seu alcance é bem mais amplo.

    Conhecer a cultura organizacional do próprio negócio é fundamental para a contratação de pessoas que se alinhem com os princípios do empreendimento.

    Há, inclusive, uma série de testes aplicados por profissionais de recursos humanos justamente para analisar se o candidato se adequaria às expectativas da empresa.

    Além disso, a importância da cultura organizacional do empreendimento também pode ser vista no bem estar dos funcionários e demais trabalhadores do empreendimento. Este, inclusive, tem sido o diferencial para quem busca manter talentos dentro das organizações.

    Empresas de tecnologia, como Google e Facebook, por exemplo, utilizam sua cultura organizacional como atrativo para profissionais com grande potencial.

    Cultura organizacional e compliance

    Cultura Organizacional

    Uma cultura organizacional bem estruturada é fundamental para evitar casos de corrupção.

    Isso porque sem que estes limites sejam claros, nenhum programa de compliance seria de fato efetivo.

    Os especialistas nesta área salientam que tais medidas são adotadas de cima para baixo na pirâmide hierárquica.

    O que significa que, se a diretoria e os sócios não tiverem o objetivo de prevenir atos de corrupção, seus subordinados não se sentirão motivados a fazê-lo.

    Por isso, um dois pilares de uma boa cultura organizacional é o conceito popular de que “o exemplo sempre precisa vir de cima”.

    Tipos de cultura organizacional

    Há vários tipos de cultura organizacional que podem ser adotados por empresas. Há quatro principais:

    • Cultura do poder;
    • Cultura das tarefas;
    • Cultura de pessoas;
    • Cultura de papéis.

    A cultura do poder implica na grande influência de poucas pessoas. As demais atuam apenas como subordinadas, sendo a elas delegadas tarefas e atribuições. Ela é uma das mais comumente encontradas.

    Entretanto, não é conhecida por sua eficácia no tocante ao desenvolvimento de um bom relacionamento com os funcionários.

    A cultura das tarefas, por sua vez, ocorre quando a empresa forma equipes com diferentes objetivos. É comum que nestas organizações seja estipuladas metas e objetivos a serem alcançados por cada um dos grupos.

    Já a cultura de pessoas abre espaço para que funcionários apresentem suas ideias, com maior flexibilidade na hierarquia. Estas empresas são conhecidas por valorizarem seus funcionários e investirem em seu crescimento.

    Por mais que possa parecer um modelo ideal de gestão, ainda é pouco aplicado nas organizações. Em especial as de grande porte.

    Por fim, temos a cultura de papéis. Nela, também encontramos níveis hierárquicos bem estabelecidos. Porém, sua principal característica reside no fato de que cada profissional só faz aquilo que é de sua responsabilidade.

    Isto implica em um menor espírito de equipe e falta de comunicação entre os diferentes setores da empresa.

    Relação entre cultura organizacional e gestão

    Cultura Organizacional

    É importante salientar que a cultura organizacional está diretamente ligada ao tipo de liderança exercida pela empresa. Logo, ela irá variar de acordo com o gestor.

    Pode não parecer em um primeiro momento, mas este tipo de informação é importante para o investidor.

    Para facilitar este entendimento, a Suno Research oferece um Manual do Investidor, que ajuda na compreensão acerca do que precisa ser analisado antes de investir.

    Não é incomum que os funcionários de um negócio que mudou de mãos passem por um período de adequação ao novo modelo de gestão.

    Isso porque a cultura organizacional, quando bem assimilada, se torna uma prática automática, que precisará ser alterada em caso de mudanças em diretrizes base.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *