Acesso Rápido

    Certificação CFA: o que é e como tirar essa certificação?

    Certificação CFA: o que é e como tirar essa certificação?

    O CFA é conhecido por ser uma das certificações financeiras mais difíceis de serem obtidas em todo o mundo. Ela é um comprovante de amplo conhecimento sobre mercado financeiro, possibilitando ao profissional trabalhar em praticamente qualquer lugar do mundo como analista.

    Por isso, pela sua importância, credibilidade e alto nível de dificuldade, é fundamental conhecer a mais cobiçada certificação dos analistas financeiros: o CFA, ou Chartered Financial Analyst.

    O que é a Certificação CFA?

    O CFA, do inglês Chartered Financial Analyst, é uma habilitação internacional voltada aos profissionais que desejam atuar como analista financeiro e de investimentos. 

    Atualmente é considerado o certificado com o mais alto nível de reconhecimento jurídico e regulatório global de qualificações relacionadas a finanças.

    Por ser um atestado aceito em vários países, os profissionais habilitados podem prestar consultorias de investimento e trabalhar em bancos e empresas no exterior.

    Ainda, algumas outras atividades do título CFA são:

    • Trabalhar com consultoria financeira;
    • Empresas de investimentos e research;
    • Hedge;
    • Empresas de seguros;
    • Firmas de private equity.

    Para obter o título, o candidato é avaliado por um conjunto de exames aplicados pelo CFA Institute, instituto norte-americano responsável pelos testes e pela avaliação dos profissionais.

    Além disso, ao obter essa certificação, o aprovado poderá, inclusive, incluir a sigla do atestado em sua assinatura, como um verdadeiro atestado de suas capacidades e da sua proficiência em finanças.

    Guia de Economia para Investidores

    Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Como funciona a certificação CFA?

    Antes de saber como tirar o CFA, é preciso ter consciência de que é necessário ter muito estudo e conhecimento. 

    Nesse sentido, para se ter uma ideia, somente cerca de 1.200 profissionais brasileiros possuem essa certificação. 

    Em 2019,  em torno de 2.500 brasileiros se inscreveram para realizar o teste nos três níveis disponíveis.

    Já no mundo, cerca de 167.000 pessoas tinham o certificado CFA, em 164 países, em outubro de 2019.

    A prova para a certificação, dividida em três níveis, possui alto grau de complexidade. Por isso, menos de 20% dos candidatos que realizam os exames são aprovados.

    Requisitos para a prova

    Para obter a certificação CFA o candidato precisa ainda preencher outros requisitos como:

    • Diploma de bacharel (ou equivalente) ou comprovação de estar cursando o último ano do programa de bacharelado OU 4 anos de experiência de trabalho profissional na área OU ter uma combinação de quatro anos de experiência de trabalho em tempo integral e / ou educação universitária na data de inscrição para o exame de Nível I;
    • Ter um passaporte de viagem internacional válido;
    • Estar preparado para fazer os exame em inglês;
    • Se tornar membro do Instituto;
    • Assinar o código de conduta e ética através do qual assume o compromisso anual de manter e cumprir um rígido código de conduta profissional e padrões éticos. 

    De acordo com o CFA Institute, as violações do código de ética podem resultar em sanções relacionadas ao setor, suspensão do direito de usar a designação CFA ou revogação da associação.

    Vale lembrar que o título de CFA possui validade internacional, logo, por meio dele é estabelecido um padrão universal de excelência profissional. 

    Com a certificação, o CFA Institute assegura que o profissional detém conhecimento avançado em técnicas e ferramentas financeiras.

    Onde o profissional certificado pela CFA pode atuar?

    Onde o profissional certificado pela CFA pode atuar?

    O profissional certificado pela CFA  pode atuar em uma infinidade de áreas dentro do mercado financeiro.

    De fato, a certificação abre portas para atuação em setores como bancos, mercados de capitais e tecnologia, áreas que valorizam os profissionais com esse título.

    Além disso, o profissional certificado pode atuar em outros segmentos como:

    • Empresas de investimentos e research;
    • Hedge Funds;
    • Consultoria Financeira
    • Bancos e empresas internacionais como JP Morgan e Morgan Stanley
    • Companhias de seguros;
    • Empresas de Private Equity;

    Entre os países com maior número de profissionais CFA estão a China, Estados Unidos, Índia e Canadá.

    Como funciona o exame da certificação CFA?

    Como funciona o exame da certificação CFA?

    O exame foi aplicado pela primeira vez em 1963, inicialmente nos Estados Unidos e Canadá. 

    Entretanto, com o passar do tempo, tornou-se global com muitas pessoas se tornando titulares de certificação em toda a Europa, Ásia e Austrália. 

    Em 2003, menos da metade dos candidatos ao programa estavam localizados nos Estados Unidos e Canadá, com a maioria dos outros candidatos espalhados pela Ásia e Europa.

    Apesar dessa expansão pelo mundo, a verdade é que passar no exame de certificação CFA não é tarefa fácil.

    O candidato precisa ser aprovado nos três níveis da prova CFA (nível I, nível II e nível III) que é realizada totalmente em inglês.

    Cada um dos níveis envolve seis horas de prova e acontece em junho, sendo que o teste nível I é aplicado também em dezembro. 

    Assim, o candidato leva pelo menos 18 meses somente para concluir o ciclo de avaliações (considerando que ele será aprovado de primeira).

    No Brasil, essas avaliações acontecem em São Paulo e no Rio de Janeiro.

    É importante ressaltar que o candidato deve passar sequencialmente nos níveis, ou seja, não pode pular nenhum nível ou receber parcialmente o título de Chartered Financial Analyst. 

    Logo, a aprovação em todos os três níveis é necessária.

    Minicurso: Valuation e Precificação de Ativos

    Inscreva-se no nosso minicurso gratuito de Valuation e aprenda os principais conceitos sobre como avaliar ativos e empresas do jeito certo!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Critérios de avaliação do CFA

    Infelizmente, os critérios de avaliação do exame não são muito claros. 

    Para o CFA Institute, o profissional deve obter uma pontuação mínima para passar. Contudo, não é explicado o que seria exatamente esta pontuação mínima.

    Ela, na verdade, varia ano a ano de acordo com a dificuldade dos testes aplicados e com os níveis de aprovação nos exames. 

    Para se ter uma ideia, no nível I o índice de aprovação é de 43%,  enquanto o nível II tem taxa de aprovação de 45% e o nível III, 56%.

    A boa notícia é que, diferentemente de outras certificações financeiras, o CFA não tem prazo de validade, é vitalício. 

    Logo, uma vez com a certificação em mãos, o aprovado não precisará mais se preocupar em renová-lo.

    Custo da CFA

    O preço da CFA varia em função da data em que o candidato se registra, com desconto para o candidato que se registrar antecipadamente.

    Dessa forma, a taxa de cada exame, paga com 8 meses de antecedência custa US$ 650,00. Já para quem se inscreve com 4 meses de antecedência paga US$ 950,00 por prova. 

    Por fim, com 3 meses de antecedência, o valor do exame custa US$ 1.380,00.

    Além disso, em adicional ao custo do exame, há uma taxa de inscrição na CFA de US$ 450,00.

    Essa taxa é cobrada pelo CFA Institute apenas uma vez, quando o candidato se registra para o primeiro exame.

    Vale lembrar ainda que existe custo para ser detentor do título de Chartered Financial Analyst, pago por ano, que é de US$ 350.

    Qual o conteúdo do exame de certificação CFA?

    Qual o conteúdo do exame de certificação CFA?

    Todo o conteúdo da certificação é cobrado em três etapas: o CFA Level I, o CFA Level II e o CFA Level III.

    Como o exame CFA é separado em três níveis, é importante detalhar melhor qual o conteúdo cobrado e a estrutura de cada um dos testes.

    CFA Level I

    No CFA Level I, o Instituto espera que o candidato prove o conhecimento em questões relacionadas a investimentos, bem como nos padrões éticos e profissionais, entre outros.

    O exame cobre as 10 áreas relacionada abaixo, com pesos e estrutura de questões diferentes conforme o nível.

    No CFA Level I, o peso dos exames corresponde ao que segue:

    TópicosPeso do Exame
    Padrões Éticos e Profissionais
    15-20%
    Métodos Quantitativos
    8-12%
    Economia
    8-12%
    Relatórios e análises financeiras
    13-17%
    Finanças corporativas
    8-12%
    Investimentos de capital
    10-12%
    Renda Fixa
    10-12%
    Derivativos5-8%
    Investimentos alternativos
    5-8%
    Gestão de portfólio
    5-8%

    Neste nível, os candidatos fazem duas provas de 120 questões – 240 no total. Sendo assim, uma prova acontece na parte da manhã, e a outra na parte da tarde (assim como nos outros níveis). Cada uma delas possui 3 horas de duração.

    Além disso, as questões são fechadas, de múltipla escolha, e cada uma possui 3 alternativas (A, B e C). 

    Ainda, outra informação importante, é que os resultados dos exames do nível I normalmente são divulgados em até 60 dias corridos a contar da aplicação da prova.

    CFA Level II

    De maneira oposta ao teste do primeiro nível, o CFA Level II aborda questões mais analíticas e complexas. 

    Dessa forma, é dado um destaque maior para temas como análise de investimentos, relatórios financeiros e valorização de ativos.

    Nesse nível, ao invés de questões de múltipla escolha isoladas, o instituto costuma cobrar casos de investimento e finanças, juntamente com questões (fechadas) referentes ao caso.

    Ao todo são 20 conjuntos de itens ou mini-casos, sendo 10 pela manhã e o restante na sessão vespertina.

    Ainda, o CFA Institute destaca que as questões de análise de relatórios financeiros são baseadas no IRFS, o conjunto de normas internacionais que ditam a forma das demonstrações de informações contábeis.

    Assim como em todos os outros níveis, não há penalidade por erro em questões da prova. Por isso, o Instituto recomenda que os candidatos não deixem questões em branco.

    E-book: Investir em Fundos de Investimento

    Baixe gratuitamente nosso ebook aprenda como escolher e investir nos melhores Fundos de Investimento do mercado.

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    CFA Level III

    No CFA nível III, último nível da certificação, todo conteúdo das outras provas estão sujeitos a serem cobrados. 

    Então, diferença está na presença de questões discursivas, demandando do candidato também uma boa redação e argumentação em inglês.

    Pela manhã é aplicado entre 8 a 12 questões discursivas enquanto na parte da tarde são 10 conjuntos de itens com 6 perguntas de escolha múltipla em cada.

    O Instituto destaca que cada questão discursiva é dividida em duas ou mais partes. Normalmente elas são baseadas em um mesmo caso. 

    O candidato, no Level III, pode ser avaliado em questões sobre, por exemplo, retorno de investimento e análise de riscos.

    Como se preparar para a prova da certificação CFA?

    Como se preparar para a prova da certificação ?

    A prova para a certificação CFA, por ser considerada de alto nível, exige extrema dedicação e comprometimento. 

    Por conta disso, é preciso muita persistência e disciplina para conseguir esse tipo de reconhecimento no mercado. 

    Após se inscrever no site do CFA institute, o candidato receberá em casa um pacote com todos os livros (no total cerca de 8 para cada nível) para estudar o conteúdo programático.

    Como é fácil perceber, o caminho é longo e por isso separamos algumas dicas que vão auxiliar na preparação para a prova:

    1. Planejamento

    Em primeiro lugar, a sugestão é que você crie um cronograma de estudos realista, levando em consideração o tempo disponível e o quanto falta para realizar a prova.

    Vale lembrar que quanto antes começar, maiores serão as chances de dominar o conteúdo e tirar todas as dúvidas sobre a prova. 

    Fora que você conseguirá estudar com mais calma e em um ritmo menos agitado.

    Segundo dados do CFA Institute, a média de candidatos aprovados relatou ter gasto cerca de 300 horas estudando para cada Nível.

    Por isso, para passar nas provas o recomendado é se dedicar no mínimo por quatro horas, todos os dias, para dar conta de todos os conteúdos do exame.

    2. Comece pelo mais difícil

    É natural que no começo dos estudos a disposição seja maior, então aproveite para terminar os assuntos que forem mais desafiadores para você.

    Assim, conforme for evoluindo nos estudos, o conteúdo vai ficando cada vez mais fácil de assimilar, gerando menos desgaste para você.

    Faça simulados e revisões

    Os simulados possibilitam que o candidato teste seus conhecimentos de forma ampla e integral. 

    Além disso, ajuda a fixar melhor o conteúdo e identificar onde estão os gargalos que precisam ser melhorados.

    Esse tipo de preparação ajuda a reduzir a ansiedade e aumentar a confiança na hora do teste, já que familiariza o candidato com o exame.

    Outra dica importante é revisar continuamente a matéria. Isso porque com o passar do tempo, a quantidade de informações só cresce e fica cada vez mais difícil absorver toda a matéria.

    Logo, revisar o conteúdo em intervalos regulares tende a ampliar a chance de fixar os seus conhecimentos e ajudar a lembrar de tudo o que você estudou.

    Não se esqueça de trabalhar

    Vale lembrar que estudar não é o suficiente para passar na prova.

    Isso porque o CFA exige, no mínimo, quatro anos de experiência profissional na área financeira (antes, durante ou depois dos exames).

    Não desista

    É importante ter em mente que conseguir a certificação CFA é um objetivo para o longo prazo. 

    Em média, candidatos bem sucedidos levam 4 anos para conseguir o certificado.

    Dessa forma, toda uma jornada precisa ser percorrida até atingir o objetivo, sendo que no meio do caminho o candidato precisa descobrir pontos fortes e fracos que precisam ser aperfeiçoados.

    Essa autoavaliação é fundamental para compreender em que onde você está bloqueado e quais são os obstáculos que prejudicam o seu rendimento.

    E-book: 10 livros que todo investidor deveria ler

    Conheça os 10 livros de investimentos e finanças mais importantes e amplie seus conhecimentos como investidor!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Vale a pena tirar a certificação CFA?

    O título de Chartered Financial Analyst não é, necessariamente, exigido por empresas no Brasil. 

    Contudo, para aqueles profissionais que pretendem se destacar no mercado financeiro ou que possuem a intenção de trabalharem no exterior, possuir a certificação pode ser um diferencial relevante.

    Isso porque a certificação CFA foi criada para consolidar uma base fundada em análise avançada de investimentos e gerenciamento de portfólio. Sem deixar de lado a ênfase na prática ética.

    Em outras palavras, ela é um reconhecimento instantâneo de credibilidade no mercado.

    Desse modo, profissionais que possuem a certificação conseguem um destaque enorme no mercado financeiro, saindo na frente em qualquer seleção.

    Nesse sentido, obter o CFA pode valer mais do que, por exemplo, possuir um MBA na área de finanças. Por isso, para alguns profissionais, pode ser que fazer o exame valha muito a pena.

    Além disso, a remuneração de quem possui o CFA pode ser outro grande motivador. Em média, quem possui a certificação ganha em torno de 15% a 20% a mais do que quem não possui, para o mesmo cargo.

    Adicionalmente, quem vira membro do CFA Society, voltado para o networking da instituição, tem a seu alcance um quadro de vagas exclusivo e acesso a eventos exclusivos com personalidades importantes do mercado.

    O fato de ter aceitação global, permite ainda que os profissionais tenham mais oportunidades de trabalho ao participar de processos seletivos de bancos e outras instituições financeiras em outros países.

    Por tudo isso, é possível concluir que o CFA é a certificação mais valiosa de todo o mercado financeiro, já que que a mesma desperta a atenção dos empregadores e abre portas no mundo inteiro.

    Perguntas Frequentes sobre CFA
    A certificação CFA (Chartered Financial Analyst) é uma habilitação internacional que pode ser feita por qualquer interessado em trabalhar no mercado financeiro desde que tenha 4 anos de experiência profissional na área.
    Existem hoje no Brasil cerca de 1.200 profissionais com a certificação do CFA. Os números do Brasil são muito baixos quando comparado com países como China (65 mil pessoas), Estados Unidos (59 mil), Índia (22 mil) e Canadá (20 mil).
    Para conseguir a certificação CFA, o candidato precisa passar por três etapas: Passar nos três níveis do exame CFA; Comprovar 4 anos de experiência profissional na área e assinar o termo de conduta profissional.
    O salário inicial médio do profissional com CFA é de $ 83.000, de acordo com relatórios recentes.
    Os custos variam conforme a antecedência com que a taxa de inscrição é paga. Desse modo, taxa do exame paga com 8 meses de antecedência (por prova) US$ 650. 
    Taxa paga com 4 meses de antecedência (por prova) US$ 950. Taxa paga com 3 meses de antecedência ( por prova) US$ 1380. 
    Além da taxa de inscrição, o detentor do título de CFA precisa pagar uma taxa anual de US$ 350.
    Selecionamos 5 relatórios de nossas assinaturas pagas e você pode ter acesso agora mesmo gratuitamente! Preencha o formulário e receba em seu email!
    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    17 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Daniel 11 de julho de 2019

      Tiago, excelente artigo, gostei bastante.
      Tem como você fazer algumas recomendações de livros para estudo desta certificação?

      Agradeço sua atenção!
      Forte abraços
      Parabéns pela sua contribuição na sociedade, sempre nos ensinando sobre mundo dos investimentos.

      Responder
    • luiz 20 de julho de 2019

      Excelente analise.
      Se pudesse transmitir alguns matériais preparatórios

      Responder
    • Italo 26 de novembro de 2019

      Uma dúvida. Um bacharel e licenciado em História, pode cursar um MBA em finanças ou obter a certificação Chartered Financial Analyst?

      Obrigado

      Responder
      • Suno Research 26 de novembro de 2019

        Oi Italo, pode sim

        Responder
    • Anderson Milagres 28 de novembro de 2019

      Quem sabe um dia faço… Até o momento tô só com minha CPA-20 mesmo. RSRSRS

      Responder
    • Raul Alves de Oliveira 24 de dezembro de 2019

      Gostaria de saber se posso fazer esse exame sendo bacharel em engenharia.

      Responder
      • Suno Research 9 de janeiro de 2020

        Pode sim!

        Responder
    • Davi Paroque 29 de maio de 2020

      Posso obter a certificação Chartered Financial Analyst sem experiencia profissional comprovada?

      Responder
      • RICARDO 6 de junho de 2020

        Amigo, tenho a mesma dúvida…

        Responder
    • Matheus Dutra 1 de julho de 2020

      Qual o tempo de expiração do certificado ?

      Responder
      • Suno Research 1 de julho de 2020

        Bom dia
        A certificação é vitalícia.No entanto, caso haja falta de aderimento as normas de ética, pode ser revogada.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Rodrigo 21 de agosto de 2020

      Trabalhar Na area de finanças (capex) de um grande banco conta como a experiencia profissional requerida?

      Responder
      • Suno Research 21 de agosto de 2020

        Olá, Rodrigo! Tudo certo?
        Sim, porém você deve ter recursos suficientes para provar esses 48 meses de experiência profissional. Sugerimos a leitura do regulamento da prova para mais informações.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • João 19 de outubro de 2020

      Estágio em uma corretora de investimentos conta como o tempo de mercado obrigatorio?

      Responder
      • Suno Research 20 de outubro de 2020

        Olá, João! Tudo bem?
        Por ser uma dúvida muito específica, sugerimos que procure o regulamento do CFA pra sanar suas dúvidas.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Gustavo 2 de novembro de 2020

      Trabalhar na área de finanças em multinacional conta como experiência para o CFA?

      Responder
      • Suno Research 3 de novembro de 2020

        Olá, Gustavo! Tudo bem?
        Conta sim. Sugerimos que procure pelo regulamento para tirar maiores dúvidas.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder