Acesso Rápido

    BPO: entenda o que é Business Process Outsourcing e como ele é utilizado

    BPO: entenda o que é Business Process Outsourcing e como ele é utilizado

    Manter os diversos setores de uma empresa funcionando é um processo dispendioso. Por isso, muitas companhias têm optado pelo BPO.

    A ideia do BPO é tornar as operações menos custosas, mas sem a perda da qualidade do serviço e aumentando seu lucro bruto.

    O que é o BPO (Business Process Outsourcing)?

    BPO é a sigla para o termo em inglês “Business Process Outsourcing”, que traduzido significa “terceirização de processos de negócios”. A prática visa tornar determinadas áreas da empresa, que não sejam sua atividade-fim, mais produtivas e ainda conseguir focar no core business.

    A prática tem se tornado cada vez mais comum no mundo todo, até por uma questão de competitividade. Afinal, um dos intuitos é melhorar a produtividade de determinados setores dentro da organização.

    Quanto mais produtivo e assertivo, maior o retorno financeiro. Assim, muitas empresas optam por focar no que realmente interessa, que é o produto ou serviço principal do negócio.

    O BPO como ferramenta para otimizar processos

    BPO

    Por mais que o BPO seja uma forma de terceirização, há diferenças entre as duas práticas.

    Quando o tema é terceirização logo se pensa em áreas como limpeza e telefonia, por exemplo. Estas são atividades que, em geral, não demandam uma grande especialização dos profissionais. Porém, é preciso um volume considerado de mão de obra para que o trabalho seja desempenhado.

    Por isso, as empresas optam por terceirizá-las, em geral, para reduzir seus gastos. Entretanto, quando o tema é BPO, o que se busca é um atendimento especializado, com grande conhecimento específico. Mas também com redução de gastos.

    Desta forma, O BPO é focado em atividades importantes para a empresa, mas que não sejam seu produto principal. Com essa troca de informações, é possível ter novas ideias e pontos de vista, que beneficiarão a empresa.

    Assim, o BPO costuma ser utilizado em atividades administrativas e financeiras.

    BPO e o Outsourcing Financeiro

    O BPO financeiro é a delegação de atividades antes realizadas internamente para terceiros.

    Esta prática é bastante comum em determinados setores, como a Contabilidade.

    A terceirização pode ser total ou parcial.

    Tanto é que a maioria das pequenas e médias empresas contrata um escritório de Contabilidade para administrar a folha de pagamento do negócio.

    Ou mesmo para fazer toda a parte fiscal do empreendimento, pagando os impostos devidamente e entregando as obrigações acessórias exigidas pelo governo.

    Além disso, com o BPO também é possível terceirizar:

    Além disso, por meio do BPO é possível obter consultorias e análises estratégicas das finanças das empresas.

    O acompanhamento das finanças da empresa é diário, os dados repassados são mais claros e otimizados.

    Assim, é possível descobrir problemas na gestão das suas finanças, como gastos desnecessários, por exemplo.

    Esta terceirização contábil costuma estar atrelada a novas tecnologias, que facilitam a vida do empreendedor.

    BPO e softwares

    É bastante comum que o BPO leve uma nova tecnologia para as empresas. Isso porque há diversos softwares que otimizam processos e tornam a troca de informações mais dinâmicas.

    Até porque, especialmente na Contabilidade, algumas informações precisam ser repassadas diariamente.

    O que fica bem mais fácil se for feito eletronicamente e em um formato que facilite a lida com estes dados.

    Para compreender melhor o impacto da Contabilidade nas empresas e nos investimentos, a Suno Research oferece um curso sobre o tema.

    Assim, a função do BPO ficará mais clara e palpável.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *