Acesso Rápido

    Bonds: entenda o que são os títulos de renda fixa no exterior

    Bonds: entenda o que são os títulos de renda fixa no exterior

    Você já deve ter ouvido falar de bonds, mas, mesmo no setor de investimentos, nem todo mundo sabe para quê eles servem. No Brasil, esses títulos são chamados de debêntures.

    Curioso para saber o que são bonds?

    Eles são os títulos de renda fixa no exterior. São emitidos por empresas ou países para arrecadar dinheiro no mercado para financiar projetos ou atividades em troca de juros aos investidores.

    Em geral, são ativos em dólar ou na moeda local do emissor do bond.

    No mercado financeiro os bonds mais famosos são os americanos, os títulos públicos dos Estados Unidos. Também são conhecidos como U.S Treasury bonds.

    Dessa forma, por serem considerados os melhores pagadores do mundo e terem, portanto, o melhor risco de crédito, os bonds americanos são a base de comparação com os títulos de outros países e mesmo com os títulos emitidos por empresas.

    Dessa forma, quando os juros dos títulos americanos sobem, a tendência é que os de outros países subam também.

    Muitas multinacionais emitem esses títulos para arrecadar no mercado internacional em dólar. No Brasil, são comuns os bonds da Petrobras e da Vale.

    Características dos Bonds

    Como todo título, os bonds possuem uma data de vencimento, chamados de coupon rates. É a data em que o investidor, também chamado de credor, recebe o valor investido no título mais os juros.

    O valor dos juros dependerá da nota de crédito do título. Quanto melhor a qualidade do crédito, menores são os juros pagos e o risco de calote para o investidor.

    Os bonds possuem um valor de face, que é o montante recebido pelo investidor na data do vencimento do título. E possuem um valor de compra, que é o valor pago pelo investidor na emissão ou no mercado secundário.

    A diferença entre o valor de compra e o valor de face do título é a rentabilidade que o investidor terá com o ativo. Assim, títulos com essa rentabilidade são chamados pré-fixados.

    Por exemplo, se o título tem o valor de face de 1000 reais, valor de compra de 900 reais e vencimento de um ano, o investidor está recebendo 11,11% de juros nesse período.

    Assim, igualmente como ocorre com os títulos públicos no Brasil.

    Já outros têm rentabilidade atrelada aos juros. Subindo ou descendo de acordo com a variação de juros no país emissor. Esses, portanto, são considerados títulos pós-fixados.

    Diferentemente do Brasil, nos países desenvolvidos os juros são simples e não compostos.

    Esses títulos podem ser negociados em bolsas ou em mercado de balcão. Alguns possuem um mercado secundário muito ativo e outros possuem pouca liquidez.

    Tipos de Bonds

    Existem diferentes tipos de bonds:

    • coupon, que pagam juros semestralmente ou anualmente
    • zero-coupon, que apenas remuneram o investidor no vencimento.
    • convertible, como são chamados os corporate bonds que possuem uma opção de conversão do título em ação da empresa.

    Há ainda os que possuem a opção de serem recomprados pela empresa antes do vencimento, chamados Callable, e em geral possuem um prêmio por essa vantagem dada a empresa.

    Já outros bonds têm a opção de venda obrigatória para a empresa, chamados Putable, dando mais segurança aos credores caso queiram vender os títulos em momentos de dificuldade.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    4 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • […] de dezembro de 2019, informa que a China tem comprado 1 trilhão e setenta milhões de dólares em Bonds americanos, ou seja a China tem, ou tinha a dívida Americana em mãos, e é o maior credor dos EUA […]

      Responder
    • André Rodrigues 7 de maio de 2020

      Excelente artigo! Obrigado!

      Responder
    • Lineu Amaro Rodrigues 25 de junho de 2020

      Tiago por favor me esclarece um ponto. O corporate bond é o equivalente aos nossos debentures de empresas?

      Responder
      • Suno Research 26 de junho de 2020

        Bom dia
        Então, os “bonds” são equivalentes aos nossos títulos de renda fixa e que pode vir a ser um debênture.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder