bndespar

De modo geral, o BNDES é o principal instrumento do governo para fomentar a iniciativa privada nacional, através de empréstimos e financiamentos de médio e longo prazo. Dentro desse contexto, o BNDESPar seria o braço financeiro do banco que atua diretamente no mercado de capitais.

Por ser administrado diretamente pelo governo, o BNDESPar é uma fonte constante de diversas polêmicas e controvérsias. Muitos defendem que a instituição utiliza recursos públicos para beneficiar diretamente algumas empresas, o que fugiria do objetivo principal do BNDES – que é ser um banco de desenvolvimento econômico.

O que é o BNDESPar?

O BNDES Participações S.A., também conhecido como BNDESPar, é uma holding ligada ao BNDES que investe diretamente em empresas, através da compra de ações, títulos e participações societárias.

Ou seja, na prática, a instituição funciona como uma espécie de “fundo de investimento” do governo, por capitalizar, de forma direta, as empresas onde o BNDES quer investir – mantendo, dessa forma uma participação no quadro acionário das mesmas.

Criado em 1974, o BNDESPar é uma das três subsidiárias integrais do BNDES. Logo, juntamente com o FINAME e o BNDES PLC, o BNDESPar forma o chamado Sistema BNDES.

Qual o objetivo do BNDESPar?

Segundo o estatuto da instituição, o BNDESPar tem por objeto social:

  • Realizar operações para capitalizar empreendimentos privados, seguindo a política de investimento do BNDES;
  • Apoiar empresas e projetos que tenham de eficiência econômica e gerencial, mas desde que as mesmas apresentem perspectivas adequadas de retorno para o investimento – observando os riscos, os prazos e a natureza da sua atividade;
  • Apoiar o desenvolvimento de empreendimentos tecnológicos e inovadores.
  • Fortalecer o mercado de capitais, através do acréscimo de oferta de valores mobiliários e da democratização no capital das empresas;
  • Administrar carteira de valores mobiliários com os investimentos realizados.

Ou seja, dessa forma, o BNDESPar investiria e administraria as participações das empresas detidas pelo banco, com a missão de apoiar e capitalizar determinadas companhias e estimular o mercado de capitais como um todo.

Como o BNDESPar atua?

A atuação do BNDESPar se dá principalmente pela compra de títulos e participações em empresas de grande porte, adquirindo ações ou debêntures conversíveis das mesmas. Porém, com exceção das empresas públicas, a participação da instituição se limita apenas a uma posição minoritária no capital dessas empresas

Porém, o investimento do BNDESPar pode ocorrer tanto em empresas de capital aberto quanto fechado, independentemente do seu porte. Desde 1991, por exemplo, a instituição desenvolve operações voltadas para as pequenas e médias empresas brasileiras com base tecnológica.

Além disso, a holding também atua na organização de fundos de investimento em participações, os FIPs. Dessa forma, o BNDESPar também realizar estruturação de fundos de investimento em empresas emergentes, com a participação de investidores nacionais e internacionais.

Principais empresas investidas pelo BNDESPar

Atualmente, as principais empresas onde BNDEPar possui participação são as seguintes:

  • Fibria Celulose (29,08%);
  • Petrobrás (24,84%, em conjunto com o BNDES);
  • Eletropaulo (18%);
  • Embraer (5,3%);
  • Eletrobras (18,7%);
  • Light (9,39%);
  • Odebrecht Transport (10,6%);
  • Vale (7,6%);
  • Totvs (4%);
  • JBS (21%);
  • Marfrig (33%);
  • Bombril (10,61%);
  • Rumo Ferrovias (7,93%);
  • Suzano Papel e Celulose (6,86%);
  • Coteminas (6,27%);
  • Oi S.A. (4,63%).

De onde vêm os recursos aplicados pelo BNDESPar?

Oficialmente, a BNDESPar funciona com recursos vindos diretamente de empréstimos do BNDES. Ou seja, a holding toma dinheiro emprestado do próprio banco para realizar suas operações de compra no mercado financeiro.

Porém, em termos contábeis e patrimoniais, essa tomada de recursos via empréstimo não faz diferença – já que o próprio BNDES é controlador integral do BNDESPar. Por isso, considera-se que o funding do BNDESPar é feito diretamente com os recursos públicos do BNDES.

O BNDESPar também realiza captações privadas, mas essas são mínimas em relação ao montante total repassado pelo banco. Além disso, é importante lembrar que as ações da instituição não são negociadas na Bolsa de Valores. Logo, a própria holding não tem liquidez para captar recursos no mercado.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.