bem substituto
Por: Tiago Reis

Bem substituto: Aprenda (COM EXEMPLOS) o conceito desses bens

Você sabe o que é um bem substituto?

O conceito de bem substituo é um tema importante do estudo da microeconomia e permite previsões sobre o comportamento de preços e da demanda por determinados bens.

O que são bens substitutos?

Os bens substitutos são bens que competem entre si pelo mesmo consumidor, sendo que, em um mercado competitivo, o consumidor irá optar por consumir o bem A ou o bem B, mas nunca os dois ao mesmo tempo.

Exemplos de bem substituto

exemplo de bem substituto

O exemplo de bem substituto mais comum é a carne bovina e a carne de frango. Esses bens tanto são substitutos que uma alteração no preço de um deles tende a influenciar a demanda pelo outro bem, como será visto a seguir.

Outro exemplo muito comum apresentado de bens substitutos é a manteiga e margarina.

Consequências dos bens substitutos

Os bens substitutos geram consequências na economia que permitem às pessoas prever comportamentos de preços e demanda.

Suponha, por exemplo, que a carne bovina tenha um súbito aumento de preço.

As pessoas, portanto, irão buscar alternativas a este bem. Sabe-se que a carne de frango é um bem substituto em relação à carne bovina.

Dessa forma, um aumento de preço na carne bovina fará com que se tenha um aumento da demanda por carne de frango. Pois este último terá se tornado mais atrativo para compra em relação ao primeiro.

É possível fazer o exercício da consequência de um bem substituto também para as reduções de preços.

Suponha, agora, que o preço da carne bovina tenha reduzido. Isto fará, pela lei da oferta e da demanda, com que a demanda por este bem aumente.

Como a demanda por este bem vai aumentar, a demanda pelo seu substituto, a carne de frango, irá se reduzir.

Obviamente que esses são exemplos hipotéticos e simplificados. Mas, muitas vezes, o conceito de bem substituto é utilizado para prover mudanças na economia.

Por exemplo, Governos de diversos países tem estimulado o uso de energia limpa ao tornar a exploração das fontes de energias poluentes mais caras, cobrando valores maiores por concessões.

Com o aumento do preço da energia poluente, a sua alternativa – a energia limpa – se torna mais atrativa e pode ser empregada de forma mais ampla.

Bens complementares

Os bens complementares, como foi destacado anteriormente, são o exato oposto de um bem substituto.

Portanto, eles são comumente adquiridos em conjunto.

Pense, por exemplo, em gasolina e um automóvel. As pessoas que andam de carro adquiram ambos os bens ao mesmo tempo. Afinal, esses bens separados não possuem função alguma.

Assim como no caso dos bens substitutos, a constatação dos bens complementares também foi importante para tirar conclusões acerca de comportamentos na economia.

Por exemplo, o que aconteceria com a demanda por carros caso o preço da gasolina se eleve bastante?

Por serem bens complementares é intuitivo pensar que a demanda por carros irá se reduzir. Afinal, ficará mais caro e menos atrativo possuir um carro.

Portanto, as pessoas podem passar a buscar por alternativas, como utilizar o metrô, aplicativos de carona ou meios de transporte alternativo.

Dessa forma, é possível concluir com um aumento de preço de um bem ira reduzir a demanda pelo seu complementar. Caso que é o oposto do que ocorre com o bem substituto.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Paulo R. Nascimento 30 de agosto de 2019

    Existe uma exceção – paradoxo de Giffen ou bem de Giffen ; Em uma comunidade inglesa muito pobre
    no século XVIII, as pessoas consumiam grande quantidade de batatas, e ocorreu uma queda nos preços do produto.Com a queda consequentemente aumentou o poder aquisitivo da população, e as pessoas, em vez de consumir mais batatas, de que já estão enfastiadas, reduziram o seu consumo, demandando outros produtos (carne etc..) – ou seja a queda do preço da batata, levou a queda do consumo de batatas, o que contraria a lei da demanda !

    Responder
  • Eduardo Oliveira 5 de junho de 2020

    muito bom, me ajudou a entender mais sobre demanda!

    Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

207 artigos
Ações

FIIs

56 artigos
FIIs
accounting (1)

Minicurso Gratuito

Contabilidade Para investidores

Aprenda os principais conceitos sobre contabilidade que todo investidor precisa saber!

Group 285

NÃO VÁ EMBORA AINDA..

O portal que vai te ajudar a começar
a investir.

Todos os conteúdos gratuitos 
da Suno em um só lugar!