Por: Tiago Reis

A Performance dos Investimentos

O mercado, atualmente, é extremamente preocupado com o preço dos ativos. Investidores institucionais e amadores medem suas performances baseados neste indicador, que diz muito pouco sobre o verdadeiro valor dos investimentos.

Em nossos textos, defendemos extensivamente o investimento em valor. Tal filosofia parte do princípio de que os preços dos ativos financeiros, muitas vezes, divergem do valor intrínseco.

Warren Buffett diz que, se os preços das ações podem ser influenciados por pessoas que tomam decisões com base em emoções, pessoas gananciosas, depressivas e outros agentes de mercado, é muito difícil argumentar que o mercado sempre precifica os ativos de maneira racional.

Deste modo, para manter a racionalidade, você não deve medir a performance de seus investimentos baseando-se apenas na cotação dos ativos. A performance baseada em preço apresenta uma série de problemas, pois reflete as expectativas do mercado e não o desenvolvimento das empresas por trás das ações.

Aprenda como analisar uma ação

Vamos a um exemplo para melhor compreensão. Imagine que você possui uma empresa de calçados. Em 2017, sua companhia apresentou lucro líquido de cem mil reais, 20% maior do que o lucro apresentado em 2016.

Ao final de 2017, um investidor lhe fez uma proposta para adquirir sua empresa. Ele estava disposto a pagar um milhão de reais pela companhia. Você recusou a oferta, pois acredita que o valor da empresa é superior ao valor ofertado.

Um ano depois, ao final de 2018, quando estava analisando seus resultados, percebeu um crescimento de 40% nos lucros, que passaram de cem mil para cento e quarenta mil reais.

O ano foi excelente para a companhia, que conseguiu expandir sua operação ganhando eficiência em gestão e vendas, o que reduziu os custos e ampliou as margens de lucro.

Ao final de 2018, outro investidor lhe apresenta uma proposta para adquirir sua empresa. O número final ofertado é de novecentos mil reais, 10% inferior à proposta que recebera um ano antes.

Neste caso, como você mediria a performance de seus investimentos? Baseado apenas no preço, seu investimento caiu 10%. Entretanto, como dono da empresa, sabendo do avanço operacional, crescimento dos lucros e ganhos de eficiência, dificilmente você acreditaria que seu investimento vale menos do que valia um ano antes.

Este mesmo problema existe no mercado de ações. Segundo um estudo retirado do livro The Warren Buffett Portfolio: Mastering the Power of the Focus Investment Strategy, escrito por Robert G. Hagstrom, a correlação da variação do preço com a variação dos resultados da empresa é muito pequena no curto prazo.

Para as 1.200 empresas analisadas, quando consideramos um horizonte de apenas três anos, a correlação do preço com os resultados da empresa se manteve em um intervalo de 13,1% a 36%. Isso significa que o movimento dos preços pode ser explicado pelo desempenho da empresa em poucos casos.

Conforme ampliamos o horizonte de investimento, a correlação também aumenta. Em um horizonte de dez anos, a correlação atingiu a marca de 69,5%.

Fica claro, portanto, que a medida de performance baseada em preço não reflete integralmente o desempenho de seus investimentos.

Temos que ter em mente que o desempenho das empresas é muito mais relevante do que o desempenho da cotação da ação, uma vez que as expectativas do mercado perdem relevância no longo prazo.

Obviamente, o preço é relevante, pois, no longo prazo, o preço tende ao valor. Entretanto, a performance diária, mensal, trimestral ou até mesmo anual do preço frequentemente não está relacionada com o desempenho da empresa.

Quanto a isso, Buffett afirma que “a velocidade em que o sucesso de uma empresa é reconhecido não é importante desde que o valor intrínseco da companhia cresça em ritmo satisfatório.”

Deste modo, podemos concluir que a melhor maneira de analisar a performance dos investimentos para um indivíduo que segue a filosofia de investimento em valor é através da evolução do valor intrínseco de seu portfólio.

Portanto, o investidor deve estudar as empresas de forma a compreender a evolução no desempenho através de uma cuidadosa análise de lucros, margens, receitas e outras métricas importantes.

5 amostras gratuitas para você conhecer a Suno!
Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

181 artigos
Ações

FIIs

48 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Manual do Investidor

Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos na Bolsa de Valores