Sergio Rial

  • Nome Completo: Sergio Agapito Lires Rial
  • Data de Nascimento: 28/07/1960
  • Local de Nascimento: Rio de Janeiro, Brasil
  • Idade: 57
  • Nacionalidade: Brasileiro
  • Formação: Economista
  • Ocupação: CEO do Santander Brasil
  • Conhecido como: Sergio Rial
  • Site Oficial: https://www.santander.com.br/
  • Redes Sociais:

Quem é Sergio Rial

Sergio Rial é CEO do banco Santander no Brasil desde 2016. O executivo também foi líder da empresa de alimentos, Marfrig, cargo que ocupou de 2014 até 2015. Desde 2017, Sergio é presidente da Confederação Nacional das Instituições Financeiras – CNF.

Sergio Rial tem como um dos principais objetivos manter a margem de lucro da instituição financeira alta. Em 2017, o Santander foi o banco do Brasil que apresentou os maiores números no quesito.

O executivo é formado em direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Rial também tem especialização em economia pela Universidade Gama Filho.

Sua carreira em bancos começou no ABN AMRO. Na instituição ele permaneceu de 18 anos, de 1984 até 2002.

Sergio Rial tem no currículo passagem pelo banco americano Bear Stearns.

O executivo também já atuou na área alimentícia.

Ocupando cargos de alto escalão na Minnesota Cargill, até 2012, e na Seara Alimentos, até 2014.

No ano de 2014, Sergio foi contratado para presidência da Marfrig, uma das maiores empresas do mundo no ramo de alimentos à base de proteína animal. Cargo que ficou durante um ano.

Em janeiro de 2016, o executivo assumiu o cargo de CEO do banco Santander no Brasil.

Rial é um dos responsáveis por mudar a cultura operacional da instituição. Quebrando alguns padrões engessados da organização espanhola.

No final de 2017, o banco promoveu um encontro para celebrar o lucro de 10 bilhões de reais alcançados durante o ano. No evento, Sergio Rial desceu de rapel ao palco central, além de todo um repertório de gestos e falas.

Essa figura de “showman” é vista como exibicionismos por muitos, ainda assim o CEO se defende argumentando que é uma forma de trazer mais motivações para o funcionário.

A ideia do executivo é implementar uma cultura parecida com a empresa de Jorge Paulo Lemann, a Ab InBev. Porém, com valores diferentes da maior cervejaria do mundo.

Carreira de Sergio Rial

Sergio Agapito Lires Rial nasceu na data 28 de julho de 1960, na cidade do Rio de Janeiro.

Após concluir o segundo grau, se especializou em direito pela UFRJ e economia pela Universidade Gama Filho.

Em 1984 iniciou sua trajetória no universo bancário, entrando para instituição financeira dos países baixos ABM AMRO. Na organização chegou ao cargo de diretor.

Depois de duas décadas na empresa, mudou-se, em 2002, para atuar ao extinto Bear Stearns.

Após sua passagem pelo Bear, Sergio foi contratado pela empresa de alimentos Minnesota Cargill, em 2004. Na organização o executivo alcançou o cargo de vice-presidente executivo e de diretor de finanças. Deixando a empresa em 2012.

Em novembro de 2012, se tornou CEO da Divisão Seara Foods, braço do grupo Seara Alimentos. Cargo que ocupou durante dois anos.

Entre 2014 e 2015 Rial foi presidente da Marfrig.

Sergio foi anunciado como CEO do Santander no Brasil em setembro de 2015, cargo que assumiu em janeiro de 2016.

Entre os principais motivos da escolha dele para a posição foi o seu perfil.

No mundo dos negócios, Rial é conhecido por suas atitudes espalhafatosas.

Em seu período no banco espanhol, ele nadou com tubarões em um aquário patrocinado pela empresa, se vestiu como piloto de Fórmula 1 e se tornou “homem aranha” ao chegar no palco de uma festa da instituição via rapel.

Muitos empresários encaram as atitudes como autopromoção, ainda assim ele ganhou status de estrela para os funcionários.

Rial alega que é uma forma de motivar os funcionários, além de mostrar uma imagem mais moderna da instituição financeira.

De qualquer forma, Sergio Rial é um dos responsáveis pelo faturamento e o lucro do Santander estarem na casa dos bilhões. Em 2017 Sergio se tornou presidente da CNF.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!
Deixe sua opinião sobre Sergio Rial